2020-07-12

Nariz fora da máscara

Isto acontece porque algumas pessoas têm na boca o equivalente ao conteúdo de 10 sacos de lixo hospitalar deixados ao sol em Mértola.
É por causa do mau hálito, perceberam?
Creio que tenho que reactivar este blogue para vir racionalizar as observações mais repetidas e idiotas da pandemia.

2020-03-22

Heróis do Instante

Eu sei que neste momento, por lei, temos todos que fazer sexo oral com qualquer médico ou enfermeiro que a nós se dirija mas, apesar disso, pergunto o que fariam eles se os camionistas, técnicos da EPAL, REN, recolha de lixo e afins deixassem de trabalhar?

Com a excepção dos influencers, cuja única forma de serem úteis seria utilizar as suas peles para fazer máscaras de protecção, continuamos todos a ser importantes.
Parem lá com essa bajulação toda.

2020-03-17

O doce aroma a final dos tempos

A pandemia está a ter um efeito muito estranho e nulo: religiosos passam a confiar na ciência, ateus passam a histerismo irracional.

Em tempos anormais, de desafio, em vez de união verifica-se apedrejamento. União no apedrejamento.
A solução é consensual no que ao povo concerne e bem diversificada no que respeita a quem foi eleito para governar. Todos os governantes são estúpidos, o povo é que sabe.

Os especialistas, doutorados em tudo pela universidade Sailor Moon, dizem de forma inequívoca:
- Que se feche o país!
- Já deviam estar tudo fechado há 2 meses!
- Como é que não temos um ventilador para cada português!

A noção de recursos finitos não parece ser algo aplicável ao Estado.
Queremos tudo, de todas as formas, na máxima força e já. Primeiro faz-se, depois logo se vê se fazia sentido.
Não queremos passar fome, queremos comida barata porque vamos passar dificuldades financeiras, e queremos o país fechado. Também queremos que as encomendas da Amazon cheguem e que a Linha Saúde 24 esteja funcional a 400% do que seria a carga normal, sem falhas, sem demoras, perfeita.

Queremos tudo e sabemos tudo. Queremos a imediata suspensão do pagamento de rendas, electricidade, gás, tudo. Também queremos que o sector cultural seja fortemente apoiado. Queremos tudo, ao mesmo tempo, imediatamente.
Em tempos mais exigentes do que os de guerra, queremos o que não temos em tempos normais.

Fecharam o país há dois meses? Estava-se mesmo a ver que isto era só para vender máscaras, destruíram a vida de milhares de pessoas, destruíram a economia.

É fácil governar no sofá quando não se tem que lidar com as consequências dos nossos palpites e das nossas palpitações.

2020-03-15

A história do papel higiénico está a irritar-me, mas ao contrário.

O papel higiénico é um artigo muito volumoso, correcto?
Se as pessoas estão a fazer compras para um período acima do normal e é necessário muito espaço para armazenar papel higiénico não será normal que as prateleiras fiquem vazias, com facilidade, mesmo que 1 pessoa não esteja a levar 400.000 rolos?

Não têm papel em casa limpem-se aos cortinados, mas calem-se com esta merda, pá!

2019-12-24

Wet Bandits

Não há a mais pequena hipótese de que não tenham morrido de cancro, tal como os pombos.

2019-10-03

Câncio Vs Valete + Cordes

Sim, a liberdade de expressão está em risco pelo mundo inteiro e Portugal não é excepção.

A melhor forma de fazer com que as sociedades evoluam não é proibindo comportamento X ou Y.
A melhor forma de fazer com que as sociedades evoluam não é isolando aqueles que não se revêem nos nossos valores e que não estão preparados para derrubar os seus preconceitos.

Posto isto, sim, a música do Valete é perigosa e de mau gosto, tendo em conta que glamoriza uma determinada solução para um determinado problema. Apesar disso, não deve ser proibida. Tal como não há limites no humor (Não. Há. Mesmo.) também não deve existir em qualquer outra forma de arte ou até mesmo no discurso público.

O vídeo do Valete a responder à Fernanda Câncio é infantil, de quem tem uma capacidade de encaixe nula.
As ameaças do Sr. também são inaceitáveis.
O vídeo do Rui Sinel de Cordes, tem um aroma a auto-promoção, mas tem uma quantidade considerável de ideias que devem ficar a ecoar nos nossos crânios.




