2008-08-26

Lógica - A religião que nunca falha

Até hoje não saberia bem o que responder à pergunta "és de que religião?". Passarei a responder sem pestanejar que eu acredito na Lógica.

Parece estúpido e uma crença demasiado óbvia? Talvez mas nem tanto.
Continua a haver um número elevadíssimo de pessoas que acreditam que as catástrofes são testes de Deus à nossa fé e não consequências geológicas ou geradas pelas acções do homem.
Felizmente esses tempos já lá vão? Não me cheira.



Mas falemos antes da minha "religião". Porque é que vale a pena abraçar este culto? Ele NUNCA vos vai falhar.
Pensem bem nisto. Se acreditarem na lógica e somente nela, nunca vão ter que olhar para o céu, acenando com o coto a perguntar:
- Porquê meu Deus, porquê?
Não estou a dizer que lógica vos vai safar de todos os males do mundo, nada disso, mas a resposta à pergunta deste jovem amputado é clara e reside dentro dele próprio. Se se questionar irá chegar à conclusão de que não se olha para o decote de uma transeunte enquanto se opera uma serra eléctrica. É mais que lógico que a serra não ia parar ao sentir o osso dele. Quando muito abrandava para rir um pouco e depois, vá de espirrar sangue!

A lógica diz a este jovem: eras um camelo e agora és um camelo de 3 patas.
Deus não diz nada. O crente é que dirá que Deus quis que fosse assim. É mais ou menos o mesmo que dizer que "não como alface, porque não".

Uma pessoa é baleada por um assaltante, na cabeça, sobrevive. Foi a mão de Deus.
Foi a merda! Se Deus em vez de usar a mão usasse a perna e pregasse uma rasteira ao meliante, um tinha os queixos partidos e o outro teria saído ileso. Isso é que seria a bondade do Senhor.
Vamos tentar juntar por um instante a lógica a Deus: Será que ele não tem pernas ou não sabe pregar rasteiras?

A sua filha veste-se como uma vaca rasca? A Lógica diz que você e a sua filha moram no Barreiro e que ela se veste assim porque é efectivamente uma pêga profissional, que só faz descontos ao padastro porque ele faz uma chantagem jeitosa.
A religião do Senhor Jesus, deverá dizer que ela é assim porque é a vontade de Deus e nem se interrogará se ele não anda com umas vontades estranhas...

Eu tento viver a vida de acordo com a Lógica. Eu sou um lógico praticante (até porque se não o fosse, era ilógico).
Os católicos podem ser praticantes ou não-praticantes. O não-praticante continua a ser católico e a vibrar pelo clube, só que não vai ao estádio. Seguindo esta lógica (que não é a Lógica), eu sou um astronauta/prostituto não-praticante.

A Lógica nunca te vai queimar num pelourinho. Quando muito tu é que te queimas porque és estúpido e gostas de brincar com isqueiros e latas de desodorizante. A Lógica apenas te dirá que fogo+estúpido+cara=expressão facial pouco atraente.

Tal como os católicos, por vezes deixo de acreditar nos dogmas pelos quais tento guiar-me. Já abandonei algumas vezes a lógica para acolher em mim a verdade de outras pessoas (o que é coisa para dar, de vez em quando, buraco). Sempre que a Lógica entra em conflito com as pessoas é porque nós não estamos a ver bem a extensão das peças que compõem o puzzle ou estamos a levar com um barrete do tamanho do rabo da Oprah. Convenhamos que ninguém quer andar com algo de tal dimensão na cabeça. Não só faz mal à coluna como eleva o centro gravítico a um nível que nos impede de andar sem parecermos um bêbado, coxo e que acabou de dar dez voltas a uma mesa.
Cem por cento das vezes em que isto me aconteceu e em que abandonei um instinto (que também se guia pela Lógica) acabei por ter que voltar atrás.

Quem é que se atreve a desafiar a Lógica?

37 comentários:

  1. No seu tom sempre jocoso, com um humor negro que, muitas vezes, aprecio, tem posto ao dispor de quem o lê, assuntos bastante pertinentes.Os seus ditérios são hilariantes.
    Acontece isso neste seu post. Tem razão! A Lógica deve estar na base da nossa vida, no nosso dia a dia, mas a Humanidade é ilógica, por não querer pensar, por não saber pensar, por ser impaciente, por comodidade, por idealismos que não estão em sintonia com a época actual, por muitas e variadas razões.
    A verdade é que meditando no que escreveu vejo o "ridículo" de muitas justificações que o homem dá como resposta para analisar acontecimentos dramáticos ou divertidos.
    No comentário a este post não me apetece ser provocadora nem jocosa.

