2008-01-22

"A" frase da noite do "Prós e Contras"

Eu estou para lá de fodido com a temática "Lei do Tabaco". Não vou dizer que os fumadores são umas bestas. Não são só eles. A maior parte de nós somos cavalgaduras da pior espécie.
Com esta lei tocaram no nervo do fumador e lá vêm eles anunciar o Apocalipse! "Ai a nossa liberdadezinha!"

Eu aprendi quando era pequenino uma máxima pela qual aceitei reger a minha triste e deprimente vida. Para quem nunca a ouviu, passo a citar milhares de avós, pais e professores:

"A nossa liberdade termina onde começa a liberdade dos outros" (e acrescento) FODASSS!

Esclareçam-me: fui o único a aprender esta merda?

Acho incrível que se continue a usar como argumento a negação do que está mais que provado. O fumo depois de entrar nos pulmões não sai de lá com extracto de alecrim. Sai de lá com menos partículas mas não vai passar a fazer bem a quem o mamar passivamente.

Eu já senti os efeitos do fumo passivo e sei perfeitamente que, em poucas semanas de exposição, a minha capacidade física diminuiu.
Até José Sá Fernandes (fumador), o homem mais irritante à face da terra, concorda que é imperativo que se protejam os não-fumadores.


  • Revoltem-se contra os proprietários que não se prepararam os seus estabelecimentos para a entrada da lei em vigor. Apoio!
  • Revoltem-se contra o facto de o Aeroporto de Lisboa ter começado o ano sem ter essa zona concluida e pronta a entrar em funcionamento. Apoio!
  • Não me façam coito anal dizendo que o fumo passivo não mata.
Não interessa se mata ou não. Faz mal e isso está mais que provado.
Eu escolhi não fumar. Também escolhi não beber (porque não gosto do sabor e não por uma questão de ser saudávelzinho mete-nojo). Não quero que me obriguem nem a fazer a primeira nem a segunda.
Parem com a puta da mania da perseguição! Ninguém está contra o vosso direito a fumar. A lei está é a favor dos que fumavam sem o escolherem. Parem com a vitimização barata.
Durante 23 anos tive que apanhar fumo sem poder escolher, será que não podem aguentar uns meses a fumar na rua até que as zonas de fumadores estejam criadas e bem definidas? Serão assim tão camelos e egoístas?

Repito: "A nossa liberdade termina onde começa a liberdade dos outros."

Eu ando de mota todos os dias. Há por aí um blog de um motociclista que está constantemente a choramingar e a reivindicar direitos para quem anda de mota. Todos os comentários que lá fiz foram para contestar os pedidos ridículos que o seu autor fazia. Não é por me beneficiar a mim que eu acho que as coisas são correctas.
Ainda há por aí alguém com integridade moral?






Há uma senhora neste coro que foi fumadora passiva durante dezenas de anos. Conseguem ouvi-la cantar? Eu também não.

E como não resisto a um pouco de terrorismo, adivinhem lá com qual das duas preferiria copular (pensem na vossa vaidade meninas)?


"Eu quero comer tripas!" - frase dita por uma senhora no "Prós e Contras" que acha que o governo qualquer dia vai decidir o que é permitido comer, dentro dos parâmetros de uma alimentação saudável.

Vou repetir: O GOVERNO NÃO PROIBIU NINGUÉM DE FUMAR! DASSS!

35 comentários:

  1. Adoro os argumentos idiotas que utilizam para defender a sua posição, é de rir às gargalhadas.
    O que me ri ontém com aquela senhora historiadora com ar de lésbica masculina... a proclamar o sentido de liberdade sem o sequer perceber!
    Uns dizem "não invoques o teu Deus em vão", eu digo para esta gente não invocar liberdade sem causa nem lógica.
    Liberdade para o máximo de responsabilidade fui assim ensinada...

    ResponderEliminar
  2. Não fumas, não bebes....não..., isso explica muita coisa...

    ResponderEliminar
  3. Maria Strüder, és mesmo tu? Estás bem?

    Maria do Consultório, não foi a Maria de que estava à espera mas a invocação do terceiro "F" era esperada como pãezinhos quentes de manhã.
    Se calhar até... Talvez!

