2008-09-11

Acho que estou apaixonado

Eu que tantas vezes bati por aqui nos fumadores, tenho a declarar-vos que acho que me apaixonei.

Fumador que se encontrava numa zona com uma cobertura a 10 metros de altura e totalmente arejada, sem paredes: Desculpe, sabe dizer-me onde posso fumar? Posso fumar aqui?

Piston, sorrindo - Meu panda bebé, quer colinho o meu lindinho da mãe? Pode fumar à vontade, aqui não há problema.
(Para um homem destes eu seria homossexual passivo a qualquer hora.)

Acho que também estou apaixonado pelo senhor(a) que me anda a sabotar a mota, na nossa querida baixa lisboeta. Estou tão apaixonado que amanhã, caso ele tenha a bondade de ir destruir mais um pouco da minha propriedade, vai ter uma câmara apontada aos cornos.
Estou mortinho por saber quem me quer tanto bem. Se conseguir identificar e localizar o gajo, para além de ter umas continhas para lhe apresentar, conto com a ajuda dos meus estimados leitores no sentido de orquestrar uma vingança digna e de elevado requinte.
Como os homens se conquistam pelo estômago (e tenho ideia que estas actividades são feitas por um macho) acho que vou preparar-lhe uma agradável açorda de dejectos.
Como prova do meu amor, não vou tirar a puta da mota do local onde a tenho estacionado. Está bem estacionada e, que eu saiba, não incomoda ninguém. Mostra-te e vais ver a serenata que te vou fazer.
Se me cortares os travões, podes ter a certeza darei a missão a alguém de te coagir a papar os meus órgãos vitais (e toda a estrutura óssea de que sou composto) por um qualquer olho, à tua escolha.

8 comentários:

  1. Acho que não ia gostar que te apaixonasses por mim. :$

    ResponderEliminar
  2. R.B.M., sabe sou facilmente traído por este coração de manteiga.

    Ana, sim. Ontem dei por mim e, do nada, transformei-me num travesseiro de Azeitão.
    Imagine o risco que não é permanecer assim, indefeso, no meio da calçada, durante 3 minutos? Foram momentos de ralação.

    D*, não? Não seja assim. Como a Ana disse, transformo-me num doce.

    Wednesday, amo-os todos. Seria incapaz de os marcar com um ferro em brasa.

    ResponderEliminar
  3. Deve ser o tipo do havental côr-de-rosa e facalhona...

    ResponderEliminar
  4. Não é não senhora. Se fosse tinha que casar-me com ele.

    ResponderEliminar
  5. Talvez o erro seja teu...
    Todos os dias quando saio do trabalho está a porra da mesma mota estacionada atrás do meu carro colada mas efectivamente colada à traseira do meu veículo.
    Tenho obrigatoriamente que lhe bater temendo todo santo dia deita-la ao chão e ter que levar com pessoas em cima a obrigar-me a pagar não sei o quê só porque a besta que conduz aquilo não sabe estacionar.
    Dá-te por feliz porque estou quase a morrer de paragem de digestão.

    ResponderEliminar