2010-08-29

Tatuagens

(Após ver um dos inúmeros programas sobre tatuadores)

Alguém me explica como é que, a menos que seja feita com uma faca ou ferro em brasa para poder ser lida como um livro em braille, uma tatuagem colocada nas costas pode servir de memória para o dono se lembrar, nos momentos difíceis, de que pode contar com experiência ou pessoa X ou Y?

Não é mais fácil ser directo, sincero e admitir que queremos a tatuagem de um pombo a chorar enquanto nos caga navalhas na cabeça apenas para que os outros nos perguntem com um ar muito preocupado e piedoso qual o significado daquilo?

7 comentários:

  1. Touché!
    Querem a atenção que não tiveram enquanto crianças.

    ResponderEliminar
  2. Eu vou fazer uma de um gato albino a atirar-se de um arranha-céus abaixo só para nunca me esquecer da cabra da minha professora da primária que me dava reguadas na palma das mãos como hobbie.

    ResponderEliminar
  3. Então, mas...se está na costas o usufrutuário não a vê, certo? Logo, para nos lembrarmos dela só mesmo de memória...Não estou assim a ver qual é a dúvida...
    :-)

    ResponderEliminar
  4. Assunto interessante de discutir numa reunião dos Hell's Angels ou da Yakuza.

    ResponderEliminar
  5. Flávio, faltou-lhes a pila do avô.

    Anouc, onde?

    Sissi, nenhuma. Desenhem aquela merda num talão de multibanco. É muito mais eficaz.

    Shadow, trata lá disso e faz-me um relatório detalhado.

    ResponderEliminar
  6. Para servir de memória não quer dizer que tenhas de a ver. Basta fazê-la em memória de (...). Aí pode muito bem ser nas costas, na nuca, no rabo, onde queiras (!)

    Não sei porque é que tenho sempre que te dar tudo muito explicadinho!

    ResponderEliminar
  7. Blá, blá, blá. Afinal a simbologia é para nós ou não?
    Até à data AINDA não me deste nada.

    ResponderEliminar