2008-01-30

São Valentão

Aproxima-se o dia 14 de Fevereiro e ainda não sei o que oferecer à minha namorada.
  • Uma luva?
  • Um anel?
  • Um corte de unhas e para ver se não me arranho mais e um verniz bonito?

2008-01-28

Cloverfield

Já alguma vez se depararam com uma daquelas mulheres de estética dúbia? Uma daquelas moças que, por muito que olhemos, não conseguimos perceber se são bonitas ou semelhantes a búfalos.
Ultimamente tenho-me deparado com alguns destes espécimes.

Como é que uma rapariga pode ser linda num dia e no seguinte pisar a linha do vómito (escusam de vir justificar a coisa com a ingestão de álcool porque essa hipótese nem se coloca)?

E os nomes? De que forma é que os nomes condicionam as pessoas em que nos vamos tornar? Conhecem alguma Kátia Vanessa que não tenha pinta de pêga? Uma Paula Andreia que não tenha um dente podre aqui e ali?
Já alguma vez pensaram se esta merda tem mesmo alguma coisa a ver com o tópico?

Ontem fui ver o filme "Cloverfield". Toda a gente anda a dizer maravilhas do filme mas, por sala, há sempre uns quantos grunhos e grunhas a achar que aquilo foi o maior desperdício de dinheiro das vidas deles.
Este filme é considerado um filme de terror. Quem acha que este género tem que ter obrigatoriamente litros de sangue derramado, que se desengane. Este filme foi feito para nos meter medo, daquele mesmo genuíno, bem superior ao que sentimos quando Manuela Moura Guedes começa a actuar nas galas da TVI.
Quem enjoa com facilidade por exemplo a ler num automóvel, vai querer seguir este meu conselho:
Este filme é feito para parecer amador, a câmara está constantemente a tremer. Para quem não sabe, quando os nossos olhitos vêem qualquer coisa a tremer e na verdade estamos parados, eles passam-se da marmita e querem que vomitemos...
ENJOEI QUE NEM UM CAVALO! Se enjoas com facilidade, toma um comprimido antes de ires ver o filme. Estive quase, quase a encharcar a fila da frente. Se querem ver o filme descansados, vão por mim.

O que é Cloverfield? Para mim Cloverfield é aquela Kátia que descobre que o namorado do tuning anda a comer "aquela vaca que anda sempre com as mamas de fora", aquela Albertina que discute ao milímetro quem é que chegou primeiro à fila da caixa do Lidl ou aquela pivot de informação que cada vez que boceja na via pública, engole duas carruagens da CP.

2008-01-23

Feira dos bebés

Diz que vai haver uma "Feira de Bebés" no Continente.

Eu vou aproveitar para atestar a arca congeladora.

2008-01-22

"A" frase da noite do "Prós e Contras"

Eu estou para lá de fodido com a temática "Lei do Tabaco". Não vou dizer que os fumadores são umas bestas. Não são só eles. A maior parte de nós somos cavalgaduras da pior espécie.
Com esta lei tocaram no nervo do fumador e lá vêm eles anunciar o Apocalipse! "Ai a nossa liberdadezinha!"

Eu aprendi quando era pequenino uma máxima pela qual aceitei reger a minha triste e deprimente vida. Para quem nunca a ouviu, passo a citar milhares de avós, pais e professores:

"A nossa liberdade termina onde começa a liberdade dos outros" (e acrescento) FODASSS!

Esclareçam-me: fui o único a aprender esta merda?

Acho incrível que se continue a usar como argumento a negação do que está mais que provado. O fumo depois de entrar nos pulmões não sai de lá com extracto de alecrim. Sai de lá com menos partículas mas não vai passar a fazer bem a quem o mamar passivamente.

Eu já senti os efeitos do fumo passivo e sei perfeitamente que, em poucas semanas de exposição, a minha capacidade física diminuiu.
Até José Sá Fernandes (fumador), o homem mais irritante à face da terra, concorda que é imperativo que se protejam os não-fumadores.


