2014-12-31

Ejaculação precoce

Já oiço foguetes.
Se pelo menos fosse um acidente que conduzisse ao rebentamento concentrado e descontrolado de uma elevada carga pirotécnica...
A ser isso espero que haja crianças por perto. Adoro o efeito visual dos pequenotes a correr em chamas.

A passagem de ano é isto


2014-12-17

Sopas de diulente e bifes de amianto


 

Mas qual é que é a dieta desta gente? Fizeram uma casa na árvore e só depois perceberam que aquilo afinal era uma antena de telemóvel?
Não, não me preocupei em ler o artigo, trata-se do Correio da Manhã...

2014-12-12

Quando como milho...

... parece época de santos populares na aldeia que é a minha loiça sanitária.

2014-12-10

Tarde

No último ano e pouco tive a oportunidade de conviver com uma pessoa maravilhosa que me surgiu através deste blog.

Dona de uma beleza interior e exterior com a qual nunca me havia cruzado, viu a espécie de diamante em bruto que tinha em mãos (completamente verdade se excluirmos a parte do diamante) e aceitou-me.
Apesar de todas as limitações e bloqueios com que se cruzou dentro desta mente, que não é recomendável, concedeu-me muitos dias de grande felicidade, colesterol, hiperglicémia, maus tratos físicos variados (dos quais sempre fui vítima, sublinhe-se) e cumplicidade, muita cumplicidade.

Nos últimos 18 anos foi a única pessoa que me viu derramar uma lágrima e provavelmente a única pessoa que temeu morrer afogada num carro perfeitamente estacionado em terra. Foi também a única que mereceu tão inesperado dilúvio.

Para ela, que foi de uma generosidade extrema, que fez de mim uma pessoa muito melhor do que aquilo que alguma vez fui, que merece ser feliz em quantidades industriais e porque embirrava com o meu caminhar muito pouco linear, vai isto. Ironicamente ouvi esta edição imediatamente antes de começar a escrever este post.

E também vai isto.

A programação habitual segue dentro de momentos.

2014-12-08

O Lidl tem um sósia do Manuel Cavaco

Fui forçado por uma pessoa que muito estimo (recorreu a arma de fogo e cães esfomeados) a seguir esta edição da Casa dos Segredos.

Não prestava a devida atenção a este tipo de programa desde o Big Brother 2 mas já sabia que o casting havia evoluído bastante e que era devidamente orientado para que se encontrassem os mais reles habitantes do Barreiro e da Brandoa.

Fui surpreendido pela forma engenhosa como a produção conseguiu resolver aquele problema que era o facto dos concorrentes terem vontade própria do público ter (alegadamente) algo a dizer no que toca a votações: criaram um jogo sem regras.
Removeram com grande mestria o manto da desconfiança porque agora já não têm qualquer necessidade de manipular o que quer que seja porque só chega a votações quem eles quiserem.

Como se não bastasse uma deslealdade constante para com pessoas que estão à mercê dos caprichos de uma entidade superior que se chama "A Voz", através da qual momentos que deveriam ser privados entre concorrentes passam a ser difundidos publicamente, ainda temos que levar com um Badaró-Fernando-Mendes feminino que bebeu (bastante) licor de Paulo Portas e que simplesmente não sabe como parar com o chorrilho de trocadilhos.
E o que dizer da classe que é enunciar em horário nobre o número de dedos necessários para levar ao limite a cavidade vaginal de uma concorrente?

Se por um lado tudo isto me gera uma profunda irritação, por outro fico agradavelmente feliz com a forma engenhosa como conseguiram apreender gado que tem idade suficiente para fornicar no ecrã e em simultâneo ter como missões fazer caretas, bandeiras de piratas, recebendo prémios tão fantásticos como moedas de chocolate. Ai Casa Pia, Casa Pia...

2014-11-25

Sicuta Dourada (isto é que era um nome em condições para a operação)

Estimados comentadores políticos / bestas-do-caralho,

Foi com grande surpresa que me apercebi que todos vocês, mesmo aqueles que odiavam o tio Sócrates, vêem tudo isto de forma muito melindrosa.
Acham que é feio fazer uma espécie de festejo porque se está a deter uma pessoa que se deve presumir inocente e que nunca teve a mais pequena nuvem de fumo a denunciar um eventual fogo.
Acham execrável a forma humilhante como os bandalhos responsáveis pela investigação foram deter o homem ao aeroporto em vez de o deixarem ir calmamente para casa exercer eventuais impulsos pirómanos.
Acham que se por acaso este processo não resultar em condenação, está a acontecer algo de muito grave porque, apesar de ser ex-primeiro ministro e um cidadão como qualquer outro, não pode ser detido para interrogatório como qualquer outro cidadão. Acham também que por ser ex-primeiro ministro não pode aguardar julgamento em prisão preventiva porque, apesar de tudo, não é um cidadão como os outros e deve ter liberdade para tentar apagar o rasto o mais possível.

