2007-02-13

Eu sou pela morte! Lipoma - 1 X Adenopatia - 2

Pensava eu que hoje ia ter a infeliz noticia de que não poderia continuar a exercer humor negro acerca da temática cancerígena. Nada disso! Tenho boas novas para vós e para mim! O diagnóstico que me fizeram nas urgências do hospital de Cascais, aparentemente, está errado! Pelo menos, neste campeonato, a adenopatia está muito melhor com dois remates. Lipoma apresenta-se com uma formação desorganizada, pouco sólida. O único remate que fez foi "à figura".
Que querem dizer estes simpáticos palavrões médicos? Querem dizer muitas e variadas coisas:
  • Que estou 68,5 € mais pobre.
  • Que estou mais longe de um tumor benigno.
  • Que estou mais próximo de um tumor benigno ou maligno (já estamos a chegar a algum sítio).
  • Que há a alta probabilidade de se tratar apenas de uma infecção e que esta merda passará sozinha.
Esta última hipótese faria de mim um ser ainda mais deprimente que aquilo que sou. Teria falhado na contracção de uma doença mortal. Nem quero pensar nisso.

Isto dos blogues é muito porreiro. Não havendo nenhum leitor deste cantinho que me conheça em pessoa (pelo menos que saiba relacionar-me com esta escória literária) , posso, assim que me colocarem um timer, preparar variadíssimas acções de terrorismo e/ou homicídios de violência e sadismo extremos. Toda a gente sabe que um bom assassino em série é vaidoso. Gosta de ver o seu trabalho reconhecido.
Se tudo correr pelo melhor, terão a oportunidade única de ler o planeamento e execução de tão simpáticas acções.

Vou pedir ao coveiro para que abra buracos em torno do meu caixão, para os vermes poderem vomitar.

8 comentários:

  1. Gabo-te a coragem de abordares um tema assim com essa boa disposição. Estou a ver que és da escola do António Oliveira, que na célebre conversa em off disse que se soubesse que morria amanhã pegava numa metralhadora e limpava uns quantos... o bom é que também não me conheces! ;)

    ResponderEliminar
  2. Se acredito que é possível fazer humor com tudo (desde que não magoe directamente) não faz sentido perder oportunidade como esta.

    "Concorda com o humor negro feito à volta da temática do cancro, se realizado por um gajo que foi (possivelmente) apanhado na rede, desde que seja feito num blog de mau gosto?"

    ResponderEliminar
  3. Jorge já tens resposta ao email!:-D

    Se bem que depois de ter lido este post, tudo o que eu disse lá, o médico deve ter-te dito tb! :-D

    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. Rafeiro, acrescento mais:
    O chato não seria morrer. Será o tempo que se perde até adquirir essa certeza. Se soubéssemos o exacto dia em que vamos bater as botas, certamente faríamos um melhor uso do tempo. Não digo que comece a matar gente mas arriscaria em muitas coisas que para já não arrisco.
    Mais embaraçoso era ter cancro e morrer num acidente de mota...

    ResponderEliminar
  5. Bolas... e eu que acabei de publicar uma foto no blog... Olha, eu moro em Oliveira de Azeméis, tá?!

    Eu prefiro o acidente de mota. É estúpido, não escolhe alturas nem idades mas permite-te em plenas capacidades gozar cada dia (como o gozas és tu que decides). E olha que ainda há 2/3 meses morreu-me um grande amigo dessa forma. Tinha 28 anos, deixou mulher e uma filha de 1 ano e tinha-se ido despedir da mota pois no dia seguinte ia vendê-la.

    O cancro não te deixa fazer nada. Ganhas tantas limitações que não te passa pela cabeça. E o gozo quando se sabe que se vai morrer não é pleno. É já a antecipar as saudades de ti e da vida.

    Quanto ao referendo, CONCORDO!Aliás, é a melhor forma de vivê-lo e enfrentá-lo. Com humor, branco, negro ou cor-de-rosa!

    ResponderEliminar
  6. Xiiii... Fico tão linda quando falo mais a sério!

    ResponderEliminar
  7. És pouco convencida és...

    Lamento o que aconteceu ao teu amigo.
    Oliveira de Azeméis? Isso é terra de gente? É para ter medo?

    ResponderEliminar
  8. Convencida? Não! Sou linda, mesmo!

    Eu disse Oliveira de Azeméis? Não! Eu queria dizer Fornos de Algodres!!!

    ResponderEliminar