    ResponderEliminar
  2. Então e aquela conversa de dizer não ao sexo, que é instinto, que é lógica...?

    O desafio é fazer coisas que não são lógicas...

    ResponderEliminar
  3. Maria, para onde devo enviar o cheque?

    Anónimo, seja um pouco mais claro na exposição desse ponto de vista. Garanto-lhe que há lógica nisso. Explique melhor por favor.
    Fazer coisas ilógicas é fácil demais.

    ResponderEliminar
  4. A lógica assenta em axiomas que são aceites como verdades e é a partir deles que se constroem as teorias.
    Se questionarmos esses axiomas a Lógica deixa de o ser, no universo em que os axiomas são válidos. O desafio é definir novos axiomas para que o novo universo seja mais amplo e que contemple o primeiro... Como o faz o Piston quando diz não ao sexo... Para a maioria dos homens, estou convencido, isso não faz sentido. Só fará para alguns, iluminados (!), que conseguem ver a "Big Picture"... ;)

    ResponderEliminar
  5. Sinto que levei uma tareia argumentativa.

    O Piston diz não ao sexo? Qué lá isso?
    Piston diz não ao sexo só a algumas pessoas e algumas vezes.
    Piston tem sangue que chegue para cima e para baixo.
    Pisto escreve como um jogador de futebol.

    Dizer que sim a todo o sexo fazia sentido quando não havia DSTs e quando não se tinha a obrigatoriedade de contribuir monetariamente para o sustento dos nossos filhos, aleatoriamente concebidos com várias mulheres e quando não era conhecida a tecnologia que permite análises por ADN.

    Hoje podemos ter que usar esse trunfo como moeda de troca:
    - Querem esperma? Então, bolinha baixa.
    (Gostava sinceramente de receber o relato de um gajo que tenha dito isto com seriedade a uma moça.)

    ResponderEliminar
  6. Eu de quando em vez dou "borlas". Não precisas de enviar cheque esta fica por conta da casa.

    Estou a precisar de desentupir os meus neurónios porque a "conversa argumentativa" do anónimo não me elucidou absolutamente nada. Será que ele também percebeu o que argumentou?

    ResponderEliminar
  7. Este blog anda estranho.
    Anónimos, Marias que dão borlas...

    Não sei para onde isto vai.

    ResponderEliminar
  8. Os discípulos ouvem, assimilam e seguem o mestre.
    Alguém devia "aparecer" para te confundir.

    ResponderEliminar
  9. Piston, não se preocupe. Isto de usar palavras caras tem que se fala muito sem dizer nada.

    Maria, vai ficar sem perceber.

    ResponderEliminar
  10. Ainda bem que vou ficar sem perceber porque pensei: "eu penso logo existo" ou "existo logo penso" ou então porque não? Não penso não existo, penso não existo, existo não penso, logo desisto?
    Vou rever palavras "caras" que me custaram muito a "pagar" como:iletracia, silogismos, axiomas, hipóteses, teses,dilemas (neste caso trilema???!!!!), icosatetraedros deltóides, sistema triclínico, lexema, quiasmos,leptologia, desinçar,...
    chega ou são precisos mais exemplos?

    ResponderEliminar
  11. Basta!

    Porque é que não ponderam resolver esses diferendos na cama?

    Não quero bulhas no meu estaminé!

    ResponderEliminar
  12. Fica provado que consegue procurar palavras difíceis no dicionário. Fiquei curioso em como foi desencatar o "sistema trclínico"... Mas ainda pode fazer melhor. Algumas das que referiu ainda são bastante fáceis.

    ResponderEliminar
  13. Papoila, você quando bate não é meiga.
    Tem andado a vigiar-me ou calhou a passar aqui na altura em que escorreguei?

    Anónimo e Maria, o Piston avisa:
    Se continuarem nessa linha pouco lógica de arremesso de batatas, começo a apagar os vossos comentários.

    ResponderEliminar
  14. Resta ainda saber o que dirá a batata da questão, visto que em termos de lógica é elemento sempre referido e muitas vezes consultado.

    Nem que seja pelo simples facto de ir sempre dar ao mesmo...

    ResponderEliminar
  15. Eu desafio a lógica todos os dias... a minha profissão obriga a isso!

    ResponderEliminar
  16. Pisto, pisto, você já devia saber que eu ando sempre por aqui, mesmo quando não estou cá.....
    (música de fundo Twilight Zone)

    ResponderEliminar
  17. Mak, as batatas não falam.

