2010-10-08

Terror na blogosfera

Estava noutro dia a produzir limalhas de ferro enquanto me masturbava com uma catana quando me apercebo que começo a ler em demasia posts que se parecem com comunicados de imprensa.

Vizinhos e vizinhas, tenhamos em conta a seguinte ordem natural de um blog bem sucedido:
  1. O blogue começa com poucos leitores e muito sumo
  2. O blogue aumenta o número de leitores e mantém ou refina o sumo
  3. O blogue começa a gerar pequenos ódios que se materializam em comentários corrosivos e muitas vezes a perder conteúdo
  4. O autor do blogue, saturado, faz um post onde ataca os que se atrevem a tomar aquilo que escreve como sendo parte ou a totalidade da sua vida
Eu, como rapazinho que dedica algum tempo a ler uns quantos blogs que são escritos por PESSOAS QUE ADMIRO, sentir-me-ia extremamente enganado se chegasse à conclusão que aquelas pessoas não existem. É claro que isto é praticamente impossível. Por muito que se crie uma personagem a forma como ela é criada diz muito acerca do autor.
Se por um lado não podemos assegurar que conhecemos pessoa X só porque lemos o que ela decide apresentar-nos, por outro, há uma assinatura invisível que não engana e que nos diz que aquela pessoa tem algo de especial.
Quanto aos baldes-de-merda com que espalham detritos na forma de comentários ofensivos, acho que se esqueceram, tal como a maioria de nós, do privilégio que é termos acesso à intimidade de um número ilimitado de pessoas, sendo que há uma parte delas que não são portadoras de um violento atraso mental.

Para os autores ofendidos:
Se o que os maléficos anónimos escrevem sobre vocês não têm o mínimo de verdade para que é que se hão-de dar ao trabalho de responder? O mesmo isco que vos dá leitores também gera energias menos favoráveis. Aceitem-no e não olhem para trás.

Tudo isto comparado com os quilos de chuva que me preparo para apanhar no focinho, assim que me montar na mota, parece-me um problema muito pequeno.

18 comentários:

  1. Não entendo. Quer isso dizer que não acreditas em personagens? que cada um de nós é o que escreve no blog (mais ou menos inconscientemente?)

    É que eu também (e outra vez a cena dos anónimos. Que seca. Há uma opção mais eficiente que os mandar pastar!)

    ResponderEliminar
  2. Sabe... sou recente por estas bandas (3 meses) e imaginava este mundo diferente. Tem cenas que já nem no Lavadouro público aqui da aldeia acontecem.

    ResponderEliminar
  3. Ahhh!! Mas isso é para quem se dá ao trabalho de se meter nessas coisas. Há quem tenha blogs e se esteja pura e simplesmente a cagar para esse tipo de coisas.
    Tipo tu, 'tás a ver?
    A blogoesfera é o que fizermos dela.
    No meu caso, um Tasco mal amanhado.
    :)))
    Viva a liberdade e o Blogger!!!!

    ResponderEliminar
  4. Não sei se lês o meu blog e as coisas insignificantes que lá deixo, afinal falo de mim e da minhas tristes figuras. Mas não me importo que não percas tempo a ler, pois aquilo é uma cagada em 3 actos.
    Eu leio o teu. E simplesmente ADORO! Vou continuar a ler, por isso, vai escrevendo!
    Prometo que vou deixando uns comentários, ou não...
    O que me rio com tudo e tens 500% de razão!

    ResponderEliminar
  5. Annnndddd he´s back! Hossana nas alturas! Avé!

    ResponderEliminar
  6. Então está bem. Já tive um comentário ignóbil. Estou no bom caminho.

    ResponderEliminar
  7. Ahhh!

    Por muito que estas coisas nos dêem a volta, a blogosfera é um circulo, certo? Todos os anos, escrevemos sobre o mesmo, nomeadamente sobre os cabrõ es dos anónimos.

    ResponderEliminar
  8. Ahhh, a separação foi propositada.


    Sou uma senhora.

    ResponderEliminar
  9. BLOGUEIROS ANÓNIMOS UNAM-SE

    Não somos todos anónimos

    Mesmo aqueles que nome têm

    Mesmo os que produzem limalhas de ferro enquanto se masturbam com uma ou duas catanas

    Mesmo os que comem comunicados de imprensa.