Este foi um fim-de-semana traumatizante porque ouvi e li tanta coisa absurda que nem imaginar o solo de bateria que a Manuela Moura Guedes deve ter tocado com o seu massajador facial consegue gerar em mim convulsões suficientemente violentas para que consiga apagar tais depoimentos da mente.

2014-10-28

4 de Agosto de 2014

Acabo de comer um iogurte com este prazo de validade.
- Vamos fazer amor! - exclamou a sanita.

2014-10-09

Excalibur

Perturba-me que uma parte considerável (ou pelo menos muito visível) das pessoas que defendem ferozmente os direitos dos animais tenha um coração tão grande e um número de neurónios tão pequeno.
É infeliz que uma causa tão nobre seja defendida com argumentação tão acéfala, especialmente quando há argumentos válidos disponíveis.

Excalibur deveria estar vivo por várias razões:
  1. É um caso único até à data
  2. Não se sabia se estava efectivamente infectado
  3. Seria uma oportunidade de aprender um pouco mais acerca da possibilidade de contágio homem -> cão e cão -> homem
Alegar que "se calhar também deveriam abater o namorado da enfermeira porque também teve contacto com ela" é uma tirada pseudo-irónica produzida por calhaus que nasceram roxos, com o cordão umbilical à volta do pescoço. Segurem esse fio de baba, por favor.

Os nossos animais de estimação, aqueles com os quais criamos uma relação afectiva, podem ter um valor superior ao de um humano que não gostamos ou até mesmo ao de um que desconhecemos. Há pessoas que deixaria morrer sem pestanejar se isso pudesse ressuscitar o meu falecido cão. Posto isto, um humano é um humano, um animal de estimação é um animal de estimação.
Não creio que o sistema nacional de saúde espanhol (ou de qualquer outro país) tenha dotado parte do orçamento ao tratamento de qualquer maleita canina. Isto leva-me ao ponto 1: por ser um caso único, talvez fosse possível lidar com ele de outra maneira. Se esta situação se tornar uma real pandemia, caberá na cabeça de alguém que todos os animais de estimação sejam colocados em quarentena? Quem fará esse trabalho? As clínicas privadas?
Desejo boa sorte àqueles que tentarem convencer a direcção das mesmas que devem tratar gratuitamente animais durante uma situação de emergência quando não o fazem no rotineiro dia-a-dia, quando tudo está calmo e quando não há uma crise mundial.

2014-09-13

The real deal

Já alguma vez nadaram num mar ou rio cuja água não era muito aconselhável e ao sairem ficaram com uma espécie de bigode de algas ou lodo?

2014-08-22

The sperm bucket challenge

O número de participantes diminuiria bastante mas os donativos aumentariam exponencialmente.

2014-08-17

Pérolas a porcos

Revejam o post anterior, verifiquem o autor da letra, oiçam o refrão da música.

Vocês envergonham-me.

2014-08-08

2014-06-26

Ainda bem que Portugal não passou

Não, este post nada tem a ver com a prestação de Portugal no Mundial de 2014. Este post é um lamento público pelo facto da Controlinveste ter despedido neste mesmo mês 140 trabalhadores e por nenhum deles ser o jornalista João Ricardo Pateiro.

Quem seguiu o Portugal vs Gana pela TSF sabe que o país foi submetido a mais um relato feito por um jornalista com um caso muito grave de Badarozice.

Este é um profissional que CANTA canções famosas quando um jogador marca um golo, com a letra alterada, de forma a que sejam dedicadas ao mesmo. Note-se que isto não é um improviso do momento nem um rasgo de criatividade fruto da emoção, isto é pensado e bem pensado. Um dia fê-lo de forma espontânea, ganhou um prémio por isso e passou a achar que era um verdadeiro artista.

Para além de ter repetido cerca de 10 vezes a piadola "Onde é que a bola pincha? É no estádio Mané Garrincha!" também nos brindou com esta merda e ainda esta (entretanto o jogo continua e o ouvinte não sabe um boi do que se passa porque o batatinha tem que prosseguir com o seu plano para dominar o festival da canção).

Grau 10 na escala de vergonha alheia.

