2008-07-28

Sinceridade

Há alguma coisa mais sincera que uma erecção?

Sendo involuntária esta é uma clara e genuina declaração: quero fazer amor contigo/(comer-te animalescamente) és atraente.

Não que tenha recebido algum comentário ou que alguma vez tenha pedido essa informação a uma moça mas, acho que a diferença entre o "nojento" e o "excitante" é apenas o interesse que a mesma tem pelo senhor com o mastro em sentido.

Se uma rapariga detecta a erecção de um gajo pelo qual não tem qualquer interesse, por muito certinho e correcto que ele seja, estou certo que será de imediato conotado de forma pouco amistosa. Se por outro lado, ela estiver interessada no animal, já sabe que ele funciona e pode até avaliar o tamanho (que interessa por muito que mintam e digam que não).

As mulheres não sabem a sorte que têm. É bastante trabalhoso resolver este problema logístico.
Não é dificil ocultar uma erecção, o complicado é movimentar o Manel-Jaquim para o modo furtivo sem que ela dê conta.

Os homens conseguiram convencer as mulheres que existe uma regra que faz parte do cavalheirismo básico: senhoras primeiro. Esta "regra" tem o único e exclusivo objectivo de nos proporcionar tempo para manobrar.
Geralmente as entradas e saídas do carro ou de uma divisão, são ocasiões de ouro. São excelentes para levar a mão ao bolso e tirá-lo da posição de stress. Desde que ele esteja preso no elástico da roupa interior ou agrafado aos abdominais, tudo irá correr bem. Ela não dará conta.

Deve um macho esconder uma erecção numa fase prematura de qualquer relacionamento (pergunto eu às senhoras)?
Não é suposto levar-se "a bem" este facto da vida que é o nós-não-controlamos-a-distribuição-do-nosso-sangue?
Já alguma vez "chumbaram" um potencial candidato a cambalhotas violentas porque aperceberam-se que ele possuia pouco mais que um amendoim infectado (como eu gosto desta expressão infantil)?

13 comentários:

  1. Gostamos de Sinceridade. Mas também gostamos de Respeito. Numa primeira fase duma relação, uma erecção é uma faca de dois bicos: se a fizerem sentir podemos pensar "chiça que o gajo já tá a abusar"; se a esconderem durante muito tempo podemos sentir-nos pouco desejadas.
    Portanto meus queridos, cada caso é um caso, cada madame é uma madame e terão de usar o cérebro (que tá em cima, ok?) para o descodificar.

    ResponderEliminar
  2. Adorei este post! :)

    Pisto, chumbar não se chumba, mas pode colocar-nos em situações constrangedoras para as quais ainda não existe intimidade. E depois, há homens e homens. Lembro de um namorado que quando tocava à campainha, era o tempo de subir no elevador até ao quarto andar e só de pensar que estava a chegar, já o encontrava a apontar para a lua.

    ResponderEliminar
  3. Bem Piston, acho que disseste tudo na perfeição. Se a rapariga está interessada no gajo, decerto que vai achar uma certa graça que ele a deseje a esse ponto. Pode ser uma situação constrangedora, mas de certeza que não vai perder o interesse no rapaz por causa disso. Acho que pode é também ficar aquela ideia "ah ele só me quer levar para cama", o que nem sempre é verdade, o pobre jovem não tem culpa.

    ResponderEliminar
  4. Caro Piston, na minha opinião a gotal falta de erecção é que é grave e ofensiva. Mas só devem de facto "mostrá-la" no momento apropriado, pois como tão bem dizes há formas de disfarçar.

    ResponderEliminar
  5. Kika, não falei em aproximação física. Referia-me a detecção visual.

    Poisoned, tu gostas é disto, minha tarada! Se vivesse no 2º andar seria exactamente a mesma coisa.

    Ervi, um pouco de badalhoquice e sai logo da toca...

    R.B.M., é que um gajo não controla mesmo! E quando acontece do nada? É de acreditar que à uma vontade de copular com a avó do amigo que está ali adiante a fazer tricot?
    "Aquela cinta é mesmo sexy"...

    Rita, há mas implicam muita arte. Quanto maior o camião mais complicada a manobra interna.

    ResponderEliminar
  6. Bom, as erecções muitas vezes são díficeis de controlar. Ou se está num trabalho, ou num sítio de responsabilidade, e, por exemplo, se está a pensar no Striptease misto da Paula Cristina (ex-Sedutora do Fiel ou Infiel) com o seu ex-namorado, um dançarino brasileiro (Richard Ferraz), que foi transmitido, há 3 anos atrás, depois da meia noite no canal Viver, em que os 2 estavam apenas de tanguinhas pretas, numa banheira improvisada de uma montra de uma loja. Por exemplo, pensar nisso num local público ou num local de trabalho, essa imagem e esse pensamento, com essa situação ou uma semelhante, pode de facto suscitar o desejo físico e as consequentes erecções.

    ResponderEliminar
  7. Alex, neste post e neste post somente, vou fazer de conta que não sei que és a pessoa otária que está constantemente a fazer-se passar por pessoas diferentes e a fazer comentários que apelem à cueca.

    P.S. - Esqueceste-te de sublinhar a tua idade e de referir há quanto tempo a completaste.

    ResponderEliminar
  8. comentários que apelem à cueca? E do que é que se está a falar neste post? lol

    ResponderEliminar
  9. Por isso é que ainda não apaguei a sua brilhante participação.

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar