2007-08-28

1 - Algaliação Jovem

Agradeço a todos os que votaram no post do desafio.
Devo desde já manifestar o meu desagrado pelo facto de ninguém ter votado na primeira opção.

Como eu nunca disse que isto era uma democracia, vou responder ao que me apetecer.

1 - Algaliação jovem - vantagens e contra-indicações.
Recentemente iniciei-me nas lides cirúrgicas. Não, não comecei a fazer lipoaspirações caseiras. O meu papel foi como paciente e não como carniceiro.
O engraçado nesta minha divertida e agradável experiência, foram as breves horas de pós-operatório no hospital.
Nunca ninguém me tinha alertado para o facto de perdermos total direito ao uso da nossa pila enquanto estivermos numa enfermaria.

Após a cirurgia, deitado na caminha, informam-me que, se quiser fazer uma urinadela, tenho ali um urinol à disposição (uma coisa impermeável em cartão). Até aqui tudo bem. Não será o mais confortável do mundo mas, para quem já verteu águas do alto de uma árvore, isto é facilmente exequível.
Há vontade? Claro que há! Há urina na bexiga? Consigo senti-la. Há alguma coisa a sair? Zero!
Pois é. Muitas horitas passaram até que percebi que tinha de tomar uma decisão.
Ou deixava a bexiga rebentar e mijava tudo num raio de 15 metros (o quarto todo) ou chamava a dona enfermeira e sujeitava-me às suas técnicas impuras.

Chegou o fatídico momento em que tive que tocar na campainha. Estava a segundos de enfrentar A ALGÁLIA (também conhecida por "argália") ASSASSINA!

Tensão erótica? Reflexão acerca de ter uma mulher a mexer no meu pénis? Nada! Nesta altura a "tartaruga" estava com medo e bem encolhida.
A senhora enfermeira chega, kit na bandeja, vamos a isto! Mete as luvas, desinfecta a área e anestesia o "bicho". Como é que se anestesia o bicho? Com uma seringa (felizmente sem agulha), injectando um liquido bem frio pela uretra a dentro. A sensação é tão agradável como a de aspirar água pelo nariz.
E cá vai visto! Tubo por aí a dentro!
Posso dizer-vos, sem sombra de dúvidas, que o trauma só dura breves segundos. A sensação de bexiga a esvaziar é, como de resto bem sabem, tão agradável como ouvir o chilrear dos passarinhos/abater a Júlia Pinheiro (técnica usada nas focas bebés). Comecei o meu merecido sono.

Acham que daqui para diante a minha estadia foi um mar de rosas? Não se levantem já. Leiam mais um pouco...
Sabem que, quando um macho acorda, todas as partes do seu corpo fazem o mesmo (referência oculta à erecção matinal)... Sabem que o corpo humano não foi feito para ter tubos lá dentro...
Com a mestria de um domador de leões (e com o recurso a imagens mentais de velhas enrugadas) consegui pôr termo a uma rebelião que se adivinhava dolorosa.

A remoção do dispositivo - pior que a entrada, só mesmo a retirada do "tubo do mijo". Equivale sem dúvida à passagem de carruagens de metro por dentro de um cano de água.

Até me terem dado alta, estimo que tenha mostrado a pila a cerca de 7 pessoas (de forma totalmente passiva).

Vantagens - Vazar a bexiga é fixe.
Desvantagens - Acho que já fui gráfico quanto baste...

9 comentários:

  1. Eu sabia, eu sabia!!! Eu sabia que não devia ter lido isto! Yuck!!!`
    Papoila papoila, para a próxima já sabes... Votaste no 3 não votaste??? Quem te mandou ler esta descrição do inferno, hum????
    É bem feita!
    Brrrr....

    ResponderEliminar
  2. Ahahahaha!

    Devias ter posto este post na secção dos posts engraçadinhos!

    O sonho de muitos homens em ter uma enfermeira a "tratar deles" e tu cospes em cima... Tssss, tssss...

    ResponderEliminar
  3. Ahahahahah! As coisas pelas quais um homem tem de passar. O que interessa é que o material continue a funcionar!! :-D

    ResponderEliminar
  4. Agora já sabes o que toca às gajas quando resolvem ter pichaltos. Como diziam num filme, é como tentar espremer uma melancia por um buraco do tamanho de um limão :)

    ResponderEliminar
  5. Gostei desta. Mas continuo a querer pormenores da 3!

    ResponderEliminar
  6. lollllllllll
    Que bela descrição. Cada um tem o que merece ahaahhah. E agora que estamos todos a pensar natua pila, vou então ler outros blogs a ver se tiro a imagem da cabeça...

    ResponderEliminar
  7. Papoila, metes-te em trabalhos...

    Alexandra, a tratar (não a enfiar tubos pela uretra a dentro)!

    Kitty, pelo que sei continua a funcionar. Reutilizam aqueles tubos como palhinhas, no Mc Donelds (não vão eles processar-me).

    Malandreca, o vosso equipamento está feito para dilatar, o nosso não.

    Pink, seja paciente...

    Leide, não pense na minha pila. Há livros do Tio Patinhas mais excitantes.

    ResponderEliminar
  8. bom dia... como eu sei que gosta de ter as coisas bem arranjadinhas... os passarinhos (e os passarões) produzem uma chinfrineira que se chama chilrear...

    agora vouver o resto dos posts

    ResponderEliminar
  9. Teka, obrigado.
    Este foi forte e ninguém deu conta.
    A falta do "l" foi esquecimento e o resto pura ignorância.

    ResponderEliminar