2007-03-23

Portugal Vs Bélgica

Antes mais gostaria de dizer que odeio futebol. Gosto do desporto, de jogar (não que seja grande jogador) e de ver alguns jogos, mas:
  • Odeio as mulheres deslambidas dos jogadores.
  • Odeio o pessoal que diz "até eu marcava aquela". Vão lá para o meio do campo, para o centro das atenções de 30.000 pessoas e tentem fazer amor com a vossa mais que tudo... Aposto que se vai encolher como uma tartaruga assustada.
  • Odeio o pessoal "cego" que é capaz de ver, numa repetição, com toda a clareza, uma patada de um jogador da sua equipa num outro gajo, e que não é capaz de admitir que é falta.
  • Odeio os comentadores de televisivos que deviam ser mais civilizados e que parecem um grupo de putos a mandar pedradas a um gato.
  • Odeio a irracionalidade que anda à volta disto tudo.
  • Acho lindo (bota ironia nisto) que os membros das claques que são de extrema direita, odeiem pretos e que ao mesmo tempo os aplaudam quando eles marcam golo pela sua equipa.
  • Tenho sérios problemas com tudo o que é irracional e ilógico.
Há alguma lógica secreta por detrás da transformação de um cidadão responsável em grunho abestalhado? É que, se ainda não repararam, é isso que se passa nos estádios. Compreendo que funcione como escape. Compreendo que dizer que a Mãezinha do árbitro é puta seja motivo para ficar com um sorriso na cara. Compreendo que para membros de claques, andar à porrada seja orgasmo garantido. O que me causa alguma perplexidade é que um Pai fique todo babado quando o filho de 5 anos diz "filha-da-puta" (como já assisti) para o árbitro. Tá certo que um puto de 5 anos já tem idade para saber onde fica um clitóris, mas daí a fazer o orgulho do Papá porque já fez a cadeira "Introdução à caralhada I" ainda vai uma grande distância!

Isto tudo para dizer que no Sábado vou estar a trabalhar neste jogo. Eu até pensava que ia ser um passeio no parque. Jogos de selecção são geralmente pacíficos (pelo menos os do Euro 2004 foram), não há tugas contra tugas (que é a pior coisa do Mundo), não há dirigentes peixeiros, há organismos internacionais a dirigir as "tropas" (Aleluia!)...

Ai o Jorge quer um joginho fácil, sem chatices (ai se não Picas não me corrige...), ora toma lá disto!
Já não bastava que se andasse por aí a espalhar a ideia de que os belgas iam serrar a perna do Cristiano Ronaldo (rei da chungaria, entenda-se, modelo estético para qualquer quando-for-grande-quero-ser-jogador), agora vêm cá arrear nos jornalistas portugueses (diga-se que a maior parte merece mas por outras razões).
Lá se foi o meu descanso.

Isto é que está aqui uma porra!
Actualização - Ouvi agora mesmo na RTP um jornalista a comentar o pirilau que um jogador belga fez dentro do autocarro (com a mão), da seguinte forma "... em jeito de meninos cobardes...". Este é ou não é um jornalista de merda ao melhor estilo de Manuela Moura Guedes? É suposto eles expressarem qualquer tipo de juízo?

18 comentários:

  1. Futebol não me interessa minimamente, aliás não tenho uma opinião muito boa acerca destes falsos nacionalistas que surgem em épocas de euro ou mundial de futebol, durante o resto do ano Portugal é isto e aquilo e nem sabem quem é o Presidente da República.
    Tristes.

    ResponderEliminar
  2. Tristes não. Bestas apenas com memória a curto-prazo.

    Não digas isso. As pessoas é que são!

    ResponderEliminar
  3. Aleluia alguém escreve um post de jeito sobre futebol! :-D
    Assino por baixo! :-D

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  5. " Anônimo disse...

    vão a:
    http://querias-publicidade-ao-teu-blog-bem-que-lixei.blogspot.com/
    O blog melhor de sempre!!! E comentem!!!
    "

    Só por ser publicidade descarada e sem qualquer conteúdo extra, apaguei o comentário anterior.
    Anónimo, volta sempre e trás uma corda para te enforcares.

    ResponderEliminar
  6. Jorginho!!! Chatices com "C" não com "ss" mas está perdoado, que o menino é boa gente e faz-me rir como o caraças... Ou será carassas? ;)

    ResponderEliminar
  7. Ainda ninguém tinha dado conta. Uma vergonha (para eles)!
    E não é que já tinha dado essa patada anteriormente?
    Vou já corrigir (estou corado até aos pés).
    Obrigado.

    ResponderEliminar
  8. BOA Jorge!
    Bom post!
    Não ligo pevide ao futebol, (nem percebo nadinha), mas segui esta confusão do jogo com a Bélgica e estou 100% de acordo com as tuas palavras. Os jornalistas empolam as noticias ou distorcem-nas ou fazem a noticia - o que é pior - e só dá asneirada...

    ResponderEliminar
  9. Eu deixei de ver noticiários porque não tenho qualquer paciência para esta classe manipuladora. Contento-me com os jornais nacionais e internacionais. Só alguns!

    Mas gosto de futebol. O desporto em si, esclareça-se.

    ResponderEliminar
  10. Maria, eu nem sei o nome de todos os jogadores do plantel da minha equipa...
    Gosto muito dos jogos da selecção. Com esses vibro à brava.

    O que eu acho que está mal no futebol são os tugas. Trabalhei muito no Euro
    2004 e sei muito bem a diferença de educação entre um inglês (hooligans à parte) e um tuga. O tuga que paga um bilhete pensa que tem direito a tudo ("SOU EU QUE VOS TOU A PAGAR PARA TRABALHAR!") o inglês compreende que há que ter respeito pelas normas e pelas leis. Eles não sabem o que quer dizer a expressão "podia dar um jeitinho". Isto falando apenas nos adeptos que vão aos estádios.

    Alexandra, a tua classe também está mal cotada, e não é pouco! Mas odeio-te um bocadinho menos. Gasto 80% das pedras nos jornalistas.

    Senhora das águas (Luso?), desde que há excesso de amor na TVI, decidi adoptar o ódio como conforto para o meu pseudo-coração.

    ResponderEliminar
  11. A minha classe está mal cotada devido aos filmes americanos e não às suas acções. O que se passa por cá e o nosso código deontológico são muito diferentes.

    Já os jornalistas...

    ResponderEliminar
  12. Se quisesse pertencer a uma classe não odiada, ia para arrumadora.

    ResponderEliminar
  13. Como leitora do blog protesto contra o facto desta porra de post já estar aqui há bué!
    Que chatice chegar cá e ver sempre o mesmo!

    ResponderEliminar