2011-03-14

25 de Abril de 2011

Já que estamos nestas brincadeiras de manifestações que não incomodam uma mosca, tenho uma sugestão que ainda não li por esse Facebook a fora.

Estão a ver o dia 25 de Abril? Aquele dia que tem qualquer coisa a ver com uma coisa que se passou em 1974 e que é muito parecida com a que se passou no dia 12/03/2011? Tenho uma receita gira para esse dia:
Ingredientes:
  • Presidente da República
  • Primeiro Ministro
  • Presidente da Assembleia da República
  • Todos os deputados
  1. Junte todos estes ingredientes na Assembleia da República (durante as comemorações eles estão lá todos).
  2. Aqueça ligeiramente com uns milhares valentes de manifestantes em torno da mesma. Não deixar ferver (para violência não contam comigo). Aquecer só o suficiente para assustar todos os que estão lá dentro, para que sintam que o problema está ali pertinho e para que temam pela saúde, mesmo que ela não esteja em risco.
  3. Redija um manifesto em condições e não uma merda como a que estava associada à manifestação do último Sábado.
  4. Discuta e apresente soluções realistas e faça com que elas cheguem às mãos de alguns dos indivíduos que foram eleitos por aqueles que não foram à praia.
  5. Evite sugerir soluções fáceis,  que envolvam os pequenos poneys ou polvilhar o país com notas. Isso é pouco viável.
  6. Tente convencer esta geração ultra-qualificada e recém Che Guevara que é importante abdicar do fim-de-semana grande e levantar cedo (as comemorações começam logo pelas 9:00).
Ora isto é uma coisa que eu gostava de ver ao vivo. Não é tão bom como cortar os acessos a uma refinaria, não causa danos na economia, não dói na carteira, a linguagem que eles conhecem, mas dava para pensar um pouco.

9 comentários:

  1. Tá doido... duas manifestações em menos de dois meses? A malta tem vida, pá!

    ResponderEliminar
  2. Agora para algo assim já me convenciam... Para a de sábado a desorganização de quem não faz nada (porque não quer)mas gosta de reclamar so para ter atenção...

    ResponderEliminar
  3. Caramba, sr. Piston, gosto de si, pá (e não, não me estou a fazer ao piso, vamos lá esclarecer).
    Aqui há tempos (e não aqui há uns tempos atrás, como agora se diz por aí) fui protestar para a Assembleia da República. Eu e mais umas dezenas de pessoas. Fui identificada pela polícia e levei uma descompostura, ali mesmo, nos passos perdidos. Mas soube bem, pá. E a verdade é que a obra fez-se. Com alguns anos de atraso, mas fez-se. Gosto de pensar que contribuí.
    Dulce Fernandes

    ResponderEliminar
  4. ouvi dizer que o governo vai cair, é? agora é que vai ser!

    ResponderEliminar
  5. É por isso que toda a geração(sem dinheiro) pode ir para o fim-de-semana grande à vontade.

    ResponderEliminar
  6. Num 25 de Abril a meio da semana era bem, mas associado a um fds grande... ha´ que ser realista. Quem e´ que vai desistir de um fds prelongado quando pode fazer estragos noutros dias? Podem-nos tirar muitas coisas, mas ao menos o fds grande ainda nao nos tiraram. Ainda...

    ResponderEliminar
  7. Bruno, belo chorrilho de merda que aqui nos deixaste. Obrigado.

    ResponderEliminar
  8. http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1817993


    Boa desculpa.

    ResponderEliminar