2009-01-12

A crise resumida

Rui Zink sintetiza com mestria aquilo que tentei expressar aqui.
Disse o senhor num programa de televisão a seguinte frase (mais coisa menos coisa) em jeito de conselho para enfrentar os tempos de crise:

- Façam como eu, vivo abaixo dos meus rendimentos.

Não é genialmente simples? É preciso ser muito burro para não perceber isto.

6 comentários:

  1. Se vivessemos abaixo, morríamos de fome, caraças!

    ResponderEliminar
  2. Até a frase é curta.
    Bem não é uma, são duas.
    O que neste tempo de crise, é uma extravagância.
    :)

    ResponderEliminar
  3. PKB, estás totalmente errada. Mesmo não fazendo a mínima ideia de quem és e como vives, tenho a certeza absoluta de que o consegues fazer.

    Ganhas 500€ por mês. Gastas 450€.
    Vives abaixo dos teus rendimentos.

    Ganhas 500€ por mês. Compras uns sapatos de 200€ e vais jantar fora até um valor de 150€. Gastas 100€ de gasolina. Cheira-me que vais passar fome ou comprar comida a crédito.
    Quem não tem dinheiro não tem vícios. A maioria das pessoas não vai correr o risco de passar fome, vai é ter que abdicar de luxos. Estamos mal habituados, é o que é.

    CO, fui eu que redigi mal a frase. Em vez de um ponto devia ser uma virgula.

    ResponderEliminar
  4. Piston,

    A salvação da pátria.

    Agora quase, quase que pensei em casamento.

    ResponderEliminar
  5. É preciso ser muito burro para não perceber isso e para outra coisa: ir tirar um curso de "Como viver abaixo dos seus rendimentos","Como não gastar o que não tem".

    A coisa está a ficar ridícula! Tirar um curso para nos dizerem que devemos evitar comprar o supérfulo?? Please.. não gozem!

    ResponderEliminar
  6. Esse curso existe? Acho que é a prova do QI que por aí anda.

    ResponderEliminar