2008-06-29

Gostos não se discutem...

...mas mesmo assim acham aceitável que odeie de imediato toda e qualquer pessoa que goste de "reggaeton"?

Autorizam que lhes dê com uma barra de metal na cabeça até que consiga fazer da mesma um "S"?

2008-06-28

Este post não contém cocó. A programação normal segue dentro de momentos...



É cada vez mais raro conseguir que alguém nos diga a verdade. Embora esteja na moda o "eu digo o que tenho a dizer na cara", esta frase é uma das maiores tretas na história da Humanidade. Ser politicamente incorrecto está na moda, mas a moda que se pratica é a dramatização de um possível "politicamente incorrecto".

Recentemente apercebi-me que era uma besta mal educada. A parte da besta não foi, claramente, a grande revelação.
Sempre que me encontro numa daquelas conversas "não te vejo há muito tempo e embora me esteja a cagar para ti vou perguntar-te coisas sobre a tua vida, se está tudo bem" nunca dou o retorno esperado. Respondo às perguntas e não as devolvo como forma de cortesia. Juro que nunca tinha percebido.
"Cortesia" é algo tão simples como desenrascar uma falsa simpatia, um sorriso amarelo de bolso, que se usa sempre que duas pessoas que se estão a lixar uma para a outra não querem dizer isso explicitamente.

Não sei se notam e levam a mal, se pensam que sou egocêntrico. Espero que sim. Só ajo desta forma com pessoas que não têm interesse nenhum para mim. Era bom que se apercebessem e que me poupassem a tola.

Dizer a verdade é difícil. Não só pode magoar as outras pessoas como pode também fazer com que elas percebam aquilo que realmente são (coisa que queremos evitar ao máximo).
Dizer a verdade é arriscar um murro no focinho.
Dizer a verdade é arriscar ficar de parte. Há mínima verdade podemos levar um chuto.
Dizer a verdade é ser bruto e, imagine-se, correcto.

Nada disto é extremamente raro, o que o é é levar com com a dura mentira e continuar a escolher a verdade.

A decepção é a mais velha desculpa para que o bom se torne mau.
"Se não os consegues derrotar, junta-te a eles." Que tal pegar neste provérbio e enterra-lo no cu de uma qualquer figura de cerâmica que esteja a fazer um manguito?

No final das contas, a capacidade de se fazer o que é correcto só é testada quando o "certo" vai contra os nossos interesses.

Somos capazes de fazer o correcto quando o "correcto" para os outros vai ser o "errado" para nós próprios? Quantos de nós temos princípios não-mutantes, daqueles que se mantêm para sempre independentemente das reacções que eles causam?


(Como já disse por aqui uma vez: A Carrie ao pé de Piston é uma pindérica vestida com um fato de treino da Adidas sem qualquer capacidade de divagar acerca da sexualidade e javardice em geral.)

2008-06-27

Diário atrasado - 3 de Agosto

Estimados leitores,

Escrevo-vos a suar tal e qual um porco. Estive agora a correr e enquanto praticava tal actividade, decidi que vou escrever dia 3 de Agosto uma "página" de diário. Relatarei o que se passou no dia 3 de Agosto não de 2008 mas do ano passado.

Diz que envolve betadine e álcool como mezinha anti-queda de cabelo e nudez...

2008-06-24

Intercede lá por mim! Vá!

Estimado Bispo,

Venho por este meio comunicar-lhe que não estou interessado em que interceda por mim. Não só não estou interessado como lhe garanto que se sinto minimamente que está a interceder por mim ou por algum familiar meu, pego num pé de cabra e vou aí arrancar-lhe os dentinhos.

Gostaria também de lhe comunicar que os seus pais têm um gosto de merda. Não estou a falar do ponto de vista de um canibal mas sim do ponto de vista de alguém que acha que "Paulo Roberto" não é nome digno de uma barata esmagada quanto mais de um homem de "Deus".

Se o senhor Bispo me quiser realmente ajudar, calce uns sapatinhos de betão e vá praticar caça submarina para o meio do Tejo. Enquanto estiver por lá (espera-se que seja para todo o sempre) aproveite para apreciar o aroma a merda.

P.S. - Introduza o gerúndio no ânus.

2008-06-23

Morte - George Carlin




Conheci ontem este gajo através do blog da Malandreca. Adorei-o de uma forma não-homossexual (só porque ele não deixou).

