2007-11-20

Pais do nosso Portugal...

... há uma coisa que tem que acabar com urgência.

Imaginem o jovem Piston a sair de uma residência. Nos braços da dona da mesma, está um bebé, um bebé inocente e que o único mal que fez foi ter colaborado com a mãe ao sair de livre vontade do útero.

Eis que exclama a senhora, com uma vozinha inqualificável, "adeus Piston" enquanto pega na mãozinha da indefesa criatura obrigando-a a acenar.

Esta grande mente criminosa bem que me tentou fazer crer que uma criança tão pequena já sabia falar mas, em vão. A que se deve este tipo de comportamento? Será que a mamã
acha mesmo que está a expressar os sentimentos da criança? Será que acha que, em teoria, conseguiria pôr aquele pequeno ser a trabalhar se fosse a uma entrevista de emprego e usasse aquela artimanha?

Não reprovo o gesto, mas forçar o número do ventríloquo...
Se a pequena cria pudesse falar, pela expressão facial, o mais provável era que dissesse:
"Preciso de cagar. Preciso de cagar. Preciso de cagar. Preciso de cagar. Preciso de cagar."

Pais, vamos lá a usar as crianças como é recomendado e aconselhável.
As crianças devem ser mantidas em local fresco, seco, destrancado, sem vigilância e com um sedativo forte na corrente sanguínea.

18 comentários:

  1. «As crianças devem ser mantidas em local fresco, seco, destrancado, sem vigilância e com um sedativo forte na corrente sanguínea.»

    Ai que mau, Piston! :-)

    ResponderEliminar
  2. Então porquê? Não é o que têm escrito na etiqueta?

    ResponderEliminar
  3. Merda.
    Eu sabia que estava alguma coisa mal!
    O obstreta deve ter cortado a etiqueta quando cortou o cordão umbilical.

    ResponderEliminar
  4. Tens toda a razão. É como a bócósice de pôr fitas na careca das gaiatas!Não têm cabelo CANECO!
    PISTON RULES!

    ResponderEliminar
  5. Olha outro adepto da educação à bife...

    ResponderEliminar
  6. Flávio, há efeitos secundário quando se seguem estas instruções:

    - Aparecer na TV
    - Morte/desaparecimento da criança
    - Ficar com um urso permanentemente implantado na mão

    Maria, assim ficam mais atraentes e os pedófilos oferecem mais dinheiro por eles.

    Anónimo, vamos a isso.

    Teka, temos que seguir as novas tendências.

    ResponderEliminar
  7. Mesmo assim há mães que são melhores ventrílocas que o Zé Freixo e o seu Donaltim no Fátima.

    Tó do Samouco

    www.samoucoaorubro.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. Piston tens um rabinho que é um miminho

    ResponderEliminar
  9. Tó, mas nesses casos não há nenhuma linha de valor acrescentado envolvida na palhaçada.

    Anónimo, tenho sim senhor(a). Cabe cá uma mota e dois camiões.

    ResponderEliminar
  10. Deixo-te como quiseres! Até podes ficar em salmoura.

    ResponderEliminar
  11. A minha palmeira é muito porreira, eu sei.
    Mas no meu deserto tu foste o oásis que achei.
    Tu ficas louquinha quando tiro a casca à banana.
    Ficas tão tontinha que a tua cauda abana.

    Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti. (de banana!)
    Escondi um cacho debaixo da cama e comi, comi. (de banana!)
    Minha macaca gira e bacana, o teu focinho é que não me engana.
    Pois se a macaca gosta de banana tu gostas de mim.
    Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti.

    Instrumental (com assobio)

    Um orangotango transformou um Tango num Rock.
    É a nova moda que põe Portugal em amok.
    Quem foi ao ataque foi o chimpazé e o saguini.
    Minha macaquinha, estão apanhadinhos por ti.

    Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti. (de banana!)
    Escondi um cacho debaixo da cama e comi, comi. (de banana!)
    Minha macaca gira e bacana, o teu focinho é que não me engana.
    Pois se a macaca gosta de banana tu gostas de mim.
    Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti.

    Instrumental (com assobio):

    A minha palmeira é muito porreira, eu sei.
    Mas no meu deserto tu foste o oásis que achei.
    Tu ficas louquinha quando tiro a casca à banana.
    Ficas tão tontinha que a tua cauda abana.

    Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti. (de banana!)
    Escondi um cacho debaixo da cama e comi, comi. (de banana!)
    Minha macaca gira e bacana, o teu focinho é que não me engana.
    Pois se a macaca gosta de banana tu gostas de mim.
    Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti.

    ResponderEliminar
  12. "Minha macaca gira e bacana" isto está mal é mais "gorila fedorento e ranhoso como tudo"

    ResponderEliminar
  13. Pois, ms infelizmente muitos pais por esse mundo fora usam os filhos como se fossem uns fantoches...

    Depois queixam-se quando os filhos crescem e lhes dão um valente pontapé na virilha...

    beijos insanos

    ResponderEliminar
  14. Isso vem apenas comprovar a minha teoria de que, na presença de animais ou crianças, a grande maioria das pessoas é possuída pelo espírito do Fernando Pereira, que as obriga a imitar vozes de gente com perturbações mentais...

    ResponderEliminar
  15. Maria Strüder, aquela maturidade...

    Gaja Boa 1, deixa-os lá brincar à vontade. Chegará o dia em que vão brincar apenas com a dentadura.

    Mak, é fofinho, só isso.

    ResponderEliminar