2007-09-05

3 - A última vez que borrei as cuecas

Continuando com isto, venho proporcionar-vos mais um momento de divertimento em torno da minha auto-humilhação.

Acho que neste caso podem fazer uso da vossa imaginação para completar com sucesso o nojento episódio de que fui vitima.

Palavras-chave:
  • Liquidez fecal
  • 5 quilómetros de casa
  • Zona sem instalações sanitárias
  • 13 anos
  • Aguentar (ou pensar que aguenta)
  • Meio de transporte: bicicleta
  • Pernas abaixo
  • Retorno ao domicilio
E vocês? Como foi a vossa última borradela numa peça de roupa intima?


E agora para algo completamente diferente!
Visto que o último post reuniu consenso, o que têm a dizer acerca disto? Será que o civismo só se aplica de vez em quando (ou quando nos convém)?

8 comentários:

  1. Borrar não digo, mas esteve quase, quase. Foi no último jogo europeu do Benfica, na Dinamarca... mas nem foi pela emoção do jogo, foi mesmo pela qualidade do mesmo.

    ResponderEliminar
  2. 1 - melancia

    2 - conferencia

    3 - apresentação

    4 - primeira

    ResponderEliminar
  3. Corria o Natal de 2006 (e não foi a única coisa a correr), quando fui visitado pelo espírito de 3 intoxicações alimentares materializadas numa só poderosíssima.

    Segundo o photo finish, consegui chegar eu primeiro aos lavabos, mas foi uma coisa discutida ao milímetro...

    ResponderEliminar
  4. Ainda este ano apanhei uma intoxicação alimentar, pelo que entre as 3h e as 6h da manhã desse dia parecia o Obikwelu nas várias vezes que fiz o trajecto quarto-wc. Felizmente, nunca lá cheguei atrasado.

    ResponderEliminar
  5. Não me recordo, mas posso partilhar a minha mais recente história de vomitanço, posso?

    Ok, o cenário: estava a trabalhar na província, e comia sempre fora e pernoitava lá numa residencial (sítio bom, 3 estrelas e tudo, muito agradável).

    Certa noite, após ter passado o dia muito mal-disposto, vou para o quarto sem sequer comer. Consumi 4 garrafas de Pedras salgadas nesa noite, mas de nada valeu. Vomitei 7 vezes.

    De duas delas, não consegui fazer o trajecto de MENOS de dois metros entre a minha cama e a casa-de-banho.

    Na manhã seguinte, decido zarpar de volta para Lisboa. Como a vontade de vomitar ainda era um bocadinho para o grande, fui à cão e apanharam-me em excesso de velocidade na CREL. Eu, que só pensava em chegar a casa o mais rápido possível ainda tive que aguentar 15 extra-minutos a concentrar-me para não vomitar nas lindas botas do Sr. Agente que me passava a multa (e que lento era o raio do senhor, uma simpatia, mas leeeento).

    Resultado final: 5 na casa-de-banho, 2 na manta. Chegado a casa, pego na receita e vou á farmácia e dois Cinet para dentro (domperidona) ali mesmo. Fiquei sem comer fosse o que fosse durante quase 48 horas.

    ResponderEliminar
  6. Rafeiro, isso não conta.

    Malandreca, tem a amabilidade de elaborar melhor?

    Mak, há que usar um cinto mais apertado. Não queremos que voltes a ganhar.

    Inútil, se não é nas cuecas, não conta também.

    Head, com isso e com uma queimadura química na cornea, mereces uma estátua.

    ResponderEliminar
  7. Diarreia... pernas abaixo... 13anos... isso foi quando mês passado?

    ResponderEliminar