  • Revoltem-se contra os proprietários que não se prepararam os seus estabelecimentos para a entrada da lei em vigor. Apoio!
  • Revoltem-se contra o facto de o Aeroporto de Lisboa ter começado o ano sem ter essa zona concluida e pronta a entrar em funcionamento. Apoio!
  • Não me façam coito anal dizendo que o fumo passivo não mata.
Não interessa se mata ou não. Faz mal e isso está mais que provado.
Eu escolhi não fumar. Também escolhi não beber (porque não gosto do sabor e não por uma questão de ser saudávelzinho mete-nojo). Não quero que me obriguem nem a fazer a primeira nem a segunda.
Parem com a puta da mania da perseguição! Ninguém está contra o vosso direito a fumar. A lei está é a favor dos que fumavam sem o escolherem. Parem com a vitimização barata.
Durante 23 anos tive que apanhar fumo sem poder escolher, será que não podem aguentar uns meses a fumar na rua até que as zonas de fumadores estejam criadas e bem definidas? Serão assim tão camelos e egoístas?

Repito: "A nossa liberdade termina onde começa a liberdade dos outros."

Eu ando de mota todos os dias. Há por aí um blog de um motociclista que está constantemente a choramingar e a reivindicar direitos para quem anda de mota. Todos os comentários que lá fiz foram para contestar os pedidos ridículos que o seu autor fazia. Não é por me beneficiar a mim que eu acho que as coisas são correctas.
Ainda há por aí alguém com integridade moral?






Há uma senhora neste coro que foi fumadora passiva durante dezenas de anos. Conseguem ouvi-la cantar? Eu também não.

E como não resisto a um pouco de terrorismo, adivinhem lá com qual das duas preferiria copular (pensem na vossa vaidade meninas)?


"Eu quero comer tripas!" - frase dita por uma senhora no "Prós e Contras" que acha que o governo qualquer dia vai decidir o que é permitido comer, dentro dos parâmetros de uma alimentação saudável.

Vou repetir: O GOVERNO NÃO PROIBIU NINGUÉM DE FUMAR! DASSS!

2008-01-20

Afta

Estou para aqui com uma afta que é qualquer coisa de especial! Se isto fica um bocadinho maior, receio que possa cair lá para dentro.

Da última vez que sofri de semelhante maleita, resolvi o problema rebentando a maldita com uma metralhadora mas, desta vez, gostaria de resolver o problema de outra forma.
Rebentar uma afta com uma metralhadora, apesar de ser bastante eficaz, trás alguns contratempos. É garantido que a afta desaparece mas há que ter em conta que o mesmo sucede à mandíbula. Chateia um pouco ter que andar a mastigar alimentos usando a mão contra os dentes da maxila.

Assim sendo, alguém tem uma sugestão que não envolva a remoção do lábio inferior até porque isso faria com que perdesse o controlo da baba?

Agradeço a atenção.

2008-01-19

Tristinho

(Pelo menos vejam o que se passa aos 7 minutos e 40 segundos!)


Hoje acordei verdadeiramente triste.
Precisava de um abraço, de algo que me aconchegasse a alma.
Ponho-me a caminho de Lisboa, de mota, meio cabisbaixo.

Poucos minutos depois de arrancar, deparo-me com aquilo que acredito ter sido um actividade de chico-espertismo. Um moço conduzindo um automóvel coloca-se ao lado de uma carrinha celular quando a faixa era só para um veículo. A carrinha, que estava encostada à esquerda para facilitar a manobra, aguardava por uma oportunidade para entrar noutra estrada. Eu aguardava a oportunidade para ver um carro mal-tratado.
O chico-esperto (que por acaso até não tinha percebido que estava ali mal) é surpreendido quando vê que a carrinha ia para o mesmo lado que ele. Buzina mas já vai tarde. O outro condutor não o vê pelo espelho e só dá pelo mal depois de ter removido o para-choques frontal do outro pópó.

Moral da história:
- Quando Deus fecha uma porta, Ele pode estar a abrir a carroçaria de um inocente só para que te divirtas.