    ResponderEliminar
  4. Eu ontem também consegui passar a noite toda a ouvir aquilo - apesar da ignorância da maior parte daquela gente me fazer chegar quase ao vómito... Parece-me que aquelas cabecinhas são duras e muito ocas lá por dentro (eu já estava farta de ouvir o DGS a explicar como se fazia a limpeza do ar e quais eram os parâmetros...mas para gente que não percebe nem quer perceber do assunto em termos científicos é realmente difícil passar a mensagem...).
    Tal como tu, também eu me lembrei desse ditado popular, apesar de não concordar na totalidade com ele. Mas tu disseste e eu concordo: custa muito fumarem na rua até se orientarem os espaços??
    E gostaste do facto do Sá Fernandes nem sequer ter lido os anexos da lei, onde estavam os parâmetros de avaliação do ar?...Sem comentários...

    ResponderEliminar
  5. Izzi, vamos ter em conta que acho que quem estava mais seguro no meio daquilo tudo era o presidente da Estoril Sol.
    O Directos Geral de Saúde andou para ali a enrolar... Pensei mesmo que ele não tinha como quantificar a coisa.
    O vice-presidente da ASAE é que não fazia a mais pequena ideia. Lá se safou com o certificado.

    Visto que já se esgotou a questão do terceiro "F", estou certo de que vai surgir alguém a dizer que sou um puto e que não sei nada da vida...

    ResponderEliminar
  6. Sim, o senhor da Estoril Sol é claro que estava mais que seguro - eles pagam uma carrada de impostos e por isso têm concerteza muitos benefícios, por isso não sei se aqui a lei vai ser aplicada.
    O DGS tentava explicar as coisas com tronco, pés e cabeça, mas é um bocado difícil com tanta interrupção (as tripas e as tripas e a perda da liberdade, bla bla bla...).
    E sim, o vice da ASAE (até tive pena dele...) não estava muito seguro, mas ele também acho que não tinha que estar ali, ele só tem de aplicar o que a DGS indica e mais nada (mas tenho de admitir que, apesar de acreditar que as coisas estão a ser feitas com o tempo necessário, fico com a sensação de que isto, como tudo em Portugal foi feito em cima do joelho, ou quase...).

    ResponderEliminar
  7. Izzi, não sei se foi feita em cima do joelho.
    Sei que nos casinos o problema é complicado. Atrás de um vicio vem outro. É complicado separar os dois e aqui os que fumam devem ser a maioria.
    Independentemente disso, quem lá trabalha não tem culpa.
    É complicadito.

    Maria, eu não sou virgem, eu sou podre de virgem!

    ResponderEliminar
  8. Desta vez deixo os comentáios ortográficos para as urtigas. Não fumo, mas cresci entre fumadores (tipo chaminé mesmo). Depois de 6 meses num ambiente sem fumo (casa diferente e local de trabalho) cada vez que vou a casa da família, estou rouca de manhã... Deve ser por tagarelar muito com a minha mãe noite dentro... Quem não fuma, não tem de apanhar com o fumo dos outros, é claro! E se funciona num café também deve funcionar num casino. Acaso não serve lá jantar? Acaso os espectáculos são diferentes do entretenimento do teatro? O jogador pode sair para os jardins e voltar a entrar, o espectador pode ficar meia hora sem fumar...

    Penso que esta treta todas das vítimas é a mesma que há 10 / 12 anos com o cinto de segurança. Ah não sei quê, não se pode consegue conduzir bem, não dá jeito... hoje em dia, a minha geração (penso que a sua também) já não questiona a sua utilização e os míudos sabem desde pequeninos que mesmo atrás têm de usar cinto.

    Mas o belo Portuga tem de reivindicar nem ele sabe bem o quê... E uma coisa que li no Publico.pt e achei interessante foi que uma coisa que se descobriu recentemente em Portugal é que uma característica importante dos colunistas, é serm todos fumadores... Ou a maioria... Daí o chinfrim... (Sinto-me melhor depois de fazer a peixeirada do dia)!

    Cumprimentos e desculpe o alongar do post

    ResponderEliminar
  9. Quanto à afta, roxo de genciana (jenciana?) aplicado directamente - é um bocado esquisito porque faz os dentes roxos também, ou Mycostatin (micostatin?) ambos à venda na sua farmácia habitual.

    Mas também vale ir ao médico...

    ResponderEliminar
  10. O Sá Fernandes é mesmo o homem mais chato do planeta. :-D

    ResponderEliminar
  11. Teka, alongue-se à vontade! Cabem cá dois carros e um motociclo.

    Kitty, é o teu George.

