2007-03-11

O poder das mamas

Seguindo este pedaço de texto, venho por este meio dissertar um pouco acerca de uma temática tão problemática para homens e mulheres.

Toda a gente sabe o que são, para o que servem e o poder que têm.
Então, pergunto eu, porque é que continua a haver pessoas que negam algumas destas verdades inegáveis?
Porque é que há mulheres que continuam a negar que usam decotes, como se de martelos gigantes se tratassem, para nos bater na cabeça deixando-nos completamente atordoados?
Porque é que há homens que negam ter uma mancha de baba na camisa por estarem a olhar para decotes?
Porque é que há mulheres que se queixam quando um gajo, com os dentes podres, olha para elas fixa e taradamente?

Percebam que (e infelizmente sabem-no): um bom decote é algo a que não se pode resistir. É um imperativo biológico. Ele está lá para ser visto.
Por muito que resistamos, esperneemos, espumemos da boca, tem que ser observado, ainda que seja uma observação furtiva, rápida, "olha e foge", não há hipótese de fuga.
Sim, nós sabemos que estamos constantemente a ser enganados. Há mais efeitos especiais no decote de uma mulher que num filme de ficção científica. Não queremos saber disso! Não queremos saber se há andaimes, enchimentos, sustentação, levitação, não nos interessa. Quando vamos ver um filme também não estamos a pensar nos meios técnicos que envolvem a produção.

Agora que já vos deixei uma imagem bem machista da minha pessoa, fiquem com um bocadinho deste mestre da dissecação social.


17 comentários:

  1. Para mim o decote (quando falo em decote falo daqueles decotes generosos)é o último recurso que uma mulher usa para conseguir aquilo que pretende. Pode ser para que olhem para ela, para seduzir um homem, para que os homens olhem mais para ela do que para as amigas...
    Podem dizer o contrário. Mas o intuito principal é esse.

    Já me deixei dos decotes há muito. Mas é sempre um recurso que ali está!:-D

    Portanto se me vires de decote, já sabes que é pq não consegui o que queria de outra forma. :-D

    ResponderEliminar
  2. Golpe baixo e ultrajante.
    E nós? Que recursos temos?

    ResponderEliminar
  3. Vocês têm vários recursos... enquanto vocês só olham para o nosso decote, nós (eu) olhamos para o vosso rabiosque, para a braguilha, para os olhos, para as mãos, a boca, o nariz, as pernas...

    ResponderEliminar
  4. ...e não é só olhar. Também ouvimos. Uma voz sexy é uma arma poderosa.

    ResponderEliminar
  5. Ora que olhem à vontade que não tira bocado e faz bem à saúde
    :P

    ResponderEliminar
  6. Nós não olhamos só para aí!
    Um bom decote é que rouba as atenções quase todas.
    Olhamos para outros sítios e também ouvimos.
    Ao mais leve sinal de burrice, é como se um copo de cristal caísse no chão. Quebra qualquer encantamento físico.

    ResponderEliminar
  7. O decote é o nosso maior poder.
    Mas sou da opinião que as super mamalhudas ficam vulgares com grandes decotes.

    ResponderEliminar
  8. Em resposta ao teu comment:

    Duh! Eu nunca disse que o meu icon era uma foto minha. Não sou nada parecida com ela, não tenho o corpo de um rapazinho de 14 anos :P

    Aprendi a andar de bicicleta há pouco tempo, foi o meu namorado quem me ensinou :)

    ResponderEliminar
  9. A Jennifer Morrison é muito fofinha e parece ser muito simpática. Só referi o corpo de um rapazinho de 14 anos porque foi o que o House disse no 1º episódio da 3ª temporada, remember? E em comparação ela tem o corpo de uma bailarina clássica e eu o corpo de uma bailarina de dança do ventre. Só ancas e mamas :))))))))

    ResponderEliminar
  10. Lembro mas não conseguiria identificar o episódio com a exactidão perturbadora com que o fizeste.

    Quer dizer que não tens nem pernas nem pescoço?

    ResponderEliminar
  11. um bom decote, e o que por lá se esconde, é (são) um factor apelativo ... e é muitas vezes usado como recurso ...

    mas não funciona sozinho ... digo eu ... faz parte dum todo ... mas que se o "conjunto" for agradável, é impossivel não olhar, lá isso é !!!

    e a beleza está no facto de o decote, nos deixar imaginar sem no entanto conseguirmos ver nada, ou vemos pouco ... :)

    ResponderEliminar
  12. Quer dizer que não tens nem pernas nem pescoço?

    Peste :P

    ResponderEliminar
  13. Tu é que és a peste. Não te faças de desentendido.


    p.s.: não tenho muita paciência para duelos de palavras ^-^

    ResponderEliminar
  14. Não tenho nada contra os decotes, tenho é contra o mau gosto! :P

    ResponderEliminar