2007-11-29

Crostas

Confesso: sou um esgravatador de crostas.

Não sei explicar o que me passa pela cabeça quando tomo a decisão de não permitir que a crosta siga o seu curso sem ser incomodada. A crosta tem o direito à vida!

Eu tenho um grande apreço pelas crostas deste nosso Portugal. Elas permitem que, entre outras coisas, não sangremos até morte o que por si só é algo com relativa importância.
A crosta tem um temperamento um bocado lixado. Agarra-se à ferida com tal ganância que normalmente só sai depois de ser desmembrada.

A crosta, enquanto matéria prima para a industria têxtil, foi um fracasso. Apesar disso, desejo ardentemente possuir um casaco de crostas. Estou certo de que seria quentinho e impermeável, ideal para o Inverno.

2007-11-20

Pais do nosso Portugal...

... há uma coisa que tem que acabar com urgência.

Imaginem o jovem Piston a sair de uma residência. Nos braços da dona da mesma, está um bebé, um bebé inocente e que o único mal que fez foi ter colaborado com a mãe ao sair de livre vontade do útero.

Eis que exclama a senhora, com uma vozinha inqualificável, "adeus Piston" enquanto pega na mãozinha da indefesa criatura obrigando-a a acenar.

Esta grande mente criminosa bem que me tentou fazer crer que uma criança tão pequena já sabia falar mas, em vão. A que se deve este tipo de comportamento? Será que a mamã
acha mesmo que está a expressar os sentimentos da criança? Será que acha que, em teoria, conseguiria pôr aquele pequeno ser a trabalhar se fosse a uma entrevista de emprego e usasse aquela artimanha?

Não reprovo o gesto, mas forçar o número do ventríloquo...
Se a pequena cria pudesse falar, pela expressão facial, o mais provável era que dissesse:
"Preciso de cagar. Preciso de cagar. Preciso de cagar. Preciso de cagar. Preciso de cagar."

Pais, vamos lá a usar as crianças como é recomendado e aconselhável.
As crianças devem ser mantidas em local fresco, seco, destrancado, sem vigilância e com um sedativo forte na corrente sanguínea.

2007-11-18

Vanessa

Homens desesperados deste nosso Portugal:

  • Não sabem o que fazer para conquistar aquela rapariga especial?
  • Não sabem como levar aquela rameira que tem a mania que é romântica para a cama?
  • Não sabem o que oferecer à vossa namorada no dia em que se comemora o nascimento da vossa relação?

Vieram ao blog certo!
Ofereçam-lhes uma bonita embalagem de saborosos chocolates "Vanessa"!
Sim! "VANESSA"!


Aposto que aquela pessoa que muito significa para vós não vai resistir. A moça vai correr de imediato para a casa de banho para VOMITAR!

Não, não me refiro ao paladar da coisa. Nunca os provei nem o vou fazer.
Vanessa? Mas que alminha é que se lembrou de dar um nome destes a um "produto fabricado na U.E."?
Sim, este fantástico docinho é feito pelos mesmo senhores que fabricaram uma pequena maravilha conhecida entre todos nós como "Lasanha do Lidl".
Acertaram! Isto é do Lidl! Vocês são mesmo perspicazes!

Será que se pode tecer a teia do amor usando como recurso uma garrafinha de vinho verde "Kátia"?

2007-11-13

Encenações

Como eu gosto de programas/reportagens em que se vende ficção por realidade.
Como eu gosto da forma tão natural como as pessoas são "surpreendidas" quando lhes aparece uma câmara à porta (quando já está outra a filmá-las dentro de casa).

Gosto tanto disto como de limpar as unhas com uma faca eléctrica!
É possível documentar a realidade de forma mais ridícula? Claro que é!
Acho profundamente enternecedora a forma como pessoas que não se podem ver à frente, que estão para lá de lixadas uma com a outra, se submetem a bonitas encenações para ilustrar o problema que as separa.


Ok. Este não é o melhor exemplo. Tirando a parte em que ela finge grande repulsa no sofá de casa, a coisa até que não corre muito mal.
É claro que escolhi este vídeo por outras razões.
Este Senhor (há que ter respeito por uma mente destas) faz duas coisas importantes por todos os homens do mundo.
Qual rasgar as roupas à companheira, qual quê? Bom, bom é que ela as tire de forma inconsciente! Vá de ligar o ar condicionado e pôr o quarto quentinho para que ela se dispa durante o sono. Bonito truque.
O segundo avanço importante é o uso da manobra mais velha usada pelas mulheres para agarrarem o macho: engravidar.
- Ai eu tomo a pílula, eu tomo a pílula! - afinal até não tomava e conseguiu agarrar o seu mais que tudo que anda metido com mais 10 pela rua.
Este Senhor consegue inverter a manobra. Simula uma vasectomia e vá de agarrar a esposa com filhos. Isto é que é!
- Ai eu mandei cortar os canos, eu mandei cortar os canos! - lá vem um puto salvar a situação.

O vídeo que se segue já ilustra um pouco melhor o que me faz espumar da boca.


Há exemplos melhores mas não os encontro no youtube.

Um dos programas em que a encenação se está a tornar patética, é o "Querido mudei a casa" (gajos, aguentem-se que brevemente faço um post badalhoco só para vocês).
É ver uma data de gajos das obras, parolos (estes são mesmo), a fazer piadolas e a dar palpites sobre decoração (coisa de macho de barba rija).
Depois é vê-los a trabalhar, a fazer poses de meter nojo aos cães. E a forma naturalíssima como eles evidenciam os produtos aos quais querem fazer publicidade? Um mimo! Aquilo está tão viciado e encenado que nem se vêem os senhores a olhar para os rabos e decotes das senhoras.

Nota - Vi, depois de começar a escrever isto, num noticiário, uma senhora nos protestos contra a REN a ser filmada, de cima para baixo, muito estática e sorridente a tocar um sino. O cancro é uma coisa muito engraçada...
IRRITA, IRRITA, IRRITA!

Nota 2 - Ando a ver muitos programas de gaja? Claro que sim! Uns porque são interessantes e outros porque de tão ridículos tornam-se cómicos...
Aquela de as querer conhecer melhor e de fingir que sou sensível pega melhor? Não? Ok, sou mesmo um grande panasca.

Deveras interessante

Não é que nas "Tardes da Júlia" se fala neste momento de higiene intima?
Estou encantado.

2007-11-12

2007-11-11

Manhosos!

Então não é que as gentes DO Lidl estão a apelar ao feminismo para vender aspiradores?
Não é que colocam um menino agarrado à máquina, qual dona de casa dedicada?
Olhem só para o sorriso que ele tem. Até dá gosto ensacar ácaros!


É justo. Nós também aspiramos, lavamos, engomamos e até pintamos as unhas com verniz vermelho-puta. Já era tempo de nos ilustrarem tal e qual como somos:
Donos de casa independentes!

Temos que concordar todos, homens e mulheres que, este tipo de produtos não são habitualmente relacionados com homens. O uso de um moço para publicitar este produto tem marosca.

Abrindo o fantástico jornal publicitário encontramos o seguinte esclarecimento:




- Ah pois é! Queriam o homem a fazer as tarefas de casa? Queriam? Tudo bem. Ele vai usar um aspirador todo bonito e tu, pobre fêmea, vais usar uma vassoura eléctrica! Vá, não te queixes. Bem sei que é só uma vassoura, mas é uma vassoura que vai tornar o varrer numa actividade estimulante e extremamente divertida!

A discriminação continua! Revoltem-se! Não permitam que o Lidl faça pouco de vocês! As mulheres merecem mais! Onde está a esfregona com mp3 que é esperada há anos?

Manhosos!

2007-11-05

I.S.N. - vamos lá a seguir as novas tendências.

Agora que todo o mundo já sabe de onde veio o nome deste blog, está devidamente justificada a chamada de atenção que vou fazer ao Instituto de Socorros a Náufragos.

Estimados e amorosos senhores da Marinha:
Está na hora de modernizar os homens e mulheres que patrulham as nossas praias.
Está na hora de oferecer a esta gente os meios necessários para enfrentarem os selvagens que são os banhistas portugueses.
Está na hora de agir.



Acho que todos concordamos que a metralhadora é algo de essencial, não só para dissuadir banhistas de entrar na água quando a bandeira vermelha está hasteada, como também para prevenir a entrada de gordas na praia.
Chocados? Não acham que se devia proibir o acesso a todo o ser com capacidade de esconder um televisor nas pregas de pele/gordura e que tenha sequer a ideia de usar biquíni (especialmente se for homem)?
Não acham razoável decepar um membro com uma rajada de metralhadora a um individuo que se prepare para morrer afogado por desrespeitar a sinalização e as orientações dadas pelos nadadores salvadores?

À parte de todas estas trivialidades, o que mais me impressiona são as novas tendências no que toca a fatos de banho.
Acho que qualquer nadador salvador, viril como se quer, sonha com o dia em que poderá ter tomates puxados até ao umbigo.
Nada é mais agradável que aquela sensação de bolas esmagadas enquanto se corre para o mar.
Nada ultrapassa o prazer de poder bronzear os glúteos de forma totalmente livre.

Novos fatos de banho do I.S.N. - aprovado pelas melhores nadadoras-salvadoras-que-saem-ao-pai-da-série-baywatch.