2014-06-24

Last Week Tonight with John Oliver

Para quem gosta do Daily Show e do John Stewart, este programa é obrigatório.
A linha seguida e os temas abordados são muito semelhantes mas a violência com que são tratados é consideravelmente maior.
Ao iniciar o visionamento do último programa deparei-me com uma pequena surpresa:




2014-06-20

760 227 872

Estava convencido que levar uma pazada no meio dos olhos seria o suficiente para atordoar a erecção cristianica que invadiu Portugal. Enganei-me.

A comunicação social continua a bombardear-nos com "o melhor do mundo" e todas as variações possíveis e imaginárias do Camões dos relvados, aquele que vai nadar com a equipa numa das mãos.

Dá para parar com isto? Dá para aprender com o ridículo que ficou lá atrás, campeonato após campeonato, e parar de tratar a selecção como o Ronaldo e mais 10 gajos? É que não só é irritante e ofensivo como já se viu que o miúdo não faz rigorosamente nada de jeito se não for convenientemente servido.

Se as televisões quiserem fazer alguma coisa útil pela nação, tratem de criar uma linha 760 cujo número seja repetido até à exaustão e cujo prémio seja castrar o Pepe com direito a emissão em directo no canal Panda. O ecrã do meu telemóvel ficaria rapidamente gasto. Faço tudo pela formação dos mais pequenos (e para castigar os mais estúpidos).

2014-06-17

Creio que os portugueses necessitam que venha aqui um tipo que não percebe nada de bola ajudar a clarificar ideias. Não têm quê.

É certo que Portugal estava altamente descoordenado e que mal conseguia trocar a bola sem fazer merda mas, ainda assim, mesmo depois do penalti-no-qual-pepe-se-chegou-tanto-ao-árbitro-que-devia-ter-logo-levado-um-amarelo, Portugal estava a conseguir manter um jogo equilibrado. Não estavam a criar grandes situações de perigo mas o inverso também era verdade.

Quanto ao Pepe, uma besta amplamente documentada, tem que perceber que por muito que o seu toque de cabeça tenha sido suave foi completamente despropositado e passível de ser visto de forma bem diferente. Mas não nos enganemos: não tivesse sido expulso naquela altura, sê-lo-ia noutra qualquer. Este tipo deveria ser disciplinado com choques eléctricos no escroto.

Daí para diante estávamos bem condenados mas eu vi uma equipa atabalhoada mas que mesmo com 10 jogadores continuou a chegar à baliza adversária com pouca capacidade mas com vontade de fazer alguma coisa. Foi só na minha televisão que este jogo passou? Esta ambição não é louvável?

Seria injusto não referir que o Rui Patrício deveria ser atropelado e deixado numa valeta.

Ontem lembrei-me porque é que não gosto de assistir a jogos com companhia: a maioria das pessoas é um cata-vento opinativo e com uma cegueira parcial toupeiresca.

2014-05-22

Cunnilingus 180

Aqui há uns tempos, enquanto me passeava pela blogosfera, deparei-me com este post que li com bastante interesse.
Sorvida a informação produzida pela autora, decidi dedicar-me aos comentadores, fonte inesgotável de entretenimento.

Um dos comentadores, com um claro distúrbio de personalidade que poderá fazer com que se assemelhe a um pombo, achou que uma manobra de engate válida seria anunciar que adorava proporcionar gratificação horal. O estimado leitor prepara-se para alertar-me para um erro ortográfico escandaloso? Aguarde.

Este Dom Juan com muito jeito para o amor mas com pouco apego à verdade diz que já protagonizou cunnilingus com duração de dois jogos de futebol. Isso mesmo. Três horas de trabalho contínuo que produziu 4 orgasmos.

Vamos assumir por momentos, com muito esforço, que este super-homem papilar tinha a capacidade de manter a execução de tal tarefa durante a anunciada eternidade:
  • Há alguma mulher que tenha tanto tempo disponível e disposição para tal?
  • Não vos parece que a taxa de sucesso é muito reduzida tendo em conta o tempo aplicado?
  • Seriam os gritos erradamente interpretados como orgasmos quando na verdade a senhora estava a tentar expressar desagrado pelo acto que terminou com lambidelas do apêndice xifóide?

2014-05-21

Final da Liga em Lisboa, prostituição lotada.

Ignorando o título e mudando completamente de assunto, alguém percebe a última escolha da TVI para fazer de menina do 760?

