2015-01-19

Casa dos Segredos - O guia essencial para pessoas com dentes e sem unhas de gel

Este que vos recebe de braços abertos esteve para entrar na Casa dos Segredos. Isto é completamente verdade.

Não entraria como concorrente, porque não só prezo* muito a minha privacidade como seria corrido em menos de um fósforo, por desobediência. Entraria por cerca de 3 dias apenas para participar em testes técnicos que a produção faz recriando as condições da forma mais fiável possível.
Neste cenário, que não se chegou a efectivar, estaria praticamente só com pessoas que conheço, amigos, o que era capaz de tornar a coisa interessante e bastante aceitável.
Expressada que está esta curiosidade, passo agora a apresentar o guia essencial para quem nunca seguiu  este maravilhoso programa (na verdade só interessa aos que vêem).

Lá fora - Sítio mencionado quando se está a prometer tareia ou a falar daquilo que é a vida não-vigiada.

A Voz - Entidade suprema, que é perfeita, que ordena que se executem actividades apropriadas a crianças de 5 anos, que se rege por um conjunto bem definido de leis às quais chamo "Ordenamento jurídico do acabei-de-inventar".

A Casa - Estúdio de televisão ao qual se atribui ridiculamente uma propriedade mística, uma aura.

Intriguista - Pessoa que é intriguista ou que é extremamente frontal, depende do momento e da opinião da pessoa.

Prestação na Casa - Existir.

Ter muito para dar à Casa - Esperança média de vida elevada.

Azeiteiro - Concorrente.

Trazer de coisas lá de fora - Coisa que é inaceitável que se faça. Todos os concorrentes devem fazer uma reinicialização existencial e comportarem-se como se tivessem dias de vida.

Missão - Tarefa ridícula e que pode ir contra os princípios do concorrente mas que será cumprirá pelo mesmo.

Namorado(a) - Pré-cornudo(a).

Jogar - Actividade que é repugnante que se faça mas que é objectivo do programa. Actividade que quando bem executada merece um elogio e até mesmo um insulto.

Teresa Guilherme - Pessoa procurada pela Interpol pelo rapto de todos os trocadilhos que há no mundo e por obrigá-los a participar em orgias.

Expulsão - Acto de expulsar ou de manter a pessoa na Casa.

Foder em público - Actividade à qual a Teresa Guilherme se refere utilizando para isso uma espécie de estrangeirismo que não existe.

Nomeação - Catalisador de zaragatas.

Vitória - Estado que os derrotados dizem que atingiram só por terem entrado na Casa (quando na verdade entraram apenas por serem relativamente repugnantes).

Confessionário - Sítio onde não entra nem padre nem beata, só crianças.

Aviões - Objectos voadores identificados e portadores de mensagens da produção.

Doenças venéreas - Pré-requisito.

Putas - Pessoas com um nível de promiscuidade inferior à da maioria das concorrentes.

Apupos - Coisa que a Teresa Guilherme reprova sempre que isso vá contra as suas preferências.

Palmas - Coisa que a Teresa Guilherme reprova sempre que isso vá contra as suas preferências.

Presenças - Existir fora da casa a troco de dinheiro.

Mamilos - Parte do corpo onde os azeiteiros aplicam peças metálicas.

Desafio Final - Alcatraz com população mais violenta e menos civilizada.

Os Portugueses - Pessoas a quem os concorrentes e a produção se referem, de forma nobre, como os detentores da verdade, aqueles que decidem quem sai e quem fica (na verdade quem decide são só as donas de casa quando concordam com a produção).

* Comecei por escrever "preso". Eu, habitante do barreiro, me confesso.

2 comentários:

  1. Nunca li um resumo tão bom. Fartei-me de rir!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Afinal parece que há um gajo com vontade própria: http://youtu.be/r0FuhHzlNQ8?t=7m50s

      Eliminar