Há uns meses, coloquei aqui vários vídeos, alguns bem extensos, acerca de uma entrevista feita por Mário Crespo. Fiquei surpreso porque algumas pessoas os viram mesmo, do principio ao fim!
Será que o mesmo vai acontecer com este documentário? É longo mas, se lhe derem uma hipótese, conquistará a maior parte das pessoas nos primeiros 15 minutos.
  • Nunca passou na televisão
  • Não me parece que algum dia vá passar


(ou vejam só a segunda parte - 35:00)

Claro que o dia correu bem!
Venham daí mais parolos para rebentar chapa!

2008-01-17

Tu queres ver que ele reencarnou?

Ainda há esperança para todos aqueles senhores adeptos de politicas de extrema direita.
Há um novo líder há vossa espera. Ele vem da Alemanha (que é onde se fazem as máquinas a sério) e está muito zangado.



Sócrates, aprende com o menino. Tens que melhorar esse tom de voz.

2008-01-15

Sabeis o que sois? Uns cobardes!

Sim, tenho um badaró pintado na unha. Há azar?



COBARDES!
Amuei.

Oh Sic Notícias, já te acalmavas, não?

A Sic Noticias ganhou em 2007 um Shark Award na secção «Best News Promo».


Mereceram sim senhor. Está muito bonito e até acho que até tinham trabalhos melhores a passar no canal.

Posto isto a Sic Notícias entra numa espiral de promos ridículas.
Parece que a vontade de ganhar mais prémios ou de se afirmarem como muitá bons passou a ser uma prioridade.

Têm feito umas que tentam repetir o sucesso da que ganhou o prémio recorrendo a uma mutação da ideia de revelação. Para isso usam alguns temas realmente deprimentes e mais sérios, mas outros há que, por muito que eles se esforcem, nunca serão mais nobres que o tirar cotão do umbigo.
Acham que eles paravam por aqui? Nada disso.
A última, e para mim a gota de água, é a usada para promover as noites informativas da Sic Notícias. Nela figuram Mário Crespo (que muito admiro), Ana Lourenço e Pedro Mourinho.

Então não é que foram imitar (totalmente) a estética da promo do Dr. House?

Alguém me arranja o link da "imitação" que está a passar na Sic Notícias? Já agora ofereçam-me também um bastão cravejado de pregos para dar com ele no focinho do responsável pela auto-promoção.

2008-01-14

Se queres ser UAILDE tens que mostra o polegar


Quando fazia uma limpeza aos meus bolsos, deparo-me com este papel:



Não consegui processar logo a informação.
- "UAILDE"?

Sim, UAILDE é apenas uma forma atrasada mental de escrever "Wild". O site que suporta esta campanha tem todo o tipo de calão de um adolescente. Exemplo - "Tipo, klica aqui!"
Tanto os jovens que são o alvo deste tipo de publicidade como os criativos que produzem estas abordagens estão cada vez mais a pedir uma paulada na nuca. Não é preciso formar mais atrasados mentais. Já nos bastam aqueles que têm vocação e um talento natural para a coisa.

Quem quer ser "UAILDE" usa estes talões (de uma cadeia de fast-food).
Mas toda a gente sabe que quem quer ser verdadeiramente SELVAGEM, só tem uma hipótese que é enviar para o meu e-mail uma fotografia de um dos dedos grandes do pé (também conhecido por dedo-do-pé-grande).

Para que quero essas fotografias?
Talvez para fazer um catálogo pornográfico para fetichistas ou para outro fim qualquer que possa envolver a publicação neste blog.

Então? Estás à altura do desafio? Para quem não gosta dos seus pés (todas as meninas do mundo) podem enviar o polegar da mão.
Estou à espera. Vá, rápido!

2008-01-10

Olha o cabrão que tem a mania que defende o planeta...*

Não, não sou vegetariano.
Não defendo o abate animais ou o seu aprisionamento como forma de entretenimento mas, se é para alimentar o meu bandulho, vá de abater (dando uso se necessário a uma moto-serra) uma vaquinha ou um porquinho!