    ResponderEliminar
  12. Eu fumo e sou a favor da lei.
    Mas a lei não dá o direito à liberdade de escolha dos donos dos estabelecimentos. Isso é que está mal por vários motivos, de entre os quais destaco: a lei, segundo dizem, é vaga quanto ao sistema de exaustão de fumo a ser utilizado e a lei não tem base de sustentação para determinar os níveis de CO2. Para além disso, o dono do estabelecimento deveria poder escolher livremente que tipo de clientes lá quer dentro, independentemente de ter que instalar um sistema de exaustão para o fumo.

    ResponderEliminar
  13. ah, sôr Piston, o Mycostatin é em solução oral. Nunca experimentei comprimidos, como tal não os aconselho

    ResponderEliminar
  14. Mike, não é perfeita.
    Há realmente coisas erradas e que devem ser alteradas. Não posso é com o "Ai Jesus acudam que o Salazar voltou".

    Teka, Mycostatin não sei mas olhe que sal, enquanto instrumento de masoquismo, está a resultar muito bem.

    ResponderEliminar
  15. És daqueles que andam de mota e passam pelo meio dos carros para os ultrapassar? e nos semáforos e afins?

    ResponderEliminar
  16. Só pelo meio dos carros. Não faço uso da berma.
    Se eu me espetar contra um, o seguro paga. Se eu morrer, vocês batem palmas.
    É justo.

    ResponderEliminar
  17. És nojento!
    Ando morta por apanhar a jeito um gajito desses

    ResponderEliminar
  18. Dá uma boa guinada e podes fazer de mim um bonito Stephen Hawking (mas em versão burra).

    ResponderEliminar
  19. http://permitidofumar.multiply.com/journal/item/2/Lista_de_locais_onde_se_pode_fumar

    ResponderEliminar
  20. vai chamar camelo á c#$$"&%!"#$% daaaa tenha tento já perdeu a razão do seu post...e mais não digo...

    ResponderEliminar
  21. No que tu foste falar, Piston! O problema desta lei do tabaco é que há pessoas que acham que é um exagero não se poder fumar em discotecas, bares, salas de jogo e outros locais de diversão nocturna. Eu já fui fumadora e agora que já não sou, mas devo reconhecer que sempre me incomodou o fumo dos outros. Apanhar com as baforadas dos outros é péssimo. Quando fumava (silly me, I know!), estava sempre a abanar o fumo para não ir parar em cima de ninguém. Parecia que andava a matar moscas imaginárias! De qualquer modo, já houve pessoas que frequentam muito os locais de divertimento nocturno a dizerem que é uma grande diferença ir à discoteca e ao bar e vir de lá sem ter a roupa a tresandar a tabaco. Cá por mim, também acho o máximo poder estar num local sem fumo. No entanto, estamos perante uma situação muito ridícula: nas prisões não se pode fumar, mas pode-se ir para as salas de chuto dar prá veia.... nas discotecas, podes não estar a fumar, mas podes estar a "pastilhar" ou a "dar pó no nariz"... não é estranho?! Já viste que uma pessoa apanhada a fumar paga uma multa e se alguém está a curtir uma pastilhagem ou cocaína, já nem é levado como consumidor de drogas? Dá que pensar. Dá muito que pensar. Dir-me-ás que ser "pastilhado" passivo ou "cacainómano" passivo não te faz mal à saúde... mas, onde está a moral para tratar um fumador como um criminoso e um cacainómano como um doente toxicodependente?
    Enfim... são estas as pequenas perplexidades desta lei anti-tabaco. Mas concordo contigo numa coisa: a minha liberdade acaba onde começa a liberdade dos outros. ´Só que há pessoas que de seguida pensam "mas que culpa tenho eu que a liberdade dos outros comece lá tão longe?" (isto não é da minha autoria mas sim do Quino, que pôs esta reflexão no pensamento da Susaninha).
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  22. dupla, tripla e quadruplamente apoiado!! bolas, eu também aprendi essa frase, e é das minhas preferidas, acredita!

    os fumadores agora vão estrebuchando, ou fazendo mais uns kilómetros para ir a um café onde se pode fumar, mas isso não vai durar muito, porque somos animais de hábitos preguiçosos... e o pessoal vai acabar por se conformar, ponto! se este governo não fizer mais nada de jeito até ao fim do mandato, não me importo, esta lei já valeu por décadas!**

    beijinhos

    ResponderEliminar
  23. "Fumadora", eu não disse que os fumadores eram camelos. Quem foi adjectivado dessa forma foram os egoístas.
    É fumadora ou egoísta?