Sim, o vídeo do Valete é perigoso, mas é o politicamente correcto, que tantas sociedades tem entregado à extrema-direita, que fará com que a nossa não seja excepção.

2019-09-03

"Humor = tragédia + tempo"

Se esta equação é verídica, considero que estou muitos dias atrasado para fazer qualquer piada acerca do Ângelo Rodrigues.

É claro que se fosse um conhecido, amigo ou familiar, certamente levaria bastante tempo, talvez até mesmo uma semana, antes de começar a fazer pouco do seu corpo gangrenado junto de seus filhos.

E se de facto Humor = tragédia + tempo, acho que as actuações Fernando Rocha no primeiro "Levanta-te e Ri" já aconteceram há tempo suficiente para que comece de facto a assemelhar-se a um humorista.

Mas voltando ao Ângelo Rodrigues, parece que se apanha com mais facilidade um mentiroso do que um coxo.

2019-08-22

Olá Bestas do Caralho!

Sim, estou a falar com vocês, que ainda não sabem como funciona um elevador ou um aparelho de ar condicionado.
Vamos tentar novamente.

Elevador
Se tem dois botões carrega-se APENAS no que aponta na direcção para onde queremos ir. O computador do elevador é que decide qual deles está mais perto, qual deles vai transportar o vosso rabo gordo.

Ar Condicionado
Se estão constantemente a ligar e a desligar o ar condicionado é porque têm o intelecto de uma fita-de-trânsito.
O ar condicionado é para ser colocado a uma temperatura confortável. Selecciona-se determinado número de graus e ele encarrega-se de mantê-los.
1 kg de algodão pesa o mesmo que 1 kg de chumbo.
15 graus no Inverno é tão desagradável como 15 graus no Verão (pior um pouco porque temos menos roupa).
Deixem a merda do ar a 22 ou 23 graus e parem de estar constantemente a mexer no caralho do comando.

Obrigado.

2019-02-09

Decisões

Optar entre ser algaliado num touro mecânico ou ir ao IKEA sábado à tarde.
Fácil.

2019-01-10

O Amor

Acredito piamente que o Amor seja das maiores forças que há no Mundo, mas aquilo que estou a deixar na sanita é que creio que terá potencial para mudar marés.


2018-11-18

O bom senso está morto e em avançado estado de decomposição.

Sou contra qualquer tipo de tourada, não mato qualquer animal, independentemente de ser um cão ou uma barata, não sou vegetariano.
Podemos começar? 

  • Vladimir Putin
  • Sílvio Berlusconi
  • Recep Erdoğan
  • Viktor Orbán
  • Nicolas Sarkozy
  • José Sócrates
  • Donald Trump
  • Pinto da Costa
  • Luís Filipe Vieira
  • Bruno de Carvalho
  • Jair Bolsonaro
  • IRA
  • André Ventura?
Em mais um episódio que comprova que estamos imensamente longe de eleger um populista em Portugal (não estamos, NÃO estamos mesmo), jorram pela internet juras de amor em relação ao IRA - Intervenção e Resgate Animal e desprezo em relação à seriedade da reportagem da TVI, isto porque Ana Leal é porreira quando faz reportagens em relação à Raríssimas, Pedrógão, Pinhal de Leiria, mas é má quando faz uma reportagem que vai contra um grupo que parece fazer coisas boas, por vias completamente condenáveis.

Concordando plenamente que há momentos na reportagem nos quais é feito uso de um vídeo sarcástico, do IRA, de forma tendenciosa, há material suficiente publicado pelo próprio grupo para achar que as acusações são mais que plausíveis.
Nos vídeos de resgate há um tom autoritário que em nada leva a crer que os membros do grupo actuem de forma de forma pacífica e sem atropelar a lei e fazer marcha-atrás umas quantas vezes.

As sociedades modernas aceitaram que se alguém comete um crime, quer seja um furto ou a tortura de um bébé, não é o povo que faz justiça, nas ruas.

Parecem fazer parte da minoria, cada vez mais, aqueles que aceitam que algo grotesco pode estar a ser feito mas que, a solução não passa por fazer algo de grotesco de volta. Dois grotescos não se anulam, somam-se e alimentam a espiral que está a levar-nos para um lugar negro no qual o bom senso está definitivamente morto, numa vala a céu aberto e em pronunciado estado de decomposição.

2018-11-16

Cresceu em mim, tem que sair.

95% dos cozidos afirmam não gostar do cheiro a enxofre, revela-nos uma sondagem à boca das furnas.