Hoje estava à procura no Youtube de excertos de espectáculos quando começo a ver inúmeros vídeos com a referência "RIP".
Isto pareceu-me estranho. Há umas horas atrás nenhuma das pesquisas devolvia resultados destes.

Então não é que o gajo morre umas horas depois de eu o "conhecer"?

Este é uma das poucas pessoas que se tivesse oportunidade, haveria de cuspir no seu próprio caixão. Era um gajo admirável. Desprezava a humanidade de uma forma ironicamente falsa. No meio da asneirada e das piadolas dava lições de moral de fazer corar um padre.

Caso amanhã tenha o prazer de cair de mota e de ver um rail a ceifar-me a cabeça, quero reencarnar numa larva que tenha a missão de o papar (só para perceberem o quanto fiquei a gostar do home).

2008-06-21

Dados adquiridos

Custa, custa muito.

Custa perder uma amizade.
Custa perder uma relação.
Custa perder a juventude.
Custa perder a energia.
Custa perder a saúde.

Certamente já vos aconteceu só darem por falta de uma coisa quando as perderam. São aquelas pequenas sensações, pessoas, que são tão importantes para nós e que só lhes damos valor quando é tarde demais, quando já não podemos estar com elas, sentir a sua presença.

Não há nada que faça um homem mais triste que perder algo que é um dado adquirido, uma certeza a cada manhã: GIMD - gases intestinais matinais no duche.

Um homem não consegue enfrentar em condições um dia de trabalho sem que solte flatulências enquanto toma duche.

Porque é que é tão importante libertar ar no duche? Simples. Fazendo-o de forma correcta, é a única oportunidade que temos de nos assemelharmos a um dos simpáticos animais de tromba. Se a água for escorrendo pelo vale nadegal enquanto expulsamos uma ligeira ventania ametanada, conseguimos reproduzir o som de um elefante a brincar na água.

Há alguma coisa mais sexy que fazer a nossa cara metade crer que a nossa pila está a atirar água para o ar e a dar-nos amendoins à boca?

Perguntem a qualquer homem. É no duche que se dão as gargalhadas mais sinceras.

"The Happening"

Gostei do filme. Não é fantástico mas é uma ideia muito interessante.

Quem não quiser sair da sala extremamente lixado, evite ir ver ao CascaiShopping. Se por acaso tiverem azar noutra sala, a culpa não é nem de realizador nem do "gajo do micro". A culpa é de quem fez as cópias portuguesas.


Deixem lá o indiano descansadinho e não comecem logo a rogar-lhe pragas.

Nota - Nesta fotografia eles não estão a olhar para o meu pénis. Eu sei que é difícil de acreditar mas é a dura verdade.

Ricardo - O Homem mais gozado de Portugal

Acho muita piada que se esqueça que o "frango" foi o mesmo que nos permitiu no Euro 2004 e no Mundial 2006 eliminar os ingleses.



É por estas e por outras que, cada vez mais, ODEIO futebol.

Estou francamente satisfeito por não ter que ouvir mais parolada tuga. Agora, como em 2002, já não os "comuemos a todos".

Será que o Nuno Luz já parou de soluçar?

2008-06-19

Aquela imparcialidade

Portugal está a perder à cerca de 15 minutos. Na Rádio Renascença já se casca na equipa e nas opções do seleccionador.

Não se percebe porque é que a federação não contrata jornalistas ou adeptos para treinar a equipa. Aparentemente todos eles sabem muito de bola e têm várias provas dadas no mundo do futebol.

Aposto que amanhã Portugal já é merda de novo.

Bora organizar uma recepção da selecção à pedrada? Era bem giro, não?

2008-06-18

Auto-suficiência

Sonho com o dia em que possa abrir o meu próprio negócio de venda de próteses.
Sonho com o dia em que a alimentação dos canídeos permita que os mesmos fabriquem dejectos explosivos.

2008-06-16

Intolerância



Seinfeld é para mim um Deus. Este senhor já explorou a teoria de quase tudo no que toca a relações homem-mulher.

O vídeo não que está acima, não é o que procurava mas também serve para exemplificar a irracionalidade da percepção que uma pessoa pode ter da outra.
A quantos de vocês é que já aconteceu achar uma pessoa extremamente bonita (mesmo sem álcool) e numa outra ocasião achar que essa mesma pessoa deveria ser recusada até por um leão esfomeado?
É para mim um mistério perceber a natureza destas pessoas polimórficas. Será uma questão de iluminação? Será que a Manuela Moura Guedes se assemelha a um ser humano quando está ao Sol?

