2008-05-23

Conquistar na cama?

Porque é que há algumas mulheres que estão convencidas que conseguem conquistar os homens recorrendo ao sexo?

Não se enganem! O máximo que vão conquistar quando oferecem o chamado sexo descomprometido é alguma "companhia" até à ejaculação. Depois disso não passam de uma pessoa a quem se responde automaticamente, com o intuito de manter os "mínimos" necessários para garantir a próxima queca.

E quando o par de mamas não tem o poder que é suposto ter? Quando uma mulher se oferece e não obtem o que pretende? É o inferno. Quase lhes rebenta a cabeça com tantos pontos de interrogação!
Sabem o que pensam de imediato que possa servir de justificação para tal desaire? "Ou é paneleiro ou não o consegue levantar!"

Porque é que as mulheres não compreendem que é possível que um gajo seja heterossexual, descomprometido, não-impotente e que mesmo assim pode recusar uma "luta" pénis vs vagina completamente grátis? Estarão elas a tornar-se naquilo que não queriam ser no passado, um bocado de carne?

(A Carrie ao pé de Piston é uma pindérica vestida com um fato de treino da Adidas sem qualquer capacidade de divagar acerca da sexualidade e javardice em geral.)

Adenda:
Não passei a ideia na sua totalidade nem da forma mais adequada. Vou simplificar:
1º - Moça interessa-se por moço.
2º - Moço é sincero e diz o que pensa.
3º - Moça diz (de forma suficientemente implícita) que sim senhor, vamos brincar ao sexo. Será só isso, não estou apegada.
4º - Moço não está para aí virado (porque percebe bem que ela está a mentir e que pensa que o vai conquistar sentimentalmente na cama).
5º - Moça até sobe paredes. Não é suposto um gajo rejeitar sexo descomprometido.

Nota: Este episódio pode, ou não, fazer parte da experiência pessoal da cavalgadura que vos escreve.

29 comentários:

  1. O exagero dá nisto mesmo, a mulher tanto se quiz "adaptar" ao homem que agora se torna vulgar e apesar de continuar a não querer ser o tal pedaço de carne (não quero acreditar no contrário!) de que falas oferece-se como tal apenas para mostrar que é moderna, emancipada e coisa e tal... como li algures por aí, quando se confunde emancipação com promiscuidade qualquer coisa está muito mal....

    ResponderEliminar
  2. nao concordo ctg. agora nao me apetece divagar. mas nao concordo com alguams coisas q escreveste. tem uma má queca e ve se queres ficar muito mais tempo

    ResponderEliminar
  3. E tu como és Piston? Pensas e ages assim da forma como descreves neste post... Se sim fico de certa forma admirada ( no bom sentido) !

    ResponderEliminar
  4. "Porque é que as mulheres não compreendem que é possível que um gajo seja heterossexual, descomprometido, não-impotente e que mesmo assim pode recusar uma "luta" pénis vs vagina completamente grátis? Estarão elas a tornar-se naquilo que não queriam ser no passado, um bocado de carne?"
    Sabes porquê? Porque vocês não querem compromissos porque só olham para nós como um par de mamas ( de preferencia grandes)e limitam-se a mandar bocas e a insinuarem-se mas na hora de mostrar o que realmente sentem acanham-se... Por isso muito me admira este teu post...

    ResponderEliminar
  5. Esqueci-me de assinar o último era eu outra vez...

    ResponderEliminar
  6. Bem, se, há alguns dias, escrevi u email em que me mostrava preocupada com a possibilidade de o autor do blogue estar também a contribuir para a cristalização da ideia de que o que conta é tão-só a beleza física, não resisto a aqui deixar umas palavras de... contentamento - SIM, leu bem, caro autor - pelo que li! Folgo em saber que também consegue escrever sobre o outro lado das relações humanas...
    E sobretudo depois de ler alguns comentários ao que o caro Autor escreveu, senti mesmo que, se não sou cobarde e se não tenho vergonha de dar o braço a torcer, o tinha de mostrar através de este meu comentário.
    Se o caro Autor fala só da beleza física, é crucificado, quando fala da beleza interior, é também crucificado... Bem, temos de tentar ter alguma coerência, não? (?!)...
    Se acredito que acredita naquilo que escreveu? Não tenho razões para não acreditar - nem razões para acreditar, é certo; mas cumpre-me, enquanto ser humano consciente das próprias falhas, aceitar o que o outro diz até prova em contrário (mas que nem sempre é fácil; coisas de mulheres... sei lá)
    Enfim, tudo isto para dizer que gostei da... "variação"
    Eu, de novo (falta aqui uma assinatura digital; ou melhor: um gatafulho electrónico; mas pronto...)

    ResponderEliminar
  7. Espero que o que acrescentei no post possa mostrar-se relativamente esclarecedor.

    Sublinhe-se que o autor do blog não possui sentimentos nobres.

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  9. "Ausência de sentimentos nobres." "Ausência de sentimentos nobres.". Ausência de sentimentos nobres". Mensagem recebida com êxito, ou seja, ouvida e, ainda mis rapidamente (se é possível), assimilada!

    Jamais qualquer comentário com laivos de elogio.

    Eu, de novo.

    ResponderEliminar
  10. Orgásmica, diz que o dono deste blog não gosta de publicidade descarada...

    Pat, é assim mesmo.

    ResponderEliminar
  11. 3 comentários a fazer:

    - A Adidas já tem fatos de treino lindos de morrer pelos quais qualquer mulher com gosto refinado lutaria com unhas e dentes;

    - Se a Carrie vestisse Adidas, provavelmente seria um costume made just for her. Com promenores, brilhos ou whatever, que deixariam o Augustus do Piston a chorar no chão.

    - Todo este post e desenrolar de ideias veio reforçar a ideia que já tinha. O nosso copinho de leite vigor ou é gay ou jornalista. Se for o primeiro caso, casa comigo. No segundo, xôô, melga! Leva o dengue para outra freguesia!!

    Agora um comentário à parte, a essa tua novela.

    A moça (tu só podes ser algarvio, que eu conheça, sou a única nesta paragens a usar esta expressão) conhece o moço e interessa-se por ele. Ele não. Ela diz que compreende que o sexo seja apenas isso mesmo e que ainda assim o quer.

    Ó rapaz! E aquela teoria, deixa-me ao menos estar uma vez com ele, para guardar no cantinho das memórias e avançar para a frente? Por vezes, nada melhor que isso para desencarnar e "moove on". Antes isso a ficar a sonhar como seria e a criar uma falsa personagem na cabeça....

    Piston meets Oprah

    ResponderEliminar
  12. Vamos lá responder à menina Alexandra.

    3 contra-comentário:

    - Estive para escrever "fato de treino Abibas" mas, ainda que fazendo melhor expressão daquilo que queria dizer, estaria a plagiar o Bruno Nogueira.

    - Se a Carrie vestisse "Abidas", provavelmente provavelmente toda a gente iria achar o máximo (só porque era ela a vestir).

    - Quanto à insinuação barata de que sou gay, já vens tarde. Já lancei todos os boatos que podiam ser lançados (http://opistoneacabecadohomem.blogspot.com/2007/09/eu-que-sou-o-maior-gay.html).
    Jornalista? Antes trilhar o pénis no mecanismo do relógio do Big Ben.
    Para efeitos de casamento contigo, sim, sou gay. Vamos a isso moça (não sou algarvio)!

    Para uma mulher interessada/apaixonada, não há simplesmente sexo. Há uma possibilidade de o agarrar com maravilhosos contorcionismos sexuais. Tenho a certeza absoluta que há muitas moças (não sou algarvio) que acham mesmo que conseguem conquistar um homem na cama.

    Gostei dessa última teoria. Também a podemos vender às cachopas (não sou ribatejano)?
    Deixas-me por favor ultrapassar-te, desencarnar e "moove on"?

    Advogada trafulha (passo a redundância) meets Piston

    Nota: não disse que a situação se tinha passado comigo (nem o inverso).

    ResponderEliminar
  13. Depois desta simpática imagem "Antes trilhar o pénis no mecanismo do relógio do Big Ben", não consegui ler mais nada.

    Tiveste-me.

    A trafulha

    ResponderEliminar
  14. Posso convidar os leitores todos para o copo de água?

    ResponderEliminar
  15. Bem, eu ainda há pouco publiquei um comentário, foi bastante extenso e admito que talvez cansativo, mas com pontos de vista que, a meu ver, são bastante relevantes!
    Onde é que está? Foi apagado?

    ResponderEliminar
  16. Vamos combinar uma coisinha, entidade polimórfica:

    Quando parares de fingir que és várias pessoas diferentes a comentar e assumires uma identidade única, eu começo a pensar se vou tolerar os pontos de vista infantis e SEMPRE sexuais que fazes questão de vir aqui deixar.

    ResponderEliminar
  17. Mas há tanta mocinha (algarvia numa quinzena de verão) que acha de facto que sim... E então as que acham que se aparecerem na TV com muito pouca roupa, têm o futuro, monetário, amoroso e sexual assegurado... Bolas... devo tar a ficar muito velha ... Este meu conservadorismo já não se usa...

    ResponderEliminar
  18. Piston, este teu post chamou-me a atenção como nenhum outro teu. Talvez por me relacionar com ele em tantos aspectos que eu próprio vivi. É precisamente sobre um desses aspectos que quero comentar: evita escrever palavras longas na mesma frase porque quando o texto é "justificado" à esquerda e à direita, fica com muito espaço em branco entre as palavras, o que é esteticamente desaconselhado. :-)

    ResponderEliminar
  19. Teka, é assim mesmo.

    Jaime, fazes doi-doi no meu ego.

    ResponderEliminar
  20. Cá por mim, essas teorias são todas por falta de sexo.

    Ainda estou à espera do anel. Com um cachucho decente.

    ResponderEliminar
  21. Quando e a que horas? Queres que o envie pelos CTT com aviso de recepção (à trafulha)?

    ResponderEliminar
  22. Olha o romantismo... Prefiro uma paulada na cabeça!

    ResponderEliminar
  23. gRANDE MORAL!É assim mesmo....a verdade PURA E DURA... :) mULHERES, NÃO SE iludam...por mais boas que sejam na cama, so servem prakilo mesmo e MAI NADA!

    ResponderEliminar
  24. Anónimo, não foi de todo isso que eu escrevi no post.
    Pelo seu comentário raivoso dá para perceber que elas também servem para lhe lixar a cabeça. Andamos para aí com uma azia...

    ResponderEliminar
  25. Mas qual azia qual quê?! As mulheres que se convençam que não é na cama que conquistam! Podem conquistar na altura e até durante uns dias, mas depois, a burridade acentua-lhes e vão de frosques! Gosto de luta e que me lixem sim a cabeça, mas hoje em dia é raro encontrar as duas coisas: Boa e Interessante!

    ResponderEliminar
  26. Temos aí uma valente mudança de opinião desde o ultimo comentário...

    ResponderEliminar