2007-10-27

E eu?



E eu? Eu consigo!
Aquela porra não é titânio!
Claro que eles podiam ser um pouco mais fieis no que toca ao uso das palavras. Podiam dizer "abertura fácil recorrendo a facadas, marteladas, boca do gato, quedas de elevada altitude".
Eu, pela parte que me toca, tenho uma técnica muito avançada que me garante a abertura de uma embalagem de CD em 5 segundos. Envolve incisivos, técnica de serrote e alguma saliva.

Ali na zona do Restelo acho que também se consegue o mesmo efeito apenas com o uso de uma nota.

10 comentários:

  1. Eu já nem tento usar apenas os dedos... recorro logo à faca afiada!

    Aquilo que lhe aconteceu com o leite, acontece-me montes de vezes... e fico irritada como o catano!

    ResponderEliminar
  2. Essa da nota teve piada! Mas a gaja diz: "se for para serrar é mais caro".

    ResponderEliminar
  3. Ainda não consegui ver o raio do video... :-S

    ResponderEliminar
  4. Ehehe. :-) Há uns tempos vi um cartoon em que o inventor desses plásticos para fechar CDs, condenado ao Inferno, tinha como eterno castigo ir abrindo CDs.

    ResponderEliminar
  5. Abertura fácil? Só mesmo para quem a inventou. Ah, e eu já vi o Piston a usar a sua técnica de abertura de CD's. É coisa para ficar indisposta...

    ResponderEliminar
  6. Tenho um método mais simples.

    "Jove, abre aí, que tens unhas"

    ResponderEliminar
  7. pisto pisto!! vai participar no meu blog, pf**

    ResponderEliminar
  8. Acabei de me ver numa situação dessas. com um daqueles DVD's do Expresso. Horrível. Nem com tesoura.

    ResponderEliminar
  9. Minerva, temos que ir ao neurologista, não?

    White, isso é coisa para doer um bocadinho.

    Alexandra, estás a ver aquele botão com um triângulo de lado? É o "Play". Experimenta carregar nele.

    Alexandra, és esquizofrénica há muitos anos?

    Jaime, com tanto estrume para papar... Acho que Lúcifer anda a precisar de assessoria penitenciária.

    Pink, beba uma águinha com gás...

    Rafeiro, eu dei férias ao meu vietnamita de bolso.

    Mary, a que se deve tanto desespero?

    João, pede ajuda ao Borat.

    ResponderEliminar