2014-04-10

Postas e Fernando Alves

Convencido de que iria embarcar em mais uma jornada de conhecimento e auto-descoberta, entrei no Minipreço para comprar laranjas.
Recolhido o produto que me levou àquele santuário de meditação, deparo-me com uma gigantesca fila que em alguns minutos foi partida em duas, aquando da abertura de uma nova caixa.
Como se a espera não fosse suficiente, à minha frente estava uma vagarosa idosa, com a qual já me havia cruzado, cuja cabeça havia tido um encontro romântico com uma cisterna de laca.

O empregado que veio a assumir os comandos da nova linha de produção de bips era o mesmo que já havia travado conhecimento com tal senhora, encontro esse que havia presenciado. A conversa que tinha agora  continuação prendia-se com o facto da senhora querer saber se a embalagem de "tranches de pescada" estaria abrangida pelo talão de desconto que prometia o pagamento de menos 25% em "postas de pescada".
O pobre funcionário, que julgava anteriormente ter conseguido chutar o problema para quem estivesse a trabalhar nas linhas de caixa, deparou-se com um problema que não sabia resolver e para o qual teve que pedir ajuda de uma colega:

- Ó Kátia Vanessa, tranches e postas é a mesma coisa? Blablabla desconto?

Enquanto aquele episódio de consultoria semântico-piscícola não chegava ao seu termo, lembrei-me de Fernando Alves, jornalista da TSF que me conquistou de alguns meses a esta parte.
Na crónica diária que assina na mesma rádio, Fernando Alves começou por tocar no meu nervo da irritação projectando-se na minha mente como um peneirento com a pretensão de passar por grande filósofo. O tempo e os encontros radiofónicos ocasionais vieram a fazer com que me apaixonasse pela forma poética como declama o presente e pela forma como faz um malabarismo de diversos temas e referências em poucos minutos de emissão. Passei a segui-lo religiosamente, dentro do que me é ateiamente possível.

Não sendo garantido que todas as edições me tenham gerado alguma comichão mental, a maior parte conseguiu tal feito. Ao fazer as pesquisas que achei necessárias para redigir este post descobri que este espaço que tanto prazer me tem dado existe desde 1995. Há quase 20 anos que este homem partilha connosco diariamente a forma como vê o mundo. É muito tempo.

Para aqueles que estão a esta altura completamente desiludidos por terem lido um texto que brotou das minhas patas sem uma sequer referência à Maddie, à Casa dos Segredos ou à Manuela Moura Guedes, aqui vos deixo um prémio de consolação que, não sendo uma referência do tom habitual, é um excelente exemplo da elasticidade das palavras e do encadeamento de ideias que se pode esperar deste jornalista.

Quanto às postas de pescada, essas nunca chegaram a fazer o checkout do supermercado.

2014-03-25

Quero casar com José Rodrigues dos Santos

Desde que Judite de Sousa e José Alberto Carvalho saíram da RTP (rumando a uma ETAR televisiva) que a RTP só tem uma figura de peso.
Sempre que vejo um qualquer jornalista com uma postura abananada a fazer uma "grande" entrevista a um primeiro ministro ou uma personalidade de relevo, penso no Zézito das orelhas gigantes:
- Onde estará? Porque é que não é ele a dar uma tareia a este entrevistado?

José Rodrigues dos Santos fez frente, por várias vezes, a administrações da RTP. Já tentaram correr com ele da estação, sem sucesso. É uma alma simpática e em simultâneo um cavalo indomável, altamente imprevisível. Acredito que tenha sido por esta razão que não tem sido colocado na posição de destaque que merece.

Neste Domingo, na primeira oportunidade que teve para defrontar um ex-primeiro ministro com graves problemas de atitude, Rodrigues dos santos não desiludiu e deu-lhe uma senhora coça, com direito a vários rounds (8m30s).

Como se isto já não fosse suficiente para eu querer ser as mãe dos seus filhos, desejar que ele fecundasse o meu útero rectal numa louca noite de amor, José Rodrigues dos Santos intervém para desmontar a polémica que se gerou em torno da entrevista explicando o que havia acontecido algumas horas antes:
"Almoçámos e expliquei-lhe o meu raciocínio. Avisei-o de que, se encontrasse contradições ou aparentes contradições entre o que diz agora e o que disse e fez no passado, as colocaria frente a frente e olhos nos olhos, sem tergiversações nem subterfúgios, como mandam as regras da minha profissão."

Fosse eu gay e não descansaria enquanto não conseguisse virar este macho intelectualmente musculado.

2014-03-20

O Tom Hanks que não há em nós

O filme "Captain Philips" conta a história da tripulação de um navio que foi feita refém por piratas somalis.
Não sendo especialmente brilhante vale pela cena final.