    Bizinhos e Bizinhas,anónimas
    e demais animálaculos
    ou sem cu los

    tenhamos em conta a seguinte ordem natural de um blog bem:
    1.O blogue começa 0 leitores e muita merda
    2.O blogue aumenta o número de leitores e mantém ou refina a merda
    3.O autor começa a gerar pequenos ódios que se materializam em comentários corrosivos e muitas vezes a merda perde conteúdo

    4.O psicopata egotista saturado, faz mais merda onde ataca os que se atrevem a tomar a merda que escreve como sendo parte ou a totalidade da sua merda

    Eu, como rapazinho motard que dedica algum tempo a ler PESSOAS QUE ADMIRO,e aprendeu a ler pessoas começando por ler as mãos

    sentir-me-ia extremamente enganado se chegasse à conclusão que aquelas pessoas não existem. É claro que isto é praticamente impossível. Por muito que se crie uma personagem a forma como ela é criada diz muito acerca do autor.
    Se por um lado não podemos assegurar que conhecemos pessoa X só porque lemos o que ela decide apresentar-nos, por outro, há uma assinatura invisível que não engana e que nos diz que aquela pessoa tem algo de especial.
    Quanto aos baldes-de-merda (todos os que a produzem, exceptuando o autor que além de produzir só perfumes sofre de prisão de ventre)com que espalham detritos na forma de comentários ofensivos, acho que se esqueceram, tal como a maioria de nós, do privilégio que é termos acesso à intimidade de um número ilimitado de pessoas, sendo que há uma parte delas que não são portadoras de um violento atraso mental.(ou seja atrasados mentais mais esclarecidos que a maioria)

    Para os autores ofendidos:
    Se o que os maléficos (personificações do mal pois o blog e o seu autor são o bem)

    ResponderEliminar
  10. Caro piston,
    Em primeiro lugar deixe-me dizer-lhe que estou encantado com o seu blogue que só agora descobri. Em segundo lugar, dava-me jeito que partilhasse comigo o truque para tantas admiradoras. É que eu estou agora a começar um (blog) e gostava muito de o utilizar de uma forma que possa melhorar a minha intermitente vida sexual.

    ResponderEliminar
  11. Alexandra, Ana, Sissi, e Maria Santos, a vossa ajuda seria igualmente bem-vinda. Obviamente

    ResponderEliminar
  12. Caro Dr. Sindicato,

    Desde que comecei a frequentar este blogue, a minha vida sexual terminou.

    Não se entristeça, estou numa designação maior. A minha vida é outra, desde o Piston.

    Será difícil explicar a intensidade espiritual que está envolvida.

    Lamento não poder ajudá-lo, em todo o caso, não desista.

    Procure, procure por esse caminho fora, talvez por outras estradas não tão douradas como a do Piston.

    Boa sorte.

    ResponderEliminar
  13. E esta epifania toda deu-se antes ou depois do orgasmo? :-)

    ResponderEliminar
  14. Por acaso acho que ler este blog estimula bastante... a nível sexual, intelectual, psiquico, enfim... choses de la vita!:)

    ResponderEliminar
  15. Tendo em conta que já escreveste este post há uns dias valentes, só espero que não te tenhas afogado com os quilos de chuva que apanhaste no focinho.

    ResponderEliminar
  16. Educa, sim, é por isso que os leio.

    Salvador, não acontece porque não há mulheres suficientes ou porque já estão velhas.

    Me, tens a certeza de que me estou a cagar?

    Maria, ultimamente não tenho lido nenhum. Agradecido.

    Sissi, I was not!

    Ana, este não é o local de culto apropriado.

    Alexandra, este não é o local mais indicado para essas declarações. Discutiremos isso à noite, depois do sexo.

    ava n'tesma, isto é suposto ser insultuoso ou simplesmente ridículo?
    Obrigado.

    Dr. Sindicato, depois diz-me o que a blogosfera fez por ti. Por mim não tem feito assim tanto.

    Dora, durante. Durou muito pouco.

    "João Pedro", ainda não morreste? A sério, vê se te matas e deixas os órgãos para alguém que os mereça.

    Anouc, alive and... alive?

    ResponderEliminar