2013-03-02

"Que se lixe a troika"

Caro Pedro,

Permitia-me que finja alguma proximidade em relação a si tratando-o desta forma, tal como costuma fazê-lo em relação a nós, eleitores.
Deixe-me que lhe diga que para mim Portugal perdeu a dignidade no momento em que permitiu que o seu amigo, Miguel Relvas, permanecesse no governo após três escândalos relativamente repugnantes:
 A questão envolvendo a sua licenciatura é, para mim, um episódio sem qualquer importância se tivermos em conta a gravidade de tudo o que foi apontado anteriormente.
Pedro, consegue explicar-me porque razão mantém uma bomba-relógio na mesa de cabeceira mesmo depois do povo dizer que não a quer? Não compreendo.

Gostaria também que me explicasse porque é que agora decidiu apelar ao uso de violência.
O que quer dizer com  (governo) "nunca se deixará condicionar" quando se refere às interrupções não-violentas de que têm sido alvo membros do seu governo? Está a querer dizer que isto não é suficiente para demonstrar que talvez tenha que mudar de rumo e correr com uns quantos meninos do governo? Não governa em relação à contestação nas ruas? A manifestação de 25 de Setembro, pacífica, não foi suficientemente significativa? Se não governa para os portugueses o que raio está a fazer nessa cadeira?

Deixe-me também que lhe dê um miminho que eu não sou pessoa de só dizer coisas desagradáveis.
Se os portugueses fossem só um bocadinho mais inteligentes, não só não dariam a victória ao PS nas próximas eleições como começavam desde já a interromper António José Seguro exactamente da mesma forma como têm feito em relação aos parceiros do Pedro. Não vou com a cara de sonsos demagogos e acho que aquele senhor deveria receber tantos votos quantos aqueles que o seu partido vai receber.

Volto a apelar à sensibilidade do Pedro para que dê a real atenção às demonstrações pacíficas de desagrado que estão à vista.
É o Pedro que está a conduzir as coisas para cenários condenáveis como o que aconteceu na Faculdade de Direito de Lisboa e com o qual não concordo minimamente.

Abraço,
Piston


Post scriptum - Amigos do SIS, escusam de começar já a ler os meus e-mails ou de me entrar pela casa adentro enquanto me masturbo porque não há aqui qualquer incitação à violência. Quando acabarem de ler o blog perceberão com facilidade que não defendo de todo esses métodos a menos que sejam utilizados em relação a Cristo e ao seu Paizinho.

3 comentários:

  1. A expressão não é minha, menos ainda a ideia, mas foi o que me explicou que o Relvas não tenha já sido corrido: ele é o "pára-raios" do governo. Enquanto ele lá estiver, as atenções focam-se nele. Os outros fazem as merdas e nós andamos distraídos com as merdas do Relvas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Eixo do mal"

      Discordo. Acho que ele está lá porque é mais experiente e movimenta-se melhor no lodo político. É uma base de sustentação do primeiro ministro.

      Eliminar
    2. Isso mesmo.

      Pode ser, mas há uma possibilidade de ele ser o bôbo. Que, de qualquer forma, é - papel conquistado a pulso por ele mesmo.

      Eliminar