2015-01-08

Aritmética dos Mortos

Fujam jihadistas, fujam! No vosso encalço (quietinhos na cadeira) estão milhares de justiceiros da hashtag que vos encontrarão onde quer que se escondam, leve o tempo que demorar (ou até que a Kardashian mostre o interior do ânus)!

E agora vamos entrevistar a uma pessoa que não sofre de mediatite aguda:

Jornalista - Piston, o que é que acha do repugnante e horrendo atentado que ocorreu em Paris e que foi perpetrado por aqueles bárbaros islâmicos?
Piston - Acho profundamente lamentável e muito triste. É certo que aquela publicação ofende profundamente o Islão, mas nada justifica isto. Ainda se fosse contra a família Malhoa...
Jornalista - Não concorda que o melhor será construir um muro bem alto em torno do médio-oriente e depois encher aquilo de água até que se afoguem todos?
Piston - Não concorda que sendo isto lamentável também o são todos os bombardeamentos (pouco) cirúrgicos que matam milhares de civis inocentes nesses países?
Não concorda que, sendo errado, se largassem uma bomba na sua aldeia e matassem os seus familiares e amigos você seria capaz de se passar da cabeça e de pensar que talvez a única forma de defesa dos ataques em massa seria atacar de forma isolada, aleatória e matando (menos) inocentes do que o seu inimigo?
Não concorda que seria matematicamente justo que houvesse mais comoção cada vez que se fala em operações com Drones?
Jornalista - Não percebo onde quer chegar. Sou da CMTV.
Piston - Se não se importa vá ali para aquele cantinho beber este copo de Gin muriático e urine para aí o seu fígado.

 - O meu nome é Nicholas Brody e eu aprovo esta mensagem!

1 comentário:

  1. Esperava uma coisa em bom vinda daí acerca disto, mas não com esta excelência.

    ResponderEliminar