Ontem à noite ao abrir o meu frigorífico deparo-me com este fantástico produto:

-Patê de Pavo*? - pergunto eu para mim próprio.
De facto, a imagem por cima do titulo não deixa margem para dúvidas. Preparava-me para barrar tostas com aves-que-têm-uma-"voz"-irritante-e-uma-cauda-um-bocado-exibicionista.
Digo-vos que se nunca experimentaram não perdem rigorosamente nada. O pavão só serve mesmo para estar em jardins deprimentes. Não tem sabor nenhum.

Gosto muito de golfinhos. São mamíferos muito inteligentes e dóceis.
  1. Fatie bem o seu golfinho, tempere e leve a grelhar.
  2. Coloque a barbatana que ainda mexe em frente do grelhador (serve de abanico automático).
  3. Acompanhe com arroz de tomate.
  4. Chame as crianças para a refeição.
  5. Limpe os salpicos de sangue da cara.
  6. Devolva o resto da família ao mar.
  7. Aprecie o prato enquanto avia galhetas no puto.
Golfinho vivo e subnutrido - 5€/kg
Esta semana, na loja do chinês.

* Sim, já compreendi que só um parvo que fez uma tradução excessivamente à letra.

2008-01-08

Baixem-se porque vou começar a disparar

Eu juro que evitei tocar neste assunto mas, depois de ler e ouvir tanta porcaria... Vai ter mesmo que ser.

  • Eu não fumo.
  • A lei do tabaco NÃO é injusta.
  • O que eu acho que está mal é o facto de não haver nenhuns espaços para os fumadores, por exemplo, nos centros comerciais (em que têm que ir fumar para a rua). A culpa não é de quem legisla é de quem não quis, tendo muito tempo para o fazer, criar essas áreas.
Se deixássemos os pequenos cafés escolher se podem permitir o fumo, ou não, ficava tudo na mesma. Todos permitiam e quem não fuma continuava a sujeitar-se.
Está certo que posso decidir se quero ir a uma discoteca ou se quero não-fumar. Os que lá trabalham não podem decidir. Ainda assim, as minhas emissões de CO2 são NATURAIS, INEVITÁVEIS e não prejudicam ninguém. O que os cigarros emitem é NOCIVO tanto para o fumador activo como para o passivo (e não me venham cá dizer que faz muito bem e que tem aloé vera).

"Ai que sou discriminado e sou considerado um-cidadão-de-segunda-criminoso-e-sou-perseguido-e-é-uma-ditadura-socorro!"
Imaginemos que eu tenho um vício. Imaginemos esse vício é andar a ejacular indiscriminadamente para cima das pessoas. Todos concordamos que isso, desde que não ultrapasse as barreiras biológicas que a pele nos dá, não causa qualquer dano para a saúde da pessoa (há quem diga que até hidrata com o intuito de conseguir outras gratificações). Porque carga-de-água é que não me é permitido "matar" o meu vício à vontade? Porque ofende as pessoas? Porque é um atentado à vontade delas de não andar por aí com esperma no casaco? Humm... Mas fumar é fixe! Não ofende minimamente a saúde das pessoas (leia-se com uma puta de uma expressão irónica).

Uma das argumentações que mais tenho lido é a "os carros também poluem e não proibem a circulação dos mesmos". Ora aí está um argumento a roçar a merda. Porque é mentira? Nada disso. Concordo totalmente, mas não será estúpido apontar o dedo aos automóveis quando também usamos um e não queremos nem por nada abdicar do mesmo?

Será que sou o único animal com um pénis que atinge valores negativos que sente a consciência minimamente pesada quando:
  • Ando sozinho de carro?
  • Deito comida fora?
  • Gasto água em demasia?
  • Deixo luzes acesas em casa?
Cambada de egoístas! Isto não se aplica só aos fumadores. Quantos de vocês é que, se pudessem escolher, trocavam o vosso carro a gasolina ou a diesel por um a GPL, que é menos poluente e que NÃO pode entrar em estacionamentos subterrâneos?
Eu, assim que tiver dinheiro para isso vou fazê-lo. Vou ter muitos problemas de estacionamento mas vai mesmo ter que ser.

