2009-01-12

Masturbação - A forma correcta

Converto-me já a uma qualquer religião que me garanta a não-eleição de Cristiano Ronaldo como melhor jogador do mundo.
Acho que não vou aguentar toda a merda jornalística que vai brotar das redacções portuguesas.
Espero também que o prémio seja entregue a outro dos candidatos porque não me agrada a ideia de ter vários jornalistas (especialmente um da Sic) a masturbarem-se à conta do rapaz. Tenho para mim que as mulheres continuam a ser muito mais estimulantes.

11 comentários:

  1. Se, por acaso, o CR não fosse eleito hoje o melhor jogador do mundo, eu própria teria um orgasmo psicológico.

    ResponderEliminar
  2. Não seja assim!

    O rapaz pode ser piroso, feinho, pode não saber falar, pode até estoirar um ferrari mas é lutador, dedicado, empenhado. Merece o prémio. Aliás, bom seria que todos os portugueses fossem um pouco como ele. Viveríamos, sem dúvida, num melhor Portugal.

    Quanto à comunicação social, só a atura quem quer. Eu solto-lhe o Reggae, quando me aparece à porta.

    ResponderEliminar
  3. Gostava de ver o CR em Gaza, a oferecer costeletas de porco preto aos barbanas e lulas fritas aos trancinhas (mas só aos barbanas e aos trancinhas)...

    Gostei do estaminé, Piston. Estás linkado. Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  4. Esta aversão do Piston ao Ronaldo vírgula Cristiano... se eu dissesse tudo o que sei...! :-)

    ResponderEliminar
  5. Marta, terás que arranjar outra forma de atingir esse objectivo.

    Alexandra, quero lá saber do CR7. O que eu queria era não ter que levar com toda esta histeria.

    Nach, isso tem um simbolismo ou foi a ementa de que te lembraste?

    Jaime, não tenho aversão alguma ao moço, como já expliquei anteriormente.

    ResponderEliminar
  6. Isto é um país tão pequenino, Pisto... tudo passa depressa!
    Fica bem!

    ResponderEliminar
  7. Claro que tem simbolismo, Piston. Os Judeus e os Muçulmanos não comem carne de porco, sendo que os Judeus também não comem lulas. A oferta sera considerada uma ofensa. Nota ainda que me referi apenas aos fundamentalistas islâmicos e aos judeus ultra-ortodoxos.

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  8. Confesso que a minha cultura religiosa é fraca. Essa das lulas ultrapassava-me.

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  10. E agora a tua net deixava de funcionar durante a noite? Era chato, não era?

    ResponderEliminar