2009-06-21

A tara do Guiness

Eu sou um individuo que coabita dentro do seu corpo com uma irritação avassaladora e natural, mas há coisas que me fazem sentir muito integrado, pelo menos por instantes.

Digam-me lá que a tara por records do Guiness que move esta nação não é coisa para pôr qualquer um a matar focas bébés? E é que somos tão criativos...
Tenho aqui algumas sugestões que claramente não investem na linha do muita-gente-a-fazer-qualquer-coisa-banal:
  • Maior número de litros de espuma produzida por epilépticos
  • Maior número de pessoas a nadar bruços numa piscina enchida por espuma produzida por epilépticos
  • Maior número de pessoas a copular na 2ª circular
  • Maior número de pessoas a esticar o dedo mindinho do pé aquando de um orgasmo atingido através de uma relação sexual feita no topo de uma árvore
  • Maior número de pessoas a vomitar enquanto defecam
  • Maior número de pessoas que aceitaram ser cilindradas apenas para aparecerem na televisão enquanto participam na formação de mais um record
  • Maior número de pessoas empregadas e que trabalham

5 comentários:

  1. Eu gostava de ver a ultima.
    Vai ser é complicado arranjar as setenta e tal câmaras de filmar para acompanhar o acontecimento em simultâneo.

    :p

    ResponderEliminar
  2. :D Tiraste-me as palavras da boca, Ginger...

    ResponderEliminar
  3. E se repararmos os records obtidos por portugueses nunca são individuais, resultam sempre dum ajuntamento massivo de parolos e adoradores de pimba e futebol...ora é o maior piquenique, ora o maior logotipo...

    O único título individual que me parece ser possível alcançar é o de melhores e mais quantidade de piropos num minuto e o autor do feito seria um pedreiro de Fornos de Algodres

    ResponderEliminar
  4. Eu gostei particularmente da terceira opção. Talvez possa dar o meu contributo! A 2ª cirlular fica perto da 2ª circular? :)

    ResponderEliminar