    Ana, não acredito nessa.

    Papoila, antes de me ir deitar vou ver se está debaixo da minha cama ou no guarda vestidos.

    ResponderEliminar
  18. Ai ai o menino anda a procurar tããããããão mal!!!
    Quer que lhe ofereça uns óculos, quer?
    :DDD

    ResponderEliminar
  19. Permita-me desmenti-lo caro Piston, batata não só fala como se mexe bem no jet set e organiza eventos. O que me vale é que sei de coisas...

    http://www.batata.pt/

    ResponderEliminar
  20. Mas que "ricas" batatas!
    Vou usar os seus "serviços"

    ResponderEliminar
  21. Mak, com essa calaste-me.

    Papoila, um dia ponho-te inconsciente usando para isso um dicionário a alta velocidade.

    Maria, que serviços? Que batatas?

    ResponderEliminar
  22. Os que o "Mak o mau" publicitou, aqui neste post, à "borliu".

    Se tiveres também muita curiosidade, como eu tive, consulta o site.
    Mas espero que não façam o teu "género"

    ResponderEliminar
  23. Sendo gay ou heterossexual, não vejo mal nenhum nos serviços que a empresa dele presta.

    ResponderEliminar
  24. Estava a referir-me ao tipo de vida fútil e não às preferências sexuais.
    Cá estamos a dialogar e eu não quero ser apagada"

    ResponderEliminar
  25. Não quero saber da vida fútil do senhor.
    Será apagada se andar à zaragata com o anónimo.

    ResponderEliminar
  26. Prometo não bater em ninguém até porque sou muito pacífica e pacificadora, está-me nos genes.
    Tive que parar um bocadinho "esta escrita" porque tive que consultar o dicionário para poder usar a palvra genes.

    ResponderEliminar
  27. Já lhe disse que tem uma caixinha muito janota no lado direito do blog...

    ResponderEliminar
  28. Pois eu cá gosto de uma boa bulha. E como já não é a primeira vez que bato em mulheres se quiser combinamos um sítio e resolvemos as nossas divergências à pancada.

    ResponderEliminar
  29. Olha, Piston... parece que o miguel sousa tavbares veio ao teu blog! eheheheh =P
    Leva uma garrafa de whisky e pode ser que o gajo amanse.

    ResponderEliminar
  30. Estimado anónimo, considere que este é o aviso final.
    Seja um bom rapazinho(a) e não faça ameaças.

    ResponderEliminar
  31. Ok, ok! Piston, não precisa de se exaltar. Isto é entre mim e a Maria. Se há coisa em que eu gosto bater mais do que em mulheres são os cães abandonados. Vou ver de algum chamado Maria.

    ResponderEliminar
  32. Ena ena o menino tá aqui tá a bater o record blogosférico de comentos!
    Hip hip urra!
    :P

    ResponderEliminar
  33. Dás-me licença Piston?

    Queridos comentadores e queridas comentadoras, não me levem a mal, estou divertidíssima, por isso pergunto: ainda sabem qual é o conteúdo deste post?
    Eu sei porque cada vez que abro os comentários tenho a minha resposta no lado esquerdo. Caso contrário pensaria que mudei de "dimensão", é lógico não é?

    ResponderEliminar
  34. E se a Lógica for inconsistente, incoerente, cair em contradição?

    Eu digo: «Eu minto.» Será que estou a mentir ou a dizer a verdade?
    1. se estou a mentir, então a afirmação «eu minto» é falsa, e portanto estou a dizer a verdade;
    2. se estou a dizer a verdade, então a afirmação «eu minto» é verdadeira, logo estou a mentir.

    Em conclusão:
    1. se minto, então digo a verdade;
    2. se digo a verdade, então minto.

    São misteriosos os caminhos da Lógica... :-)

    O paradoxo vem explicado na Wikipédia no artigo «liar paradox».

    ResponderEliminar
  35. Jaime, como é que chegas a essas conclusões? Terás sido tu guiado pelos ensinamentos de Buda?

    ResponderEliminar
  36. cheguei há uns dias ao teu blogue e tenho vindo a ler, aos bocadinhos... e estou a gostar bastante, tanto que citei uma parte deste post no meu blogue, aqui: http://pensamentossomeusponto.blogspot.com/2011/05/li-por-ai.html

    espero que não te importes, mas se houver problema diz que eu retiro o post asap..:)

    ResponderEliminar