Mais uma mensagem de ódio para os fumadores (só para os porcos) e outros atiradores-de-lixo:
- Os vossos pópós têm uma coisa chamada cinzeiro. A janela não se chama "cinzeiro", chama-se "janela". Se estiverem num local sem recipientes para depositar o lixo que fazem (incluindo o fim do cigarrito) é a vossa obrigação guardar o produto da vossa actividade. O problema é de quem consome, não é do planeta.

P.S. (que não o é porque isto é editável e não é uma carta em papel) - Sim, eu sei. Estou a preocupantemente mete-nojo. Quem tiver coragem de dizer que há algum extremismo no que aqui escrevi que se chegue à frente.

P.S.2 (continuação da estupidez) - Não sou um santo, ando de mota por entre os carros. A maravilha deste risco/ilegalidade é que se estragar um carro o seguro paga e se me magoar as consequências são todas para mim. Se arrancar o braço a um fumador a culpa é dele. Se o fumo é assim tão bom mantenham-no no interior do automóvel.

2008-01-07

Porque os relojoeiros de rua têm tomates

Não gosto muito de fazer publicidade à papo-seco mas há que bater palminhas à De Conto do Oeiras Parque.

Hoje foi uma noite muito triste para mim.
Fui rejeitado três vezes.
Um homem não lida bem com a rejeição.
Um homem passa-se.

EU SÓ QUERIA MUDAR A PUTA DA PILHA DO RELÓGIO!

  1. Boutique dos relógios - Não mudamos pilhas a relógios digitais. Temos tido muitos problemas com eles.
  2. Colombus - Não mudamos pilhas a relógios digitais. Tem que ir a um relojoeiro de rua (porque aqui está muito quentinho e os relógios gostam mais de frio).
  3. Wanda
    Senhora - Não mudamos pilhas a relógios digitais. Tem que ir a um relojoeiro de rua.
    Piston - Mas eu assumo a responsabilidade! Só tem que o abrir para ver qual é a pilha e eu mudo-a.
    Senhora - Não estou autorizada a fazê-lo (I need a Level 5 clearance).
Quando já ia um bocadito lixado a caminho do estacionamento, passo pela De Conto. Entro e preparo-me para mais um pontapé.
Sou atendido por uma moça simpática. Pergunta-me se uso o relógio debaixo de água. Digo-lhe que às vezes uso, mas assumo a responsabilidade de qualquer problema que venha a ter com o relógio.
Não há cá mas nem meio mas. A rapariga deita mãos à obra e vá de sacar a pilha.
Saio de lá com o problema resolvido e com uma grande vontade de arrastar com o nome das outras relojoarias pela mais imunda pocilga (também conhecida por "boca de individuo apreciador de tuning").

Gostaria de perguntar aos proprietários dos estabelecimentos supra-citados se acham mesmo que trocar uma pilha é assim uma cirurgia tão complicada.
Será que os digitais precisam de anestesia?
Será que têm convulsões quando se desapertam os parafusos?
Não seria giro ensinarem as pessoas a executar este tipo de transplante que uma rapariga executou em 10 MINUTOS?

Quando precisarem de qualquer coisa que envolva relógios, passem na De Conto e digam que vão da parte do Piston. Não têm qualquer vantagem mas pelo menos fazem figura triste.

2008-01-05

Cavalona

Esta é uma expressão que, ainda que não tenha um significado bem definido, toda a gente sabe o que quer dizer. Contudo há de facto outros casos em que se pode aplicar esta mesma expressão a pessoas que, à partida, não têm os requisitos mínimos.

