2007-04-19

Eu queria ser um choco

Se não fosse um rato gostava de ser um choco. A vida de um choco deve ser muito fácil.
Sempre que algo me desagradasse...

Imaginem um choco no Lidl do Atlântico. Estala uma discussão quando abre uma caixa e as pessoas não mudam para a mesma por ordem de chegada.
- Seu granda filho da Lula! Não respeitam ninguém. Eu estava primeiro! Vá para o fim da rocha!
Eu, como quem não quer a coisa, pegava na cabeça dos dois, mandava-as uma contra a outra, largava um jacto de tinta e seguia feliz e contente para casa.

Saída para um café com uma choca, extremamente atraente, que venho a reconhecer como sendo um marco na burrice dos cefalópodes, a quem eu digo.
- O problema não sou eu, és TU!
Tinta nela e fuga rápida (sem esquecer de pagar a conta, cobarde mas cidadão cumpridor).

Imaginem só a vida que não teriam os árbitros num estádio de futebol aquático.

16 comentários:

  1. É incrivel!
    Onde vais tu buscar estas ideias estúpidas lol acordas de manhã e pensas "ah e tal vou escrever sobre se fosse um choco"... deprimente!

    ResponderEliminar
  2. Arriscavas-te a que eu te comesse grelhadinho com uma batatas cozidas e molho de manteiga...

    ResponderEliminar
  3. concordo com a maria strüder, donde raio vais tu buscar estas ideias que so lembram mesmo a ti??' chocos?? ainda se fosses um salmaosinho grelhado isso é que era... o prazer que iria ter ao devorar o salmaozinho hehehehe

    ResponderEliminar
  4. Olá. Choco? Pq não polvo? Mais tinta e tentáculos também... Ou tens problemas com a máfia?

    ResponderEliminar
  5. Calma jovens, calma!
    Essas promessas de me assarem, grelharem, etc, não passam disso mesmo.

    Quero desde já felicitar o primeiro comentário feito por uma marca de electrodomésticos.

    Não tenho problemas com a máfia, apenas acho que o choco é muito mais atraente.

    ResponderEliminar
  6. Devias ficar feliz tanta mulher a dizer que te comia e tal :p

    ResponderEliminar
  7. Se continuas a escrever assim, qualquer dia estás a escrever canções para o André Sardet...

    Eu gostava de ser choco,
    Daqueles com muita tinta.
    Navegar pelo mar e embrulhar-me à finta...

    Qual comia o choco, qual quê! Se ainda fosse um ensopado de borrego...

    Acho que davas mais para borrego...

    ResponderEliminar
  8. ai...
    olha eu ca comia te, com ou sem tinta e com batatinhas

    ResponderEliminar
  9. Alexandra, devo relembrar-te (https://www2.blogger.com/comment.g?blogID=33619355&postID=3851336813044786355)?
    Sou borrego por afinidade.

    Xana, certamente serás canibal (não fazes ideia se deste lado está um trambolho).

    ResponderEliminar
  10. Eu lembro-me.

    Sempre que quero fazer uma letra pirosa, recorro àqueles acordes.

    ResponderEliminar
  11. E cada vez que encontro posts estranhos... leio um do genero e vejo que afinal não. Os anteriores não eram assim tão estranhos.

    ResponderEliminar
  12. Olha e eu gostava de ser um gambuzino! Mas daqueles amarelos e com três olhos!!!

    ResponderEliminar
  13. Realmente bébé onde vais tu buscar essas ideias tão deprimentes?? Gostavas de ser choco?? Se fosse porvo até entendia. Mas choco...:-D

    ResponderEliminar