Agora que a crise está teoricamente de saída, que das máquinas multibanco brotarão flores e unicórnios, está na altura dos portugueses que saíram relativamente intocados pelo papão Troika (tal como eu) respirarem de alívio e voltarem a votar no PSD e CDS.
  • Está na altura de ignorar que há milhares de pessoas que caíram no desemprego e que não voltarão a fazer parte da população activa, com todos os problemas financeiros e de auto-estima que isso acarreta.
  • Está na altura de ignorar que há milhares de pessoas que passaram dezenas de anos a pagar o empréstimo que contraíram para a compra da sua casa e que, tendo pago de 80% da mesma, vêem-se incapazes de pagar o restante, perdendo assim todo o dinheiro despendido e o telhado que os protegia.
  • Está na altura de sermos pragmáticos e de ignorarmos todo o sofrimento alheio porque, na verdade, ele não é real, não nos toca, não nos diz respeito.
  • Está na altura de continuarmos a cavar um pouco mais o fosso social que conduzirá à desintegração da pirâmide onde confortavelmente alapámos o rabo.

Contracenando com uma verdadeira médica da marinha norte-americana, com nenhuma experiência como actriz e que no primeiro take estava de tal modo em pânico que não conseguiu desenrascar uma interpretação minimamente aceitável, Tom Hanks faz, logo ao segundo take aquilo que provavelmente não é inteligível para quem não viu o resto do filme ou para quem demonstrou publicamente uma grande indignação pelos "ataques" da Pepsi em relação Cristiano Ronaldo.

2014-02-27

Artista sem obra

O gás intestinal não tem personalidade.
O gás intestinal não tem alma.
O gás intestinal é uma entidade à espera de identidade.

O esfíncter é um escultor.
O esfíncter é um músico.
O esfíncter é um poeta.

O flato é rima.
O flato é nota largada ao vento.
O flato é coreografia.

A bufa é folha em branco, é a cobardia das entranhas em forma de suspiro.




2014-02-07

Momento puxa o braço atrás e promove um encontro dentário com a barra de ferro que tens na mão

Quando achava que não podia haver nada pior do que qualquer programa da CMTV ou da TVI, eis que surge do nada, fazendo uma ultrapassagem pela direita, Carlos Dias da Silva, organismo acéfalo que trabalha na Benfica TV.

O vídeo que vos apresento com todo o carinho foi-me mostrado sabendo apenas de antemão que ao longo deste episódio iria presenciar uma pergunta chocante.
Poderia dizer-vos de imediato qual o minuto em que a mesma ocorre mas, no entanto, acho importante que vejam o vídeo para que possam ir carregando de ódio os vossos colesterosos corações.

No final do visionamento do trabalho que o calhau com dentes produziu, não se acanhem, deixem parte do vosso amor transbordar para a página de Facebook do menino e, já agora, para o endereço de e-mail da Benfica TV.


Profissionais deste gabarito seriam mais úteis como equipamento para detecção de minas anti-pessoais.

2014-01-16

A duração da tosse dos velhos deveria estar regulamentada

- Desculpe lá mas o senhor(a) está a tossir há mais de 47 segundos, vai ter que entrar para esta fornalha, ok?

2014-01-14

Ainda não fui a correr deixar um "obrigado Ronaldo" no meu mural do Facebook...

... porque sei que durante os próximos 10 anos ele vai estar ocupado a ler os murais até à letra J.
Tenho tempo.

Retardados.

2014-01-10

5 de Janeiro de 2014 - O dia em que a extrema-direita benfiquista se sentiu extremamente confusa

Nunca percebi a verdadeira importância do Eusébio até ao passado Domingo.
Sabia, como é óbvio, que havia sido um excelente jogador, que tinha uma grande paixão pelo Benfica e que era estimado por muitos. Desconhecia que era adorado por tantos.

Ao longo das exaustivas horas de cobertura do evento, foi com alguma surpresa que me apercebi que ele era verdadeiramente respeitado não pelo seu extenso palmarés mas sim pela nobreza dos seus gestos em campo e pela postura humilde que manteve até ao fim.

Foi um dia especialmente duro para os seres bi-neurais, das claques, que torcem pela cor vermelha.
É complicado lutar contra o neurónio que diz "comemora, morreu mais um preto" quando o outro diz "tens que ficar triste, morreu um preto que marcou buéda golos pelo Benfica".

Vidas.

2014-01-03

Acabo de ver...

... o pêlo púbico mais espesso que alguma vez vi.
Está no urinol da casa-de-banho no primeiro piso do Centro Comercial Amoreiras.

Corram para o verem antes que vá na corrente!