2011-01-07

ER Vs Californication

Embora tenha largado o ER há muitas épocas atrás, recentemente vi os últimos episódios da série e foi bom recordar o que me manteve agarrado à mesma durante longos anos.
Recordei com saudade a vontade desmesurada que tinha de comer a Dr.ª Susan, o Clooney quando ainda era pequenote, a morte do aluno do Benton, Gant, que não aguentou a pressão, mandou-se para a frente do metro e iniciou a seguinte sequência:
  1. Deu entrada nas urgências
  2. Foi assistido pelo seu colega, Carter e pelo professor, Benton
  3. Foi identificado pelo pager porque a tromba estava toda estragada
  4. Morreu
  5. Mudou de nome para Eric Foreman e foi contratado pelo Dr. House
 

O ponto de ligação entre o Californication e o ER é o facto de todos eles furunfunfarem descontroladamente.
Eu ainda percebo alguns dos casos de enrolanço entre enfermeiras e médicos mas será que alguém me consegue explicar o Dr. Green? Como é que um gajo careca, com óculos de tótó e acanhado conseguiu levar para a cama tanta mulher? É certo que ele, tal como eu, falhou na sua grande missão que era ter um relacionamento sexual com Susan Lewis mas, tirando esse pequeno detalhe, o homem fartou-se de distribuir testosterona. Qual seria o segredo do Dr. que levou uma violenta coça que o fez ficar a cuspir dentes na casa-de-banho?

Hank Moody regressa na próxima segunda-feira. Se as mulheres fossem mosca ele era merda. É outro rapazinho que não se perde.
Não tenho grande coisa a dizer acerca dele tirando o facto de, embora tenha contado com a ajudinha de uns extra-terrestres, não ter falhado a missão Dana Scully. No final acabou por conseguir o que queria, o sacana.

3 comentários:

  1. O Dr. Mark Greene (com "e" no fim!) lambuzou-se com tanta gaja, porque se compadeceram com o facto de ele se ter espetado contra a carlinga no Top Gun, numa altura em que ainda papava a Meg Ryan... Já pensaste em arranjar um jacto? Nenhuma Susan Lewis te escapava... ;)

    ResponderEliminar
  2. "furunfunfarem descontroladamente" é uma expressão linda! Muito bom.

    ResponderEliminar