2007-02-01

Moças ajumentadas - Actualizado

Não há nada pior que sair com uma moça burra (até há mas não quero falar agora da experiência que tive quando fui injustamente detido por prática de zoofilia em público).
Por muito alarocada que seja a sua cara, firme e de formas mais arredondadas seja o seu corpo, não há cu que aguente. É que não há ponta por onde se possa pegar. Fala-se de quê? De quê? Do tempo? Do local onde estamos? Do processo de síntese de aminoácidos (alto lá porque ela encalha logo na segunda palavra)?
Mesmo que ela seja o mais mais flexível que uma contorcionista chinesa e prometa executar manobras suficientemente impressionantes para fazer corar o Zezé Camarinha, não vale o sacrificio de 10 minutos de convívio num café.
Mulheres bonitas deste país, se sabem que são um verdadeiro estafermo intelectual, por favor, imploro-vos, não abram a boca, deixem-me manter o encanto.
Pais deste país: se se aperceberem em tenra idade que estão a criar zurradores, por favor, afoguem-nos num balde, como se faz aos gatinhos.

Actualização - Compreendo o paradoxo que é este post. Se não fossem totalmente borregas não haveria a mínima hipótese de terem qualquer interesse em mim. Darwin afirmou que estou no corredor da morte.

9 comentários:

  1. como os teus pais foram bonzinhos contigo hihihihihihihihihihihihihii






    Kidding

    ResponderEliminar
  2. Como gaja boa, gira e inteligente, devo dizer que concordo. É um acto de misericórdia, tipo deixar morrer o canito mais fraco da ninhada.

    ResponderEliminar
  3. Eu, como estafermo inteligentíssimo, obviamente que concordo....

    ResponderEliminar
  4. sem dúvida q é preciso um equilibrio cultural, caso contrário, mais vale tar só do que mal acompanhado/a.

    ResponderEliminar
  5. já agora...e que tal um post intitulado "experiência que tive quando fui injustamente detido por prática de zoofilia em público" ;) lol

    ResponderEliminar
  6. Eh lá! Que é que vos deu? Parece que larguei mel no blog!

    Bela - A actualização que fiz ao post diz tudo!

    Lagostim mal amanhado - Não é deixar morrer, é MATAR mesmo. Chamemos-lhe "aborto pós-natal".
    Papoila - este é um blog saudável. Leve daqui para fora os seus opiáceos.

    Low - Refaz essa sugestão daqui a uns meses. Ainda não estou preparado para falar dos meus sentimentos. Entretanto vai lendo isto.

    ResponderEliminar
  7. Eu diria o mesmo em relação aos estafermos intelectuais que por aí andam. O problema é quando são estafermos intelectuais e são feios! :-D

    ResponderEliminar
  8. Afogar zurradores tudo bem... agora GATOS NUNCA!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar