2008-05-10

Carta aberta - Jornalista Vs Deputada

E-mail enviado há momentos:

To: Manuela Moura Guedes
Cc: José Eduardo Moniz

Boa tarde.

Ao ver o retorno da senhora ao Jornal Nacional tive a oportunidade de reparar que continua a oferecer o mesmo um estilo, muito próprio, a este programa de informação.

Sendo eu um mero espectador, acredito que o jornalismo deve ser apresentado de forma imparcial. Tendo a senhora cessado as suas funções como deputada há muitos anos, não compreendo porque é que continua a fazer comentários arrogantemente políticos aquando da apresentação das notícias.

Não é suposto o jornalista transmitir as notícias sem um filtro que distorce a realidade? A interpretação não deve ser feita livremente pelos espectadores? Não esquecendo que o sucesso do Jornal Nacional se deve em boa parte à sua participação, não acha que deve refrear os seus comentários ou, de uma vez por todas, assumir-se como comentadora e passar para o lado de lá da barricada?

Neste momento não é carne nem é peixe. Não cumpre bem nem uma função nem outra.


1.O jornalista deve relatar os factos com rigor e exactidão e interpretá-los com honestidade. Os factos devem ser comprovados, ouvindo as partes com interesses atendíveis no caso. A distinção entre notícia e opinião deve ficar bem clara aos olhos do público.

In Código Deontológico dos Jornalistas Portugueses

Cumprimentos:

Piston


Será que vou ter resposta?

24 comentários:

  1. Interessante... agora espero que o endereço de e-mail esteja correcto e a Dona Manuela receba mesmo o seu mail! :) Esperamos todos por uma resposta!

    ResponderEliminar
  2. Não sei se é verdade ou não que a senhora às vezes age como comentadora, mas parece-me uma boa carta, apesar de um bocadinho severa.

    ResponderEliminar
  3. Pat, acho que está certo. Não veio devolvido.

    Jaime, não é mais severa que os comentários que são largados após cada peça noticiosa.

    ResponderEliminar
  4. Acho que acima de tudo a carta revela críticas construtivas, eu sinceramente estava à espera de bem pior, vindo aqui do blogger! :)

    ResponderEliminar
  5. Há bem pior nesta cabeça que poderia ter saído para o e-mail mas, não adiantando nada, não valia a pena estar a bater no ceguinho.

    Sou assim tão mau (orgulhoso)?

    ResponderEliminar
  6. Não sei... Eu conheço o blog há pouco tempo... cheguei cá através de outros blogs ( A maçã de eva)ou melhor através de um comentário teu a uma carta minha no blog! com isto e apesar de não concordar com certas coisas que aqui escreves acho que lá no fundo és maduro em certos assuntos que tentas esconder com posts mais enfim... mais, percebes não é? Para uma pessoa da nossa idade ( 24 anos feitos em Fevereiro, eu sei que gostas destas descrições muito relevantes :D ) acho isso muito giro! Fofinho até, vá lá...:) Que horror acho que estou a ficar viciada neste blog por isso vou desligar e dar uma volta... volto amanha xauzinho
    p.s.: orgulhoso? não sei...mas severo ás vezes sim... :)

    ResponderEliminar
  7. no fundo o que queria dizer é que não se encontra pessoal com 24 anos a escrever bem e com opiniões formadas sejam elas de acordo com aquilo que sinto ou não... gajos com 24 anos só querem saber de duas coisa : Futebol e muuuuuuuuuuitas gajas!

    ResponderEliminar
  8. Consegui pelo menos ser insensível e arrogante nesse comentário (é que vejo dois post que tocam na temática laboral)?

    ResponderEliminar
  9. Acho que vamos ter caso...
    Pat, Piston- Piston, Pat...

    ResponderEliminar
  10. Ana, só se prometeres que levas as alianças e que o José Castelo Branco é o padre.

    ResponderEliminar
  11. Espectacular!! Penso exactamente como tu, e eu não sou jornalista, por isso, imagino que para um jornalista ver essa senhora a apresentar o telejornal deve ser penoso!

    ResponderEliminar
  12. Tinha a certeza que estava lá... e nao era patrão! Estou a começar a duvidar da minha sanidade... O que estes blogs nos fazem...
    Não gostei Ana, não gostei principalmente depois deste senhor insinuar que eu snifo qq coisa! :)

    ResponderEliminar
  13. muito gosto de ouvir essa expressão: nao é carne nem é peixe... só falta acrescentar: é assim assim!

    ResponderEliminar
  14. "gajos com 24 anos só querem saber de duas coisa : Futebol e muuuuuuuuuuitas gajas!" yah, e tmb gajas com 22 anos (como eu) que querem saber de muitos gajos giros, mas não de Futebol, e claro com outros interesses.
    Eu falando por mim os meus interesses são música, tudo o k tenha a ver com tv, praia, sol, bronze e muitos ninos giros e bonzões, de Jornalismo não me interesso, só vejo pra me actualizar sonre o k se passa no mundo...

    ResponderEliminar
  15. Kitty e cadito, estou cá para agradar os estimados leitores.

    Pat, isso, bata na Ana com força.

    Patrícia, pudesse eu e esfregava-te a testa com uma lixa. Não resolvia a estupidez mas enquanto ardesse podia ser que não viesses para aqui escrever ideias de cócó.

    ResponderEliminar
  16. Pronto. Foste descoberto.

    Tu és jornalista!!!

    Pat não te iludas. Ele está aqui somente para engate.

    ResponderEliminar
  17. É por isto e muito mais que gosto de ler este blog:
    "Patrícia, pudesse eu e esfregava-te a testa com uma lixa. Não resolvia a estupidez mas enquanto ardesse podia ser que não viesses para aqui escrever ideias de cócó."

    Alexandra obrigada pelo conselho, gosto do teu blog! será ele mesmo jornalista? hummmmmm...não sei...

    ResponderEliminar
  18. Maria, acho que não...

    Alexandra, antes trabalhar como pêga manhosa no Martim Moniz.

    Pat, olha que eu ainda acredito nisso!

    Ana, eu advogado? Eu traficante de droga?

    Miss, dá cá a mão para dar com a régua.55

    ResponderEliminar