Avançando para outra situação e explorando algo que está muito bem ilustrado neste texto, gostaria de saber qual foi a coisa mais insignificante pela qual acabaram uma relação (ou nem sequer a chegaram a começar).

Seinfeld acabou uma relação porque a moça não aceitou uma fatia de tarte (a melhor de New York) e não explicou porquê. Limitou-se a acenar com a cabeça sinalizando que não a ia comer.

Piston já "driblou" algumas hipotéticas relações porque as moças (ou São Bernardos):
  • Falavam alto
  • Cheiravam mal da boca
  • Tinham uma gargalhada estranha
  • Eram burras
  • Eram umas "Two Faced"
Para já, nada de anormal de especial.
E se eu vos disser que um destes caso envolve uma moça que têm os dedos anormalmente gordos? Verdade! Só os dedos. Não é o rabo, não é a barriga, são os DEDOS!

Digam-me por favor que são portadores de tal patologia mesquinha, que são estúpidos que nem uma porta, que são uns calhaus de primeira apanha, que merecem levar com uma marreta nos pés até revirarem os olhos e começarem a falar em latim de trás para a frente, que metem mais nojo que uma peça de roupa interior de Ana Malhoa e que são esquisitos como este que vos escreve.

2008-06-15

Olha-me o filha da pu...

De há uns anos para cá que me habituei a ser insultado por desempenhar de forma competente as tarefas que me são incumbidas. Note-se que quando escrevo "ser insultado" não me refiro a pequenos mimos ou a insinuações mais ou menos encapotadas, refiro-me antes, a titulo de exemplo, a mimos como "você é uma besta do caralho!".

Estou para lá de calejado e reajo a isto sempre com calma, educação e profissionalismo. Estes insultos só me deixam feliz. Sei que cumpri a minha missão e que, como bónus, consegui deixar um gajo podre de lixado.
Também me dá um gozo especial quando uma mulher tenta com fazer uso do seu decote para obter alguma vantagem. Penso para mim:
- Sim senhora, tens umas mamas muito bonitas, parece-me tudo muito bem, mas o teu namorado é que se "diverte" com elas. Não te devo nada. Ide cagar longe que aqui não te safas.

Aparte desta introdução, na passada quarta-feira surgiu uma novidade neste processo tão agradável. Habituado que estou às ameaças do tipo "você sabe quem eu sou", deparei-me com uma nova autoridade neste processo.
Como se já não bastassem "o director", "o filho do presidente", "amigo do coordenador", "a que chupa a pila ao padre" entre outros, nasceu uma nova autoridade a nível nacional com privilégios e um poder devastadores.

Alguém que NÃO estava em serviço, que estava meramente em lazer, depois de ver que os seus intentos não seriam atendidos, saca da carteira profissional e, tal e qual Fox Mulder de Alcanena, acena declarando:
- Está a ver isto? Sou jornalista da TVI e vou falar com o seu empregador!

Olha me o corno hein? Se o gajo sonhasse o que já escrevi acerca de pedaços de lixo como ele... É claro que o meu coração ficou cheio de amor para dar e o dia correu melhor.

Lamento que ele tenha dito aquilo apenas na esperança de que a ameaça viesse a criar algum temor em mim. Gostaria sinceramente de ver aquele animal a falar com o meu "empregador". Não só teria confirmada e apoiada a minha decisão como estou certo de que o meu
"empregador" iria colar o seu ânus à boca do individuo e teria efectuado uma cagada monumental.

2008-06-13

Marginal à noite

Amanhã à noite vou estar a correr aqui.

E vocês meus caros balofos? Não fazem nada da vida?

Se por acaso tiver o privilégio de ver um pequeno grupo de apoio à beira da estrada, com um cartaz a dizer "Piston vai pró cara...", prometo que termino a corrida todo nu, usando apenas agarrado pelos dentes ao meu estimado pénis, um rottweiler branco.

2008-06-12

Santo António

Diz que este suíno vai passear o rabo por Lisboa amanhã à noite.
Diz que este suíno vai divertir-se muito inspirando profundamente naquelas zonas que cheiram a mijo (mas que mesmo assim são menos javardas que um membro feminino de claque de futebol).
Diz que andava mortinho por insultar estas grandes badalhocas.

Estas gajas se dessem entrada numa ETAR, entupiam o sistema e mesmo sem passarem no filtro saiam de lá com um aroma e aparência mais agradáveis.

