2015-02-22

Postando do Além

Acabo de me cruzar com o perfil de Facebook de uma pessoa que faleceu recentemente.
Nesse mural o defunto "escreve" na primeira pessoa, informa-nos como morreu e vai fazendo algumas actualizações acerca do seu paradeiro.

Podem ler-se coisas como "Hoje estarei na Igreja X de tantas a tantas horas."

É de mui refinado gosto, sim senhor.

5 comentários:

  1. Não se trata da mesma ideia, a minha é excelente.
    Neste caso é apenas um familiar que tem acesso à conta que decidiu que seria giro que as coisas fossem escritas como se o defunto estivesse muito interessado em fazer outra coisa que não seja libertar gases.

    ResponderEliminar