2008-07-08

Cúmulo da Ironia

Factos:

  • Escrevi recentemente um post intitulado "Declaração post mortem".
  • Escrevi recentemente um post onde expressava que são muito poucos os "justos", os que têm coragem para fazer o que está certo mesmo que isso vá contra os seus interesses.
Hoje, conduzindo a minha motinha, ao parar num sinal vermelho (até porque já tinha "queimado" o anterior), sou ligeiramente abalroado.
O senhor da Carris que estava ao meu lado, cagou no semáforo e avançou com vermelho.
Eu fiquei quietinho a tentar perceber se era eu que estava a ver mal.
O senhor que conduzia atrás de mim e que quase se esquecia de não me passar a ferro, conduzia uma ambulância.

Esta é a verdadeira definição de ironia.

10 comentários:

  1. Não é irónico. Irónico era teres morrido, a ver se para a próxima não escapas!

    ResponderEliminar
  2. Mau... mas passou-te a ferro ou não?

    AR

    www.antonioraminhos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Se calhar era uma daquelas ambulâncias que faz recolha de sangue...

    ResponderEliminar
  4. Ter um acidente com uma ambulância só é bom se a ambulância estiver vazia.

    ResponderEliminar
  5. deus poupou-te so parar me poderes desejar as melhoras se nao tinhas ido ;)

    ResponderEliminar
  6. Podia ser pior.
    Se acontecesse alguma coisa, tinhas assistência imediata ;)

    ResponderEliminar
  7. Kitty, parabéns! É a primeira vez que alguém deseja que eu morra.

    António, não. Mas a Kitty vai tratar disso (vai parecer que foi acidente).

    Pulha, com alcatrão pelo meio não dá jeito nenhum.

    Jaime, eu viajaria no capot.

    Miss, Deus não te pode ver à frente. Não tenhas manias.

    Pat, não é preciso responder, pois não?

    Cabra, não tens lido os posts do blog? Claro que não estou bem. Estou desenquadrado. Preciso de ir viver para o zoológico.

    Suzy, se acontecesse alguma coisa tinha que preencher a declaração amigável. Talvez a preenchesse a sangue.

    ResponderEliminar