Será Britney Spears uma cavalona? Segundo o equivalente ao 24 horas na internet brasileira, sim.
Britney Spears já tomou droga dada a cavalos de corridas

Eu apoio totalmente esta opção de Britney. Há que manter a linha. Se isso implicar que passemos a ter impulsos estranhos como o cagar em movimento (por isso é que ela anda tantas vezes sem cuecas) ou a ingestão em grande escala de pastos, que assim seja. Antes uma Britney que dorme em pé e que tem que mudar as ferraduras na revisão dos 100km que uma Britney gorda.

Escrevi há algum tempo atrás que Sarah Jessica Parker, apesar de ser o "ai Jesus" de tudo quanto é fêmea, quer seja pelos sapatos que usava em o Sexo e a Cidade como pelo facto de papar gajos interessantes e por simbolizar a mulher equilibrada e emancipada, tem cara de cavalo.
Finalmente recebo o devido reconhecimento. Eu mereço!

Está para sair muito em breve um fantástico filme em que se dá conclusão à série supra-citada.
A nossa amiga que destrói fardos de palha como quem pisca um olho, está de volta e virá, sem duvida alguma, exibir tapa-cascos Manolo Blahnik (tive-que-ir-ver-ao-google-não-sou-assim-tão-bicha).



Se tens namorada e não queres ver o filme é capaz de estar na hora de acabares a relação.

2008-01-03

Flamingo - A beleza da maternidade

Foi neste local que hoje me transformei no primeiro flamingo andante.
Flamingo, porque ergui uma patita.
Andante, porque o fiz entre um e outro passo, parecendo um completo anormal.

10 minutos antes
Estava eu numa reunião relativamente informal, quando começo a sentir uns calores. Olhei para o chão. Verifico que o meu pénis encontrava-se adormecido, não tinha ido brincar para perto do aquecedor que estava naquela sala. O problema era outro. Os meus intestinos estavam a precisar de libertar alguma coisa. Visto que a reunião era bem curta, não quis interromper e fazer uso da casa-de-banho. Certamente que logo que me levantasse a pressão ia diminuir e a crise era sustentável até chegar a sanitário mais familiar.
Abandono o edifício e sinto que a situação está a acalmar.
Poucas dezenas de metros mais à frente, começo a sentir contracções.
O homem bomba estava activado. Será que iria conseguir cortar o fio a tempo?

A situação estava critica. Estava de 9 meses e não havia sala de partos por perto. Quer dizer... Passei por algumas, mas pensei:
- Tu aguentas. Não há necessidade de entrar disparado por um restaurante adentro. Vais ouvir bocas de merda da parte do proprietário e vais ter um dia miserável. É preferível que te borres em plena praça pública e que ouças, de qualquer das formas, bocas de merda.

E lá fui eu, todo contente (ou não), a contorcer-me, LITERALMENTE, rua abaixo chegando a levantar a patita, tal e qual um flamingo (juro), olhando para todas as entradas onde me pudesse sentar ou para restaurantes onde pudesse executar a minha missão prioritária. Consegui aguentar. Estava quase a chegar ao meu porto seguro subterrâneo (estacionamento do Martim Moniz).
Passo por umas quantas putas (às 12:30 ainda estavam em serviço) e, com a situação mais calma, respiro de alivio. Consegui chegar ao meu pópó. Se houvesse algum acidente, podia conter o crude dentro do meu veiculo. Isto se eu o conseguisse encontrar...

Não há tempo para mais procuras. As contracções retomam e em força. Procuro a casa-de-banho. A sanita sorri para mim. Eu sorrio para a sanita. O casaco, que até é grande, não sorri para mim. Tiro-o e em vez de o pousar no chão, completamente mijado, meto-o por cima do braço e dou inicio à actividade (usando a técnica de levitação).
O parto foi fácil. O feto nasceu de 10 meses e mesmo assim estava mal formado. Enquanto termino, sinto que estou a pressionar inadvertidamente os botões do telemóvel, que estava no bolso do casaco.
Dou por encerrada a sessão e agradeço à Bragaparques todo tempo que dedicaram aos vereadores da câmara municipal de Lisboa. Sem eles nada disto tinha sido possível.

Nota: O telemóvel estava bloqueado. Queriam que me humilhasse ainda mais? Queriam?