    Ana, detesto ter que voltar às mesmas comparações mas, cá vai:
    - Os pilotos de formula 1 são considerados criminosos?
    - Quem bebe álcool é considerado como criminoso?

    Não é o acto em si que é crime. O atropelo da liberdade dos outros é que passou a ser penalizado.

    ResponderEliminar
  24. não se deve generalizar...
    Sou fumadora, e estou a favor da lei, raramente na minha vida fumei em restaurantes, nunca me incomodou ir à rua fumar, não acendo um cigarro sem perguntar a quem está comigo se incomoda, não fumo ao pé de crianças, grávidas ou apago imediatamente o cigarro se alguém me disser que está a sentir-se incomodado...
    agora não me lixem... ah e tal porque muito fumo numa discoteca faz mal à saúde.. e então? onde está a novidade? só vai quem quer... eu raramente vou, fui a semana passada e achei "giro".. ninguém pode fumar lá dentro, mas eles de 15 em 15 minutinhos mandavam lá para o meio da pistas uns fumos... e a composição desses qual é? alguém me garante que é inofensiva para a saúde?
    Concordo com a lei. Não concordo com hipocrisisas. apenas isso.
    bjs

    ResponderEliminar
  25. Bella, estamos de acordo em quase tudo. Tu és fumadora mas tens esses cuidados (que todos deviam ter).
    Mas como ficam as pessoas que trabalham na discoteca e que estão lá todas as noite?
    Para essas não há escolha.

    ResponderEliminar
  26. É a primeira vez que visito o teu blog e não podia concordar mais contigo... não percebo ouço cada opinião mais ridícula dos fumadores que até doi! Alguns só pensam mesmo neles e inventam argumentos muito absurdos! É o vício, o que se vai fazer!?

    ResponderEliminar
  27. Pat, só cá veio para ler isto? Continue! Há dezenas de páginas com disparates e textos odiosos.

    ResponderEliminar
  28. Exacto, só permitiu que os não fumadores não seja OBRIGADOS a fumar o fumo dos outros.
    Anyway, o comment aqui da Maria está muito bom, não está?

    ResponderEliminar
  29. Piston:
    Não achas ridiculo que nas prisões se possa injectar heroína nas salas de chuto mas não se possa fumar? Repara que esta lei não é só para restaurantes, discotecas e cafés.
    Vais desculpar-me, mas esta situação é RÍDICULA! E não é desculpa de fumadora.

    ResponderEliminar
  30. Ok. Nas prisões a atmosfera é diferente? O fumo não se comporta da mesma maneira?

    Quem injecta, não esguicha nada para cima do outro. E quem fuma?

    Que eu saiba há zonas previstas para fumadores nas prisões.

    ResponderEliminar
  31. Apoio 100% o que foi escrito.
    So se ouvem os fumadores a reclamar os seus direitos.
    Será que ninguem se lembra de entrevistar o outro lado? aquele que está muito satisfeito com esta lei, que vai a um cafe, restaurante, bar, etc e ja nao tem de levar com o fumo dos outros?
    Já agora, no casino da Póvoa de Varzim continua-se a fumar e muito.

    ResponderEliminar
  32. Agora tenta lá explicar isso aos fumadores crónicos e "camelos" (egoistas).

    Eu já tentei. E recebo argumentos merecedores de constar num livro de stand-up para iniciados. Até já escrevinhei sobre isso!

    cumps

    ResponderEliminar
  33. 1º ponto. Este Governo tem a mania que está numa Itália de Mussolini mas nos tempos bons, em que ninguém se aleijava e que toda a gente era temente ao Governo.

    2º ponto. A ASAE está a esticar-se como o raio e qualquer dia isto é a América onde acasalamos com os nossos primos, somos gente temente a Deus mas comemos em condições irrepreensíveis de higiene.

    Dito isto...

    FUODASSE! É que estou fartinha dessa coisa da liberdade, ai que não me querem deixar fumar, ai que estou a ser perseguido, ai que isto e o deboche, ai que me vou ter de irritar.
    E este é o busilis da questão: ora o povo português é historicamente acomodado (vejam lá porque é que houve o 25 de abril. não foi porque não havia liberdade, que isso um gajo até se amanha e ninguém o chateia. foi só porque meteu irem ao bolso aos militares. enfim... não me chateiem)vai agora insurgir-se numa raiva gigantesca conra isto?! Epah, não me cansem.

    Vá, tudo a fumar a rua.

    ResponderEliminar