2008-06-11

A ficção sempre foi muito subestimada...


O que transporta Mel Gibson?
Mais importante ainda:
Porque é que o rabo dele está (ou estava) tão bem cotado no mercado? Vamos lá meninas, quero saber.

2008-06-09

Portugal! Portugal! Portugal!

Só um momentinho por favor...

(camionistas; greve; apedrejar; dentes podres; azeiteiros; chapas de matricula com o nome; arruaceiros de merda)

Agora que já assegurei as pesquisas pelo google, vamos a isto!

A um dia do dia em que se comemora esta grandiosa nação, apercebo-me que não somos só futebol. A nossa "glória" não se fica por aí.

Podemos orgulhar-nos também por termos uma boa massa de bandalhos na área da camionagem.
Então não é que parte destes animais interpelavam os demais colegas com as seguintes palavras:
- Ajude-nos na luta. O senhor pode seguir viagem, mas não nos responsabilizamos pelo que possa acontecer...

Mas quem é que nomeou estes filhos-da-puta para forças de segurança? Não se responsabilizam? Mas quem é que disse que eles têm responsabilidade alguma pela segurança dos outros? Que eu saiba eles eram incapazes de fazer dói-dói aos colegas de profissão, incapazes de apedrejar alguém sem ser em legítima defesa. Que querem eles dizer com o "não nos responsabilizamos"?

Muito me farto eu de gritar Portugal nos jogos da selecção. Tenho muito orgulho em partilhar a nacionalidade com estes baldes-de-merda...

Nota: Bem sei que alguns destes baldes-de-merda são responsáveis pela comida que tenho na mesa, pelos jornais que leio e pelas facas que uso para trinchar crianças (são importadas), mas não é por isso que deixam de ser baldes-de-merda.

2008-06-07

Selecção Nacional

Hoje é um dia muito importante. Não, não tem nada a ver com a puta da selecção.

Vou ver o jogo, sim senhor. Vou possivelmente roer um bocadinho de unha. Vou sair vencedor e feliz.
Se Portugal não ganhar, ganha-se em descanso. Os Tugas vão ficar com os cornos do tamanho de um cacilheiro. O peso vai ser tal que se há-de ouvir o crânio a raspar no chão.

Estimada selecção, percam este jogo por mim, vá lá! Até podem ganhar os outros dois, mas percam este por favor.

Pergunta a valer um rebuçado:
Quem é o jornalista que parece ter 11 anos (ou um grande atraso mental) quando fala da selecção?
Dica - é o mesmo que levou com sacos de urina arremessados pelos jogadores aquando do caso "Paula".

2008-06-06

Sonho de criança

Gostei muito de ver a minha livre circulação barrada em Lisboa por causa da manifestação da CGTP.

I have a dream today!
I have a dream that one day all free men that didn't raised there fucken ass to vote, will be forbidden to raise there finger towards the government.

(E também sonho com o dia em que me seja permitido passear de tanque, por cima dos cadáveres de manifestantes que previamente abati usando para isso pedras da calçada.)

2008-06-04

Biscate

Quando descobri que ia abrir o primeiro banco de esperma em Portugal pensei de imediato que aquele era o biscate perfeito. Seria um biscate tão bom que rapidamente dispensaria qualquer outra actividade profissional.

Vós sabeis que se paga cerca de 30€ por "donativo"? "Donativo"? Isto de oferta não tem nada. Isto é um negócio e dos bons! Já me estava a imaginar a ir todos os dias à clínica, com uma vasilha em cada mão, levantar um salário digno de um jogador de futebol. Ai que bom que era...

O que é que falha no meio desta oportunidade de subir na vida sem esforço (ou com um esforço mínimo)?

Eu lá podia dormir descansadinho sabendo que havia a hipótese de estar a crescer num qualquer útero um ser com parte do meu ADN, qual besta do apocalipse?

Pior que isso: arriscava-me a ficar com a responsabilidade e a perder todo o divertimento que antecede a mesma.
Não se faz a ninguém!

Quereis esperma? Quereis? Então fazei como estavam a fazer três meninas no estacionamento da praia de Carcavelos, em carros diferentes e com cavalheiros também distintos.
Só sei que os senhores estavam muito tensos a olhar o vazio e das companheiras só se via a nuca...

2008-06-01

Comecem a festejar

Acabei de dar conta que tenho uma carraça (literalmente) agarrada a mim.
Vou morrer.

Faço tudo para ver os meus leitores felizes.